Itália vai acabar com entrada gratuita em museus no primeiro domingo de cada mês

Quem está com viagem programada para a Itália nos próximos tempos pode ter que refazer as contas no que diz respeito às visitas aos museus locais. O país, como outros europeus, tem uma política de gratuidade dos espaços culturais no primeiro domingo de cada mês. No entanto, a facilidade vai acabar no fim do verão deste ano e os preços normais da entrada serão cobrados todos os dias, sem exceção.

O fim da medida foi anunciado recentemente pelo novo ministro da Cultura italiano, Alberto Bonisoli. De acordo com ele, o programa instituído em 2014 cumpriu muito bem o seu papel divulgar o patrimônio cultural e arqueológico do país. Neste momento, no entanto, é preciso trabalhar no sentido de proteger, preservar e não desvalorizar o mesmo.

Em um esclarecimento posterior, feito na sua página do Facebook, o ministro afirma que a gratuidade poderia continuar, mas não da forma que acontece agora. Seria preciso uma gestão mais eficaz da mesma para que os locais não fossem comprometidos.

Bonisoli afirmou ainda que os gestores de cada espaço cultural terão autonomia para decidir se ainda ainda existirão dias com entrada gratuita e quais serão. A obrigatoriedade é que não existirá mais. O ministro não deu detalhes sobre quando exatamente a política deixará de ter validade, mas anunciou que nada mudará até meados de setembro.

Neste momento, mais de 480 espaços culturais em todo o país fazem parte do programa Domenico Al Museo. Entre eles, o famoso Coliseu de Roma e o Galeria Uffizi.

Acompanhe mais dicas no Facebook, Instagram e YouTube

Veja também:

Atenção: Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas? e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com