Mais do que visitar: veja o que é preciso para Morar no Peru

Se morar no Peru ainda não passou pela sua cabeça, com certeza viajar e conhecer o país sim. Um dos países mais visitados da América do Sul, principalmente entre os mochileiros e turistas aventureiros em busca da Cidade Perdida dos Incas, Machu Picchu, o Peru reserva ainda diversas paisagens naturais entre suas cadeias montanhosas e diversas comunidades típicas que ainda mantem tradições antigas.

Segundo os dados mais recentes do Itamaraty, a comunidade brasileira que vive no país é de cerca de 2.800 pessoas, essencialmente na capital Lima. Geralmente, quem vai para o país em busca de trabalho está vinculado às atividades turísticas ou na exploração de minerais, agricultura, agropecuária e têxtil.

Como morar no Peru

Apesar do Peru não ser um país membro oficial do Mercosul, o mesmo é considerado como observador e, a título de migração e emigração, todos os direitos e deveres são válidos. Com isso, quem deseja visitar o país como turista, basta ter em posso o RG (com foto atualizada). Já aqueles que desejam morar no Peru, seja para trabalhar, seja para estudar, estão abrangidos pelo tratado de Área de Livre Residência. Ou seja, podem se estabelecer no país sem burocracias como vistos e autorizações.

Apesar de não ser exigido nenhum documento, recomenda-se aos interessados em morar no Peru, regularizar a sua situação mediante à Embaixada, no sentido de registro, por meio da TAM – Tarjeta Andina de Migración. Para tal, os documentos são:

  • Passaporte Válido
  • Certidão de Nascimento
  • RG
  • Certidão Negativa de Antecedentes Criminais (brasileiro e peruano)
  • Certificado Médico Migratório (e vacina de Febre Amarela)

Lembre-se que, apesar da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ser um documento válido no Brasil, o mesmo não acontece no exterior. Apenas o original do RG é considerado como um documento válido (além do passaporte).

O site da Embaixada do Peru no Brasil (embperu.org.br) está em manutenção. Portanto, o endereço caso seja necessário comparecer ao local é o SES Avenida das Nações, quadra, 811, lote 43. O telefone de contato é o de Brasília, (61) 32449344, o email é o [email protected] e o horário de atendimento é as 9h às 12h, de segunda à sexta. Para informações extras, as mesmas podem ser consultadas nos sites do Consulado Geral do Peru em São Paulo, assim como as tarifas cobradas.

Para quem desejar morar no Peru por um período superior a 90 dias precisa formalizar e realizar o Registro de Residente do Mercosul.

Trabalhar no Peru

Apesar do tratado entre os países pertencentes ao Mercosul, existe alguns critérios na hora de legalizar o trabalho e morar no Peru. O primeiro deles é que você deverá ter uma carta formal de contrato de trabalho, assinado pela empresa, mostrando interesse em tê-lo como funcionário.

Outro documento que poderá ser solicitado é o de antecedentes criminais emitido pela Superintendência Nacional do Peru, chamado de Declaración jurada de no tener antecedentes. E, caso tenha interesse em pedir um documento que comprove que você reside no país, a trabalho, é preciso preencher o Formulário F-007 e apresentar os documentos descritos acima, juntamente com o contrato de trabalho.

A princípio é possível manter-se com a residência temporária por dois anos e, após esse período é preciso solicitar a residência permanente no país, para que a situação esteja legalizada.

Estudar no Peru

Com cenários de montanhas, cordilheiras, desertos, florestas e praias, o destino tem se tornado comum entre os estudantes que desejam uma oportunidade de morar no exterior e a um preço que garanta o custo-benefício deste investimento. Neste caso, os documentos extra exigido:

  • Certificado de Registro emitido pelo Ministério da Educação ou da Superintendência Nacional da Universidade de Ensino Superior (SUNEDU) como comprovativo dos estudos, acompanhado de informações como tipo de estudos e duração.

Em algumas ocasiões é necessário comprovar meios de subsistência para o período em que se pretende morar no Peru. Um dos pontos negativos para quem deseja estudar no Peru é o fato de que não é permitido trabalhar durante esse período, apenas em temporadas de férias.

Custo de vida

Apesar de R$ 1 valer 0,92 Nuevos Sol, morar no Peru é bem vantajoso para quem consegue estabelecer-se no país. Na capital Peruana gasta-se em torno de 7.700 Nuevos Soles para manter um padrão que em São Paulo custaria mais de R$9.000. Já com relação ao salário mínimo, o valor é de 750 Nuevos Soles. Porém, a média de pagamento realizado no país é de 2.077 Nuevos Soles.

Vale a pena?

Apesar da capital do país ser relativamente mais barato que a capital paulista (cerca de 15%), os gastos mensais podem comprometer o orçamento do fim do mês. Por exemplo, o mercado pode custar entre 400 e 600 Nuevos Sol, assim como o aluguel de um apartamento no centro da cidade entre 1.00 e 1.700 Nuevos Sol. Portanto, deve-se ponderar bastante e pesar os gastos com o salário, para saber se realmente vale a pena morar no Peru.

Curiosidades

Apesar da língua oficial ser o Espanhol, existem dialetos, como o quíchua em que boa parte da população se comunica. Inclusive, no idioma quíchua, Machu Pichu significa “velha montanha” e lá abriga-se uma das mais belas ruínas das cidades Incas.

Aos estudantes, vale reforçar que na capital Lima, concentra-se mais de 25 Universidades. Dentre elas a mais antiga do continente, chamada de Decana da América, fundada em 1551: Universidad Nacional Mayor de San Marcos.

E para quem acredita em divindades, et’s ou forças sobrenaturais, a cidade de Nazca é uma visita obrigatória para quem for morar no Peru (sem contar é claro com Machu Picchu, Cuzco, Lima e por aí vai). É lá que existem as famosas “linhas” que, ao nível da terra nada se enxerga, mas do alto, formam o desenho de uma aranha, um macaco e um pássaro (beija-flor). São tantas teorias sobre suas origens que mais vale a pena tirar suas próprias conclusões.

Gostou desse post? Compartilhe e acompanhe mais dicas também no Facebook e YouTube

Facebook      Nosso grupo      Twitter    Youtube

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png” size=”30″]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/su_service]


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com