Morar na Itália sem falar italiano?

Assim como não é fácil sair de casa, não é fácil mudar de país. Muito menos aprender uma nova língua.

Desde pequena fui criada a base de grazie e prego. Meus avós, italianos, sempre falavam comigo (ou com qualquer outra pessoa) em uma língua que era um mix entre italiano e português. Não posso exagerar e dizer que era fluente. Não era. Mas tive a sorte de aprender o básico, o necessário para “me virar”.

Morar na Itália sem falar italiano

Mas a verdade é que eu sabia muito pouco. Quando vim para a Itália em 2006, passei alguns dias na casa de primos que não falavam nenhuma palavra em português. No começo foi difícil, era tudo na base da mímica. Mas posso afirmar que toda essa dificuldade do inicio fez com que eu aprendesse muita coisa em 2 meses de viagem.

Depois de quase 10 anos sem pisar na Itália, decidi que era hora de retornar. Mas dessa vez não para fazer uma visita… para morar. Minha mãe dizia que eu era mais italiana que brasileira. Ela tava certa.

Recém-chegada, em maio de 2015, voltei a colocar o pouco que sabia da língua em prática. Suei. Quando não sabia alguma palavra em italiano tentava mudar as últimas 2 ou 3 letras pra ver se dava certo. Se não dava, usava o tradutor para ajudar. O dicionário virou meu livro de cabeceira. Mas ainda assim tinha dificuldade com a gramática. Então, com ajuda da internet, comecei a procurar sites para fazer testes e ditados online e com o passar do tempo fui melhorando.

É errando que se aprende

Vale lembrar que, apesar de algumas vezes ser constrangedor, é muito importante quando alguém te corrige. No começo me envergonhava, mas depois vi que só me ajudava. E continua assim, seja da parte da família ou dos amigos. Passou de vergonha a algo normal. E tem o fato do dialeto também, que com a convivência acaba te afetando, e quando você acha que esta falando perfeitamente na verdade esta “comendo” sílabas e repetindo palavras inventadas.

Os conselhos que sempre ouvi aqui: ouça com atenção, leia muito, faça ditados e fale sem medo. Se hoje domino a língua italiana é porque segui todos esses passos. E continuo seguindo. A cada dia que passa aprendo novas palavras e expressões. Cada aprendizado é valido. Como sempre disse minha mãe: conhecimento não ocupa espaço.

Arrivederci

 

Obs.: O conteúdo é de total responsabilidade do colunista e não representa a opinião do Já Fez as Malas.

Facebook Nosso grupo Twitter Youtube

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png” size=”30"]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/[/su_service]h6>

Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com

Voos Baratos