Localizada na Região do Caribe, o país é mundialmente conhecido pelas suas praias e belezas naturais. Mas será que morar na República Dominicana é tão bom e vale a pena, assim como uma viagem a turismo? Os dados mais recentes do Itamaraty indicam que há mais de 1.200 brasileiros vivendo na capital, Santo Domingo, região mais desenvolvida e habitada do país.

Como morar na República Dominicana

Apesar de ser considerado um paraíso para os viajantes, a realidade para quem vai morar na República Dominicana pode não ser a melhor. Apesar de ser uma das grandes economias da região do Caribe e América Central (juntamente com Cuba), os índices de desemprego, corrupção e desigualdade social são os principais problemas dominicanos.

Dentre os brasileiros que decidem morar na República Dominicana, grande parte estão envolvidos com o setor turístico ou são estudantes intercambistas (salvo os motivos familiares). Isto porque a economia, que não é forte ou representativa, é baseada no comércio, agricultura e turismo, principalmente. É claro que oportunidades podem surgir e, dependendo do quão generosa for, vale a pena pesar os prós e contras.

Para quem vai a turismo não é necessário visto, apenas um passaporte válido, passagem de ida e volta e roteiro turístico (hospedagem). Além disso, é preciso ter em mão suma Tarjeta de Turismo que tem o custo de US$ 10 e pode ser emitida online. Para os demais casos, como trabalho e estudo é necessário solicitar o visto.

A Embaixada da República Dominicana está localizada em Brasilia, na SHIS QL 6, conjunto 7, casa 2, no Lago Sul. Os contatos são (61) 3248-1405 e  embajadombrasil@yahoo.com.br. Já o Consulado Geral fica em São Paulo, na Alameda Jaú, nº 1742, 9º andar, sala 91, no Edifício Armando Petrela. Os contatos são (11) 3898-1120 / 3086-3926 / 3898-2665 e consudom@terra.com.br . Os horários de atendimento são de segunda à sexta, das 9h30 às 16h. Para mais informações, consulte o site da Imigração ou o site oficial do país.

Trabalhar na República Dominicana

Todos que desejam trabalhar e morar na República Dominicana devem procurar pelo emprego antes de viajar para o país. O visto é concedido aos trabalhadores do setor público ou privado que irão exercer funções por um prazo fixo e pré determinado e podem ser renovados por períodos de um ano, enquanto o contrato for válido. Os documentos necessários são:

  • Formulário preenchido (à mão) e assinado;
  • 1 foto tipo passe 2×2;
  • Passaporte original válido (para o período solicitado);
  • Contrato de trabalho aprovado pelo Ministério do Trabalho*;
  • Atestado médico (para doenças infeciosas);
  • Certificado de Registro Criminal;
  • Original e cópia do RG;
  • Cópias de possíveis antigos vistos no país (se for o caso);
  • Carta de pedido de visto feito pela empresa contratante e enviada ao consulado.

Para ser aprovado pelo Ministério do Trabalho o contrato deve conter todas as informações a cerca da empresa e do trabalho, tal como cargo a ser desempenhado, duração do contrato e salário. Para além disso, todos os documentos deve ser traduzidos (ou enviados para o Consulado a título de tradução). O valor deste visto é de US$ 125.

E para estudar na República Dominicana?

O procedimento para quem vai estudar no país é basicamente o mesmo para quem vai trabalhar. O país ainda não é uma referência de estudos mas, agências de intercâmbio já realizam programas para aprendizado do espanhol em instituições locais. Uma ótima opção para quem deseja morar na República Dominicana. Os documentos necessários são:

  • Formulário preenchido (à mão) e assinado;
  • 1 foto tipo passe 2×2;
  • Passaporte original válido (para o período solicitado);
  • Carta de Aceite com o cronograma de estudos e a duração;
  • Comprovativo de Bolsa de Estudos ou Meios de Subsistência;
  • Atestado médico (para doenças infeciosas);
  • Certificado de Registro Criminal;
  • Original e cópia do RG;
  • Cópias de possíveis antigos vistos no país (se for o caso);
  • Carta de candidatura feita pela instituição e enviada ao consulado.

O valor de processo para solicitação do visto é de US$ 115.

Custo de vida

A moeda comercializada no país é o Peso Dominicano. Mas, devido a forte economia turística, em muitos estabelecimentos aceita-se o dólar. A título de comparação, R$1 equivale a DOP 11,30. Apesar do real ser valorizado, o custo de vida na capital do país, por exemplo, não é tão diferente, quando comparado com São Paulo.

O salário mínimo praticado no país varia entre DOP 6.300 e DOP 20.200, dependendo do cargo ocupado. Comparando com os gastos no país, um apartamento de um quarto na capital pode variar entre DOP 9.000 e DOP 25.000, de acordo com o site Numbeo.

Vale a pena?

Sim e não, dependendo de qual for o seu trabalho, intenção de estudos ou até mesmo estilo de vida. Muitas pessoas tencionam morar em locais paradisíacos para ter uma vida mais leve, tranquila e fora dos centros urbanos. Ganhando o necessário para viver com o mínimo de conforto. Se esta for a intenção, trabalhar com o turismo pode render bons frutos.

Para os estudantes, o local é ideal, principalmente se a intenção for aproveitar ao máximo a beleza e vida noturna da região. Para além disso, em altas temporadas há a possibilidade de conhecer pessoas do mundo todo. Ou seja, mesmo que estudar no país não esteja na rota dos mais procurados entre os intercambistas, é uma boa opção.

Agora, se está em busca de uma qualidade de vida superior e uma vida de conforto é preciso ter um salário a altura. Vale lembrar que, o país não está no seu auge econômico (apesar de ser um dos mais elevados da região) e a oferta de emprego também não é alta. Concluindo, pode ser apenas uma ilusão.

Curiosidades

Você sabia que a Republica Dominicana foi o primeiro ponto de parada de Cristovão Colombo por essas bandas? Na capital, Santo Domingo, é possível visitar o seu mausoléu. Nem só de praias vive o país. Sabe qual é a segunda paixão de quem viaja pra lá? Os verdes campos de golfe!

A mistura ideal para conhecer o país e seus habitantes animadíssimos está num dia ao sol de Punta Cana e a noite ao som da música mais popular, de ritmo latino, o merengue.

Gostou desse post? Compartilhe e acompanhe mais dicas também no Facebook e YouTube

Facebook      Nosso grupo      Twitter    Youtube

Atenção Atenção
Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.
Comentários do Facebook

Sobre o Autor

Redação

O Já Fez as Malas? é feito para brasileiros que querem cruzar fronteiras e superar os próprios limites. Para quem é apaixonado por conhecer outras culturas, viajar e sonha em morar fora para estudar, trabalhar, ou simplesmente pela experiência de vida.