Voltado para o aluno matriculado em curso de doutorado no Brasil que queira uma oportunidade de aprofundamento teórico, coleta e/ou tratamento de dados ou desenvolvimento parcial da parte experimental de sua tese no exterior, o Ciência sem Fronteiras possui a modalidade Doutorado Sanduíche. Os contemplados devem, no entanto, defender a tese no Brasil.

Para se candidatar é preciso preencher os seguintes requisitos:

  • Estar formalmente matriculado em curso de doutorado no Brasil reconhecido pela CAPES;
  • Não ser aposentado;
  • Ter conhecimento do idioma utilizado na instituição de destino;
  • Ter anuência do coordenador do curso de pós-graduação e dos orientadores no País e no exterior;
  • Ser brasileiro ou estrangeiro com visto permanente no Brasil;
  • Não acumular a presente bolsa com outras bolsas concedidas com recursos do Tesouro Nacional;
  • O projeto de pesquisa deve estar enquadrado nas áreas contempladas pelo Programa Ciência sem Fronteiras; e
  • Demais requisitos e condições exigidos em portarias ou normas específicos da CAPES ou do CNPq.

Para o orientador da instituição de destino:

Ser pesquisador com produção acadêmica consolidada e relevante para desenvolvimento complementar da tese de doutorado.

DURAÇÃO DO DOUTORADO SANDUÍCHE

O programa tem duração de 3 (três) a 12 (doze) meses, sendo permitida a prorrogação, respeitando o limite máximo de duração da bolsa (12 meses).

[su_box title=”Nota 1″]O prazo total da bolsa de Doutorado no País, somado ao período do Doutorado Sanduíche no Exterior, não poderá ultrapassar 48 (quarenta e oito) meses.[/su_box]

[su_box title=”Nota 2″]Nos casos de co-tutela entre as Universidades brasileira e estrangeira, previstos em acordos específicos, o período poderá se estender até 24 (vinte e quatro) meses no exterior. Entende-se por co-tutela a situação em que o diploma de doutorado é emitido pelas duas instituições participantes.[/su_box]

BENEFÍCIOS

Abaixo encontram-se os benefícios cedidos aos bolsistas do Ciência sem Fronteiras na modalidade Doutorado Sanduíche.

  • Mensalidades*

A mensalidade das bolsas de estudos mudam de acordo com o destino em questão, podendo ainda ter outras alterações devido a outros fatores.

Estados Unidos: 1.300 dólares
Zona do Euro: 1.300 euros
Reino Unido: 1.300 libras
Canadá: 1.470 dólares canadenses
Austrália: 1.650 dólares australianos
Japão: 148.890 ienes
Suécia: 11.750 coroas suecas
Dinamarca: 9.700 coroas dinamarquesas
Noruega: 10.550 coroas norueguesas
Suíça: 1.590 francos suíços

* dados recolhidos em 04/04/2015

Verifique a fonte oficial no site do programa para verificar os valores e variáveis.

  • Auxílio-Deslocamento

Segundo o CNPq, “os valores do auxílio serão definidos, considerando os preços praticados pelo mercado, e fixados na tabela de Valores de Auxílio-Deslocamento ao Exterior. Caberá ao bolsista adquirir a passagem aérea na empresa /agência de sua preferência”.

  • Auxílio-Instalação**

Bem como a mensalidade das bolsas de estudo, os valores de auxílo-instalação também variam de acordo com o destino.

Estados Unidos: 1.300 dólares
Zona do Euro: 1.300 euros
Reino Unido: 1.300 libras
Canadá: 1.470 dólares canadenses
Austrália: 1.650 dólares australianos
Japão: 148.890 ienes
Suécia: 11.750 coroas suecas
Dinamarca: 9.700 coroas dinamarquesas
Noruega: 10.550 coroas norueguesas
Suíça: 1.590 francos suíços

**dados recolhidos em 04/04/2015

Verifique a fonte oficial no site do programa para verificar os valores e variáveis.

  • Seguro-Saúde***

Os valores pagos para seguro saúde abaixo descritos se referem a um ano de cobertura. Caso a duração do intercâmbio seja inferior, o bolsista irá receber o valor proporcional.

Estados Unidos: 1.080 dólares
Zona do Euro: 1.080 euros
Reino Unido: 1.080 libras
Canadá: 1.200 dólares canadenses
Austrália: 1.320 dólares australianos
Japão: 113.760 ienes
Suécia: 9.760 coroas suecas
Dinamarca: 8.060 coroas dinamarquesas
Noruega: 8.760 coroas norueguesas
1.320 francos suíços

***dados recolhidos em 04/04/2015

Verifique a fonte oficial no site do programa para verificar os valores e variáveis.

  • Taxas Escolares, se exigidas pela instituição

Tais como: créditos, acesso a bibliotecas, Internet, sistemas de computação, dentre outras. Os valores anuais estimados deverão ser informados pelo candidato no formulário de submissão de propostas.

  • Taxas de Bancada, caso aplicável

As taxas de bancada servem para cobrir despesas exigidas pela instituição, necessárias à realização das atividades de pesquisa científica e/ou tecnológica prevista no plano de trabalho do bolsista. Os valores anuais estimados deverão ser informados pelo candidato no formulário de submissão de propostas.

Veja abaixo o que é preciso para se candidatar a uma bolsa de Doutorado Sanduíche pelo Ciência sem Fronteiras:

a) Formulário de Propostas Online; http://efomento.cnpq.br/efomento
b) Currículo do candidato à bolsa cadastrado na Plataforma Lattes; http://lattes.cnpq.br/
c) Currículo do orientador no exterior, na forma de home page ou arquivo anexado;
d) Plano de trabalho e/ou projeto de pesquisa para o período da bolsa;
e) Anuência formal do coordenador do curso de pós-graduação no qual está matriculado;
f) Anuência formal da instituição de destino emitida pelo órgão responsável pela admissão do candidato, incluindo informação sobre o idioma e nível de proficiência mínimo exigido e evantuais cobrança de taxas escolatres e de bancada e respectivos valores por ano;
g) Concordância dos orientadores no Brasil e no exterior com as atividades propostas; h) Confirmação por parte do orientador no exterior de que o candidato tem conhecimento suficiente do idioma exigido para o desenvolvimento das atividades previstas ou comprovante de proficiência no idioma, caso exigido pela instituição de destino.

Como são selecionados os candidatos?

Segundo o site do Ciência sem Fronteiras, “os candidatos são selecionados em função de seu currículo, do currículo do orientador no exterior, do mérito da proposta, do conceito internacional do grupo de pesquisa no exterior e classificados em comparação com os demais candidatos”.

É possível prorrogar?

Eventuais pedidos de prorrogação devem ser solicitados em formulário online específico , até 30 (trinta) dias antes do término da bolsa.

O que é preciso para encerrar o processo?

a) encaminhar os bilhetes de passagens utilizados
b) encaminhar os documentos específicos da modalidade exigidos para o encerramento do processo;
c) ter o relatório técnico-científico final aprovado pelo CNPq;
d) não possuir quaisquer pendências financeiras com o CNPq, relativas ao processo; e
e) cumprir o pactuado no Termo de Compromisso e Aceitação de Bolsa no Exterior.
f) avaliações dos orientadores no País e no exterior.

Saiba mais sobre o programa Ciência sem Fronteiras

Ciência sem Fronteiras é um programa fruto de uma parceria entre os Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e o Ministério da Educação (MEC), que visa consolidar e promover as áreas de ciência e tecnologia entre os brasileiros, por meio de projetos de mobilidade e intercâmbios internacionais, e atrair cientistas estrangeiros para o Brasil.

A meta do programa até 2015 era distribuir, no total, 101.000 bolsas de estudo, dentre as mais diversas modalidades existentes.

o.O Atenção!!! Não há benefício a dependentes na modalidade Doutorado Sanduíche.

😉 Dica Em caso de dúvidas sobre a graduação sanduíche do Ciência sem Fronteiras, é possível entrar em contato via Fale Conosco do programa: Central de Atendimento 0800 616161

 

*As informações deste artigo estão baseadas nas seguintes fontes: Ciência Sem Fronteiras.  

 

Você também pode se interessar por:

Sobre o Autor

Redação

O Já Fez as Malas? é feito por e para brasileiros apaixonados por conhecer outras culturas, viagem, gastronomia e para quem sonha em morar fora.

Artigos Relacionados