O Lado B da Austrália

Uma das coisas que mais chamam a minha atenção quando conheço brasileiros que moram na Austrália é que grande parte não conhece a Austrália de verdade.

Quer dizer, por um lado a maioria já viajou muito mais por aqui ou até mesmo pelo sudeste Asiático do que eu, mas ainda assim os caras não conhecem o país onde vivem.

Independente da escolha de vir até aqui ter sido com o intuito de viajar e aprender inglês, embarcar em um ano sabático, ou de vir para morar permanentemente, eu acho curioso como as pessoas acomodam-se tão rapidamente ao que lhes é familiar, seguro.

Na minha concepção se você deixou sua vida para trás, atravessou o mundo, investiu tantos mil dólares, pra aí chegar aqui e só fazer amizades com brasileiros, ir a lugares frequentados por brasileiros, festas com temática e música brasileira, onde todos falam apenas português…meu amigo, eu não tenho a menor idéia do que você veio fazer aqui!

Ao contrário do você deve estar imaginando, eu nao sou daquelas delumbradas que acha que tudo no exterior é melhor do que no Brasil, aquele país atrasado onde tudo eh uma porcaria!!! Muito pelo contrário! Sou brasileira de corpo e alma, apaixonada por samba de raíz, maracatu, Novos Baianos e Cartola, chegada numa umbanda, das que se bater um tambor incorpora a pomba-gira mesmo! Paulista frenética e amante da Bahia!! E ai de você se comecar a falar mal do Brasil para mim sem um bom argumento!

É claro que buscar conforto em pessoas que falam sua língua e lhe entendem quando se está sozinho do outro do do mundo é tentador, mas a intenção de ter uma experiência morando no exterior serve exatamente para saírmos da nossa zona de conforto, ou pelo menos deveria ser. Parece óbvio, mas o que eu observo aqui me diz o contrário. Muitos brasileiros chegam a Austrália e antes mesmo de dar tempo de sentir saudades do requeijão e pão-de-queijo, já se alistaram ao exército de brasileiros.

“Conhecer uma pessoa de cultura diferente, com a qual a comunicação será limitada exige muito mais esforço da sua parte”

Quando moramos fora nos damos conta pela primeira vez que não somos insubstituíveis!! Nossos amigos no Brasil continiarão tocando a vida numa boa, claro que sentirão saudades de você, mas você sentirá muito mais deles, simplesmente porque está sozinho! O lance para sobreviver esta batalha que é reconstruir a vida do zero é que você precisa se esforçar pra fazer novos amigos. Ninguém lhe conhece, ou conhece sua irmã, ou aquele amigo em comum da faculdade, ou seja, os outros precisam de um bom motivo e tempo em sua agenda social bem estabelecida para se aproximar de você. Ou este “trabalho” deve ser mais da sua parte do que da deles. Este com certeza é um dos grandes motivos que une a galerinha verde-amarela aqui, comodismo! Claro que rola aquele sentimento de que todo mundo está no mesmo barco, mas muitas vezes essas pessoas só estão buscando uma saída de emergência para suas carências. Todo ser humano sente a necessidade de pertencer a um grupo e é fato que será muito mais fácil unir-se aos irmãos da pátria que lhe aceitarão de cara, simplesmente pelo fato de você ser Brazuca! Conhecer uma pessoa de cultura diferente, com a qual a comunicação será limitada exige muito mais esforço da sua parte. Porém não limite seu universo de possibilidades de aprendizado e interação com outras culturas só porque é mais difícil.

Sentir-se sozinho também faz parte do aprendizado! Você será forçado a enfrentar todos os seus demônios de frente! Uma hora na vida todos temos que parar de fugir, porque eles não irão embora, não importa o quanto você os ignore!

A minha experiência por aqui foi bem diferente. Claro que o fato de ter chegado falando inglês fluentemente facilitou muito a minha minha vida social fora do cirquíto sul-americano, mas tenho exemplo de 2 amigas, uma brasileira (sim eu também tenho amigos brasileiros!!) e uma coreana, que chegaram aqui sem falar quase nada do idioma e assim como eu, tem um círculo social e de amizades totalmente multicultural e fora da rota turistica! Você se surpreenderia com a capacidade do ser humano de encontrar coisas em comum que vão muito além das palavras. Quando você genuinamente quer aprender e interagir os outros farão o esforço para se comunicar e fazê-lo sentir-se aceito! O povo australiano, neste sentido (e muitos outros), assemelha-se muito ao brasileiro, é caloroso e hospitaleiro.

Então cara, não me leve a mal, mas se você está lendo esta coluna achando que eu vou te dar dicas de onde fica o próximo “buxixo“ brasileiro, você está completamente enganado! O meu intuito aqui é alertar e dar dicas interessantes, culturais, de linguagem, lugares bacana e curiosidades para os brasileiros que estão interessados em sair da conchinha e explorar o que existe de melhor na cultura australiana. Aproveite esta experiência multicultural como um colírio, que irá lhe fazer enxergar o mundo sob uma nova perspectiva.

Vire o disco, escute as novas línguas, sons e mensagens do universo e se dê a chance de conhecer a Austrália de verdade. A Austrália que não está no lado B de Brasil, por mais que você sinta saudades de casa (ela nunca vai embora, acredite!). Conheça e envolva-se na cena underground, alternativa, na cultura local e mundial, porque afinal uma das vantagens da Austrália é sua diversidade cultural, onde você pode conhecer mochileiros e imigrantes do mundo todo que podem lhe ensinar algo que você não sabe. Abra a cabeça, não torça o nariz só porque o outro é diferente, escute, seja curioso, aprenda, ensine e aí sim você vai conhecer o lado B que vai lhe deixar de “Boca aberta” ou “Blow your bloody mind, mate”!

 

Este conteúdo é de responsabilidade do autor da coluna Lado B e está sujeito a alterações sem aviso prévio. 

Facebook   Nosso grupo   Twitter   LinkedIn Youtube
Atenção: Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas? e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com