Morar na China: como trabalhar e estudar

Morar na China definitivamente é uma experiência única para qualquer estrangeiro, ainda mais se ele é do ocidente e latino-americano. A cultura e a culinária chinesas são alguns dos atrativos para os turistas, mas existem também outros pontos positivos que levam muitos imigrantes a procurar uma oportunidade de viver na terra dos dragões, como a segurança e educação.

Ficou curioso para saber como morar lá? Saiba o que é preciso.

Como morar na China

Ao contrário de muitos países, a China exige visto até para quem vai a turismo. Para ficar no país por mais de 30 dias permitidos para visitantes o estrangeiro precisa ter uma permissão de estudo, de trabalho, residência ou até para visitar um familiar.

É preciso ficar atento ao receber a documentação, pois existe a possibilidade de o visto permitir uma entrada, duas entradas ou múltiplas entradas. Isso significa que a pessoa poderia sair e entrar no país sem ter que tirar a autorização novamente.

Veja como tirar o visto de turismo para a China

O tipo de visto para quem vai morar na China permanentemente é o D. Nesse caso, o requerente deve pedir permissão de residência à divisão local da Administração de Entrada e Saída do Departamento de Segurança Pública no prazo de 30 dias após ele chegar no país. Com essa autorização, ele pode solicitar o visto de residência na Embaixada.

Entre os documentos que devem ser enviados para a Embaixada estão o formulário de pedido de visto preenchido, passaporte e cópia, foto 3×4 tipo passe, comprovante de residência na China.

Trabalhar na China

O tipo de visto necessário para estrangeiros que vão trabalhar na China é o Z. Existe também uma permissão específica (R) para profissionais altamente qualificados em áreas que apresentam alta demanda no país.

Antes de desembarcar em território chinês, é preciso ter uma vaga de emprego garantida e uma autorização de trabalho emitida pela companhia que irá contratá-lo e pelo governo. A boa notícia é que o país contrata regularmente profissionais que falem português, inglês e outros idiomas fluentemente para expandir suas possibilidades de negócios.

Depois disso, é preciso entregar os documentos a seguir para o consulado:

  • Passaporte com validade mínima de seis meses e uma página de visto em branco
  • Aviso de visto das entidades autorizadas da China
  • “Permissão de trabalho para os Estrangeiros” emitida pelo Ministério de Recursos Humanos e Previdência Social da China (original e cópia)
  • Registro de Exame Físico para os Estrangeiros e cópia (formulário disponível neste link)
  • Formulário de pedido de visto preenchido e assinado
  • Uma foto 3×4

O preço dos visto varia conforme o número de entradas solicitadas para o país. A permissão pode custar a partir de R$160 para uma entrada válida por três meses ou até R$480 para múltiplas entradas válidas por um ano.

Estudar na China

Existem três tipos de permissão que podem ser solicitados por quem quer estudar na China. O visto F é destinado para estrangeiros que vão fazer um intercâmbio, visitas de estudo e outras atividades.

O visto X1 é destinado a estudantes que irão permanecer por mais de seis meses no país. Já o visto X2 permite a estadia no território chinês por no máximo 180 dias. O preço para conseguir a autorização é o mesmo para todos os tipos de visto.

Para conseguir essa permissão é preciso providenciar os seguintes documentos:

  • Passaporte com validade mínima de seis meses e uma cópia das páginas com os dados pessoais do requerente
  • Formulário de solicitação de visto JW201 ou JW202 preenchido e foto 3×4
  • Carta de admissão ou carta convite da instituição de ensino original e uma cópia

Custo de vida

O site Numbeo aponta que o custo de vida na China é 22,80% mais caro que no Brasil. A moeda que circula no país é o yuan, e o salário mínimo ali varia conforme o estado e a cidade onde se vive. A média informada pelo Numbeo é de 6.228 yuans, o que equivale a cerca de R$3.800.

No interior, o custo mensal pode sair mais barato que em grandes cidades. O aluguel de um apartamento com um dormitório pode custar entre 2 e 8 mil yuans, a média de despesas domésticas é de 364 yuans e o transporte sai por 149 yuans mensais.

Vale a pena morar na China?

A resposta é sim, se a pessoa está disposta a abrir sua mente para viver e respeitar novas culturas, diferentes idiomas e modos de vida. Na China as leis são mais duras, a interação entre as pessoas é diferente, a língua é mais difícil de aprender.

No entanto, é inegável que a cultura chinesa possui uma influência enorme em todos os lugares do mundo (já parou para contar quantos bairros chineses existem pelos países?). Assim, pode valer a pena dominar o mandarim, conhecer um país que está apenas a quatro horas de diversos destinos asiáticos também incríveis – como Tailândia, Cingapura e Japão – e ainda explorar as oportunidades comerciais que podem existir nessa nova empreitada.

Curiosidades

A China é o país mais populoso do mundo e tem o maior território da Ásia Oriental. São 1,393 bilhões de pessoas vivendo ali, um número que representa quase 20% da população mundial. O país conta com 22 províncias, 5 regiões autônomas, 4 municípios e 2 regiões administrativas especiais.

Existem quatro fusos diferentes na China, embora todo o país adote o mesmo horário, que é o de Pequim. O sol nasce às 4 da manhã no leste e às 9h no oeste.

Há cerca de 50 etnias chinesas, e a maior parte da população pertence à etnia Han. Outras etnias conhecidas são os tibetanos, coreanos, mongóis e uigures.

 

Veja também:

Facebook      Nosso grupo      Twitter    Youtube

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png” size=”30"]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/[/su_service]h6>
Envie dinheiro para o exterior em minutos
Obtenha a melhor taxa de câmbio com a TransferWise

Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com

Voos Baratos