Mesmo que você não ligue para ficar conectado ou esteja numa espécie de detox de redes sociais, é bem provável que precise de internet nos Estados Unidos para conferir endereços, informações turísticas ou acessar a mapas durante sua viagem.

Como nem sempre dá para ficar à caça de Wi-Fi gratuito na rua, o ideal é se programar para receber um chip de internet para usar nos Estados Unidos antes mesmo de viajar ou logo que chegar no destino.

Melhores serviços de internet pré-paga nos Estados Unidos

Existem vários serviços no mercado que atendem a clientes no Brasil ou opções práticas para adquirir assim que chegar ao destino. Abaixo listamos alguns dos melhores:

AT&T

É uma das principais empresas de telecomunicações nos Estados Unidos. Ao chegar no país, é possível se dirigir a uma das lojas da AT&T ou revendedores, como o supermercado Walmart, e comprar um chip adequado ao seu tipo de aparelho (de US$0,99 a US$9,99) e um cartão de recarga.

As opções de recarga vão de US$10 até US$65. A opção mais cara oferece internet ilimitada (a velocidade é reduzida após atingir os 22gb de consumo), mais minutos para ligações nos Estados Unidos e mensagens de texto por trinta dias.

EasySim 4 U

O Data Plan da EasySim 4U é o mais completo e atende até 140 países (não faz chamadas nem sms, apenas dá acesso à internet ilimitada). Os valores variam de acordo com os dias de uso, começando em 5 dias por US$35 e acrescentando-se mais US$1 por cada extra. Para quem precisa ligar para o Brasil há planos que começam nos US$45. Há uma taxa extra para uso no México e Canadá.

A entrega no Brasil leva entre 5 a 1 dias úteis e de 1 a 3 nos Estados Unidos, dependendo da opção escolhida e da cidade.

TelAway

A TelAway possui diversos pacotes, alguns deles provêm internet para quem vai visitar os Estados Unidos por 1 a 10 dias (US$69,99 por dia) e 11 a 30 dias (US$99,97).

De acordo com as informações do site, os pacotes de internet são ilimitados e ainda inclui ligações e sms gratuitos de forma ilimitada para os Estados Unidos e Brasil. O envio para o Brasil é gratuito e é possível escolher o formato adequado de chip para o seu smartphone, como nano, micro ou chip normal.

T Mobile

Para quem quer comprar ou retirar o chip diretamente com uma empresa nos Estados Unidos, a T Mobile pode ser uma boa opção, uma vez que possui um pacote específico para turistas, o que não exige documentos e dados que só quem mora no país pode providenciar.

O pacote custa US$30 e oferece 21 dias de chamadas de voz, texto e 2GB de internet 4G. Aqui os dados não são ilimitados, mas fica a dúvida se a qualidade não seria melhor por isso mesmo. Vale o teste.

É possível adquirir o produto em uma das lojas nos Estados Unidos ou comprar pela internet. Na segunda opção, a entrega em um endereço nos Estados Unidos leva até 5 dias úteis.

Pontos gratuitos de Wi-Fi nos Estados Unidos

Caso você não queira investir em um dos pacotes de internet móvel listados acima ou simplesmente queira economizar os dados quando possível, o ideal é ficar atento a redes de Wi-FI públicas durante seus passeios por cada cidade.

No geral, cafés, restaurantes e hotéis possuem redes gratuitas, basta procurar a rede e a senha ou perguntar para um funcionário do estabelecimento.

Algumas cidades e transportes também costumam oferecer hotspots, que são pontos de conexão, de forma gratuita nos locais mais visitados por turistas. É ficar de olho.

Aproveite para ficar conectado com nossas imagens e dicas sobre os Estados Unidos no nosso Instagram.

Acompanhe mais dicas no  Facebook e  YouTube

Veja também:

Atenção Atenção
Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.

Sobre o Autor

Redação

O Já Fez as Malas? é feito para brasileiros que querem cruzar fronteiras e superar os próprios limites. Para quem é apaixonado por conhecer outras culturas, viajar e sonha em morar fora para estudar, trabalhar, ou simplesmente pela experiência de vida.

Artigos Relacionados