Curiosidades da China: o que há de especial no país

Falar sobre curiosidades da China já causa, por si só, é algo diferente. Isso pelo fato de a maioria das pessoas se interessar mais por peculiaridades da Europa ou mesmo da América como um todo. Mas para quem pensa em fazer uma visitar ao continente asiático, saiba que a China guarda muitas surpresas por trás de suas histórias.

Algumas das principais curiosidades da China

A República Popular da China, ou simplesmente China, é o maior país da Ásia Oriental, um dos cinco maiores do mundo (em área total, sendo 9,6 milhões de Km²) e também o mais populoso do mundo. São aproximadamente 1,393 bilhões de pessoas e que representam 19,24% da população mundial vivendo sob um regime socialista.

A capital do país é Pequim, mas a cidade mais populosa é Xangai. A língua oficial, uma das mais complicadas para aprendizado, é o Mandarim Chinês. Uma das curiosidades da China e também uma das polêmicas do país era a “Política do Filho Único”. O governo na época estava preocupado com o abastecimento da população (muito grande) e, para tentar controlar a situação, implementou que as famílias deveriam ter apenas um filho.

Esse regime implicou em diversos problemas sociais e éticos, pois as famílias abandonavam os filhos “extras” para não perder os benefícios concedidos e, em alguns casos, quando o primeiro filho era uma menina, a mesma também era abandonada, devido às tradições do herdeiro do sexo masculino (para seguir as tradições e trabalho do pai).

Em outubro deste ano (2015) o Governo divulgou que esta política seria extinta (em partes, agora para dois filhos), pois a população sofre de um forte envelhecimento. Além disso, o número de homens no país é muito superior ao das mulheres, devido às consequências.

O que esperar da China durante uma visita

O país ainda mantêm sua cultura e tradição milenar em plena atividade. Mas uma curiosidade da China que as pessoas não sabem é que, no país, não há uma religião definida. A maior parte dos seus habitantes não possuem religião. Mas é claro que também há influências budistas, crenças populares chinesas, cristianismo e até mesmo o islamismo.

O país já vivenciou governos de dinastias, ou seja, quando o poder e o controle é passado de pai para filho (daí a tradição de ter um filho homem). Antes de ser instalado o regime da República Popular da China era ensinado, nas escolas, a versão ortodoxa do confucionismo, ou seja, um mestre repassava os conhecimentos sobre a moral, a política, a pedagogia e a religião, de forma a criar ali um estilo de vida padronizado e diferente do restante do mundo, através de ensinos filosóficos.

Hábitos

Se um dia for a China, com certeza irá estranhar dezenas de hábitos da população que, para nós ocidentalizados, é muito estranho. A começar pela “educação” aos olhos do outro e as nossas “normas” de educação e higiene. Fazer xixi ou cocô na rua (o segundo, mais comum entre as crianças, mas não inexistente aos adultos), não é tão absurdo quanto se parece. Cuspir na rua (toda hora) é saudável, de acordo com a medicina local. Soltar um pum na frente das pessoas ou arrotar depois de almoçar, não é estranho. O segundo, inclusive, é um elogio ao preparo da comida.

Com relação ao cuspe no chão, os hábitos estão mudando, de forma obrigatória. Como o país é, cada vez mais visitado por turistas, o governo instituiu uma lei que pode multar aqueles que saem pelas ruas cuspindo no chão. Uma forma de causar menos estranhamento frente à cultura e turistas ocidentalizados. São diversas curiosidades da China que não podemos imaginar uma rotina desta forma.

É de se imaginar que os chineses são pessoas estressadas, pois vivem em cidades “lotadas, mega desenvolvidas e com um trânsito caótico, não é mesmo? Errado! Os chineses são pessoas calmas (de bom com a vida, pode-se dizer) e não costumam estar estressados, mesmo diante de longos engarrafamentos. Não fazem uso da buzina do carro sem necessidade e demonstram ser pessoas bastante calmas. Interessante, não?

Leis

O país é extremamente rigoroso quanto as suas leis. Tanto é que, muito raramente encontra-se com policiais armados na rua. Uma das curiosidades da China (nem tão legal assim) é que o país é recorde de execução de condenados e, o valor do processo é cobrado da família.

Apesar da preocupação quanto a taxa de natalidade, na China o aborto é legal, independente do estágio da gravidez. Com relação aos oficiais (policiais e militares) as regras de postura e comportamento também são extremamente rigorosas, a ponto de existir alfinetes na lapela do uniforme, como garantia da postura ereta. Além disso, há ensaios para que os oficiais aprendam a altura e posição dos braços.

Há ainda no país uma lei bastante curiosa e interessante, chamada de “Direito dos Idosos”, que obriga os filhos a visitarem com frequência os seus pais idosos. A ideia é garantir as necessidades espirituais. Porém, muitos chineses não concordam com o grau de obrigatoriedade (pois pode levar a prisão), uma vez se tratando de laços de família. Supostamente não seria preciso tal lei, mas vai entender!

Culinária

A culinária chinesa é bastante exótica e o ditado já diz: “Se tem quatro pés e não é mesa, então é comida”. Isso porque na década de 50, durante a Revolução Cultural, muitas pessoas começaram a passar por dificuldades financeiras e também fome. Para driblar a situação foi necessário ser criativo e aproveitar o que havia para se alimentar.

Comer cães, gatos, escorpiões, gafanhotos e até testículos de animais são de longe estranhas na mesa dos chineses. Inclusive, uma das curiosidades da China é que existem diversas espécies de cobras ameaçadas de extinção devido ao consumo da carne, considerada ainda como afrodisíaca.

Tradições

Apenar de não serem religiosos, em sua maioria, algumas tradições (sejam elas religiosas ou não) perpetuam na sociedade. Como muitos acreditam na vida após a morte, há ainda a preocupação de estarem casados. Por isso, quando um homem solteiro morre, a família tem a preocupação de encontrar uma “noiva cadáver” para que sejam enterrados lado a lado e, na outra vida, já estejam casados. Este ato é uma forma de não comprometer a sua pós vida na Terra.

Eles também são supersticiosos e uma das curiosidades da China é com relação ao número 4. Isto porque a sua forma estrutural é similar ao ideograma da morte. Ou seja, casas que tenham essa numeração, números de telefone, e até mesmo andares de prédios são considerados amaldiçoados e evitados pela população. Já o número 8 é adorado, por ser o símbolo da prosperidade.

O ano-novo chinês

Talvez você não saiba, mas o Ano-Novo Chinês é baseado na combinação de movimentos lunares e solares. Isto faz com que ele aconteça em épocas diferentes. A data é marcada a partir da primeira Lua Nova do ano em questão e mais 15 dias até a Lua Cheia. A tradição conta que é neste período que se celebra e agradece o reencontro com os ancestrais e deuses da família, por serem os responsáveis pela fortuna e glória da família.

Neste ano de 2016 ele acontecerá no dia 9 de fevereiro e será o ano do Macaco (existe toda uma lenda em torno desses animais do zodíaco chinês). A festa é repleta de atividades culturais e muita dança. E uma das partes mais bonitas de assistir é o desfile de dragão.

Pontos turísticos da China

Aqui vamos enumerar alguns dos pontos turísticos mais belos, tradicionais e importantes da China. De acordo com a World Tourism Organization, a China é o quarto país mais visitado do mundo. Se você tem curiosidade em saber um pouco mais sobre cada um deles, veja este artigo:

  1. O Mausoléo de Mao Tse Tung e a Cidade Proibida em Pequim
  2. O Templo do Buda de Jade em Xangai
  3. O Buda da montanha de Leshan
  4. O Templo do Céu em Pequim
  5. Os Jardins de Yuyuan em Xangai
  6. Os Ding Ding de Hong Kong
  7. O Exército Terracota em Xian
  8. As Estátuas das grutas de Longnen em Henan
  9. Os pandas gigantes e macacos dourados de Jiuzhai
  10. A Floresta de Pedra da Cordilheira Changbaishan

A Grande Muralha da China

Achou estranho ela não ter sido citada no tópico anterior? Esta é uma curiosidade da China à parte e que merece destaque. A Grande Muralha da China, maior obra arquitetônica do mundo – inclusive a única possível de ser avistada da Lua a olho nú. De acordo com a China’s State Administration of Cultural Relics e suas medições modernas, determinou-se que são 21,196 quilômetros de muralha. Trata-se de uma das 7 maravilhas do mundo, que foi construída durante várias dinastias chinesas em meados do ano de 221 (no calendário ocidental).

 

Veja também:

Facebook   Nosso grupo   Twitter   LinkedIn Youtube

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png” size=”30"]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/[/su_service]h6>

Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com

Voos Baratos