Desde que eu sai do Brasil já me deparei diversas vezes com cenas que me fizeram questionar se no Brasil somos muito limpos ou um pouco exagerados nesse quesito.

Aqui na Espanha, por exemplo, é comum em uma padaria te darem uma barra de pão com um pequeno papel enrolado no meio para você segurar ele e só.

Até aí tudo bem, porque eu não sou a favor de gastar várias sacolas plásticas para tudo, mas todo mundo que sai com esse pão, apoia em todos os lugares: na mesa do bar, no banco da praça, qualquer lugar mesmo! O que não parece muito higiênico.

Pão sim, fruta não

Uma coisa engraçada é que quando você vai comprar fruta aqui é quase uma obrigação pegar com uma luva, geralmente disponíveis junto com as sacolinhas. Se você não usa, as pessoas te olham com cara feia. Então, eu tento entender, por que não acham estranho apoiar o pão em todos os lugares e sim pegar a fruta com a mão? Pelo menos a fruta e verdura eu lavo antes de comer.

Esses são alguns exemplos que acontecem aqui. Eu estou longe de ser a “louca da higiene”, mas não tem como não reparar nessas coisas. Até porque, no Brasil, somos muito preocupados com tudo nesse sentido.

Só que tem um desses costumes que eu ainda não consigo me acostumar, mesmo sendo meu terceiro ano por aqui. Que são os papéis no chão dos bares.

Lixo no chão

Aqui na Espanha tem muito bar, muito mesmo! A maioria deles é pequeno, com um balcão e algumas mesas. Esses bares, também são os lugares onde os espanhóis tomam o café da mahã, já que a padaria como nós conhecemos, é menos popular por aqui para isso.

Lembro a primeira vez que eu entrei em um bar e estava lotado de papéis no chão. A gente abriu a porta e todos aqueles papéis começaram a ir de um lado para o outro com o vento e eu obvimente perguntei: “Vamos mesmo entrar aqui?”. A resposta veio rápida: “Claro, por que não?”.

Ao comentar sobre todos aqueles papéis no chão, descobri que era um costume. Eles tem o costume de jogar os papéis no chão! A explicação, ainda sem muito sentido para mim, é que seria muito mais fácil para limpar já que tudo vai estar no chão e é só varrer.

Confesso que essa explicação não me convence muito, maaas o fato, é que devido a esse costume, surgiu um indicador de qualidade dos bares. Bar bom, é bar cheio de papel no chão! Já que indica que muita gente passou por ali.

Para mim ainda é muito estranho estar conversando com alguém, essa pessoa terminar de comer e soltar o papel no chão como a coisa mais normal do mundo. Não consigo parar de pensar na pessoa que vai limpar e de como o bar estaria mais agradável sem aqueles papéis.
Hoje em dia eu já vejo alguns bares que colocam umas mini lixeiras no balcão. Acho que para tentar mudar esse costume. Também percebo, que nos bares novos e mais modernos, não costumam fazer tanto isso. Será que esse costume vai acabar? Não sei.

Só que por enquanto, se você vier aqui para a Espanha e der de cara com um bar cheio de papel no chão, saiba que não é preciso mudar para outro. Pode ficar… que ele provavelmente é bom!

Este conteúdo é de total responsabilidade do autor da coluna Julia Queiroz. Siga também o blog da Julia.

Veja também:

Atenção Atenção
Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.

Sobre o Autor

Julia Queiroz

Formada em Desenho Industrial, Julia Queiroz viveu em São Paulo quase toda vida. Em 2013 fez intercambio na Austrália e acabou indo parar na Espanha, onde mora até hoje. Criou o projeto "Tempo de Migrar" e compartilha suas experiências também aqui no Já Fez as Malas.

Artigos Relacionados