Quando eles chamam para a temida “salinha” da imigração

Mesmo tendo tudo certo para a sua viagem: vistos, documentos, seguro-viagem, etc.; ainda assim pode acontecer de você ser encaminhado para uma sala ou espaço mais reservado na hora de passar na imigração.

Normalmente, isso acontece porque a autoridade responsável por permitir ou barrar a entrada de pessoas no país não achou que o viajante apresentou justificativas suficientes ou claras sobre a sua passagem ou estadia no país. A ação é muito comum também quando há problemas de comunicação devido o viajante não falar inglês ou o idioma local.

O que acontece nesta sala

Cada caso é um caso, mas em geral, o que acontece é uma série de interrogatórios, muitas vezes com a ajuda de algum tradutor, a fim de verificar as informações que o viajante está fornecendo.

Esse não costuma ser um processo rápido e pode levar de minutos a muitas horas. Além disso, responder todas as questões não significa que a entrada neste país será liberada. Cada país tem suas próprias leis e regras, e não é garantida a entrada de nenhum brasileiro em outro território, mesmo que este tenha o visto apropriado ou as razões bem claras.

Fornecendo informações rasas ou falsas

Uma das principais causas das pessoas serem detidas neste espaço é por gerarem suspeita de que não estão falando a verdade ou que querem permanecer no local de forma ilegal (sem o visto correto para estudo ou trabalho, por exemplo).

O mesmo pode acontecer no caso de quem está só para turismo, mas por não apresentar passagem de volta ao destino de origem, seguro-saúde, comprovante de acomodação ou de que tem como se manter durante a estadia (cartões, extratos bancários, etc).

Como evitar

Para quem tem dificuldades em falar outro idioma, uma das formas de evitar estar nesta situação é se certificar de que possui todos os documentos necessários em mãos, visto apropriado e, se possível (com a ajuda de um amigo ou mesmo de um tradutor online), preparar um documento com todos os dados sobre você e sua viagem (data de volta, endereço do hotel, itinerário, etc) na língua local ou em inglês.

Gostou desse post? Compartilhe e acompanhe mais dicas também no Facebook e YouTube

Veja também:

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png” size=”30″]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/su_service]


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Seguro Viagem