Tem vontade de conhecer os pontos turísticos de Paris, mas é daquele tipo de viajante que ainda não sabe se a Cidade Luz ou Romântica será uma revelação ou até mesmo uma grande decepção? Não se preocupe e não vá com esse pensamento. Paris reserva um pouco de tudo para qualquer viajante. Seja você do perfil roteiro turístico concorrido ou alternativo exclusivo.

É claro que existem alguns pontos que, por mais batido que seja, não dá para ficar sem visitar. É um pecado mortal, por exemplo, passar por Paris e não dá uma espiada de pertinho da Torre Eiffel, concorda? Trata-se de um símbolo mundial e que, vale a pena conhecer (e porque não subir) mesmo que seja bem concorrido.

Os pontos turísticos de Paris – os grandes destaques

Aqui vamos citar alguns dos principais pontos turísticos de Paris, que aparecem em qualquer pesquisa ou mapa da cidade. É claro que não poderemos citar todos, pois a cidade é repleta de monumentos, parques, museus, igrejas e ruas incríveis para visitar.

Torre Eiffel

Para quem não conhece a sua história, a Torre Eiffel foi construída em 1889 por Gustave Eiffel para a exposição Universelle, em comemoração ao aniversário de 100 anos da Revolução Francesa. Sua altura é de 324 metros (1º andar 57m; 2º andar 115m e 3º andar 276m). Hoje, o monumento é considerado um símbolo da França e do mundo, recebendo cerca e 7 milhões de visitantes por ano, sendo 75% estrangeiros.

pontos-turísticos-de-paris-torre-eiffel

Para subir a torre e ter uma vista incrível, há três opções básicas (preço adultos): 11€ de elevador para o segundo piso;  17€ de elevador para o piso superior e, caso você seja corajoso (e tenha boas pernas) 7€ para subir as escadas até o segundo piso. Prepare-se, são 704 degraus em zig-zag que são compensados pela vista e as pequenas informações em cada lance, sobre a relação da torre com o mundo. É bem interessante.

Vale a pena caminhar pelos jardins da Torre durante o dia e tirar algumas fotos típicas de turistas ou então durante à noite, ver o show de luzes da torre.

Museu do Louvre

Esse é um dos pontos turísticos de Paris que requer destaque, seja para rotas principais ou alternativas. É verdade que estará sempre cheio de turistas (principalmente na época do verão europeu) e muitas vezes há fila e disputa para determinadas obras, como a da Mona Lisa. Porém, vale cada passo dentro do local.

Mas antes de visitá-lo, a nossa dica é: estude o Museu e o que você deseja visitar. É uma imensidão, tanto de espaço quanto de quantidade de obras interessantíssimas. A nossa dica é incluir na sua rota, pelo menos, a queridíssima Mona e o ponto de encontro das duas pirâmides do Louvre. O custo para ter acesso à mostra permanente é de 10€; a de Napoleão 11€ e a entrada combinada entre Louvre e Eugéne Delacroix, 14€. E no primeiro domingo do mês, a entrada é gratuita para residentes da Europa entre 18 e 25 anos.

Aproveite para conhecer o completo no entrono do Louvre, é bem bonito. E se for até o local de metro, melhor ainda (se não for, procure a estação), pois a entrada do local é considerado como um dos mais bonitos da França e do mundo. O nome da estação é Palais Royal.

Arco do Triunfo e Champs-Elysees

Trata-se de um monumento muito bonito e representativo, por ter sido construído em 1806 (inaugurado em 1836) para comemorar às vitórias militares de Napoleão Bonaparte. Este também é um dos pontos turísticos de Paris concorridos, principalmente no caminho de acesso. Localizado bem ao centro de uma imensa rotatória (por assim dizer), é preciso passar por baixo das pistas de trânsito – túnel para pedestres – para ter acesso ao local. Para poder tirar fotos, é melhor estar do outro lado da rua. Agora, se você quer subir, vai ser preciso enfrentar essa passagem.

Lá de cima você terá a vista da famosa e prestigiada rua parisiense, caminho da moda, cinemas e cafés. Lá de cima você terá a correta dimensão dessa rua, que é de perder de vista. Também será possível avistar a Torre Eiffel. O preço para subir no Arco do Triunfo é de 9,5€ para adultos.

Catedral de Notre-Dame de Paris

Uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico, este é um ponto turístico de Paris que, a fachada por si só já é um espetáculo incalculável, seja de dia ou durante a noite. É muito interessante poder observar os gárgulas esculpidos no alto das torres da catedral. Se quiser observá-los mais de perto, a dica é subir os 386 degraus e deslumbrar, não só a arquitetura gótica, mas também a vista de Paris.

pontos-turísticos-de-paris-catedral-de-notre-dame-paris

O interior também guarda surpresas, como o belíssimo Orgão, bem conservado, e belíssimo. E o mais interessante é que este passeio é gratuito.

Basílica de Sacré Coeur e Montmartre

Localizada no topo do monte Martre (uma incrível vista), a basílica foi construída em mármore travertino, o que a torna branca e belíssima. São quatro cúpulas no formato da cruz grega que dão um toque de cerca de 80 metros de altura. Na Torre Abside está um sino de três metros de diâmetros e 26 toneladas.

Para subir ao monte há duas opções, as escadas ou o funiculaire (uma mistura de bondinho com elevador). O preço é próximo aos 2€ para cada trecho.

Logo ali do lado, seguindo pela Rue Eleuthere, passando pela Praça do Tertre, a praça de Montmartre e seguindo pela Rue Norvins você chegará a praça Marcel Aymé, onde encontra e escultura Le Passe Muraille, uma estátua de um homem atravessando um muro.

Jardim de Luxemburgo

Nada mais, nada menos que o maior parque público da cidade. Um dos belos pontos turísticos de Paris, com cadeiras no entrono do lago para que você faça uma pausa e aprecie o lugar. Se não houver cadeiras, a grama também é um grande convite. É lá que encontra-se o Palácio de Luxembrugo, que pertence ao Senado do país. A entrada é gratuita e você poderá disfrutar de um bom passeio, tranquilo e longe do agito da cidade. Mas se for verão, espere encontrar muitas pessoas pelo gramado, seja para piqueniques ou mesmo a passeio com a família e crianças.

Palácio dos Inválidos

Mais um enorme ponto turístico de Paris, o local serviu de abrigo para os inválidos dos exércitos do país. Mesmo com o passar dos tempos, o Palácio ainda recebe alguns militares nesta situação, é uma necrópole militar e, por fim, sede de vários museus. Uma das personalidades enterradas no local é Napoleão Nonaparte. Para visitar o local, o preço para adultos é de 9,5€.

Château de Versailles

Este não está propriamente em Paris, mas sim na cidade de Versailles (ou Versalhes, em português). Antigamente era um castelo real e hoje um grande museu. A grandiosidade e os detalhes do interior do Palácio é deslumbrante. Com diversas salas em tons fortes (como vermelho) e dourado são predominante, Diversos quadros e esculturas contam um pouco sobre a história do país e daquilo que o Palácio já foi.

pontos-turísticos-de-paris-Chateau-de-versailles

Uma atração a parte, inacreditável até ser visitado, é o dormitório da Rainha. É impossível focar o olho em um detalhe apenas. É tanta informação que fica difícil de explicar. É preciso visitá-lo. O preço para ter acesso ao local é de 15€ por adulto.

Rio Sena

Não podíamos encerrar essa lista de pontos turísticos de Paris, que são badalados, sem citar o Principal rio e símbolo da cidade, o Rio Sena. Bem ao lado da Torre Eiffel você poderá ter uma vista bem bonita do local (assim como diversos outros pontos da cidade). Se tiver um tempo e dinheiro extra, é possível fazer um cruzeiro de rio, que custa entre 14€ e 41€.

O que mais vale a pena visitar em Paris

  • Museu d’Orsay – espaço de arte dentro de uma bela estação de trem.
  • Ópera Garnier – inspiração para o Fantasma da Ópera, de Gaston Leroux.
  • Catacumbas de Paris – maior ossuário do mundo com restos mortais de cerca de 6 milhões de parisienses.
  • Praça da Concórdia – local onde foram decaptadas 1.119 pessoas durante a Revolução Francesa.
  • Praça da Bastilha – local representativo da revolução, com um marco, a Coluna de Julho.
  • Parc des Buttes Chaumont – um dos maiores parques da cidade.
  • Canal Saint-Martin – uma bela região para passeio e desfute da paisagem.
  • Moulin Rouge – o antigo e tradicional cabaré francês.
  • Centro Georges Pompidou – um dos museus de arte moderna mais importantes da cidade.
  • Cemitério Père-Lachaise – reunião de túmulo de celebridades como Jim Morrison e Victor Noir.
  • Ponte Alexandre II – belíssimo arco que atravessa o rio Sena e liga o Palácio dos Inválidos e a Torre Eiffel.

Pontos turísticos de Paris – um passeio alternativo

Se você quer visitar Paris de uma perspectiva diferente, ou quer intensificar a sua experiência do roteiro turístico badalado temos algumas dicas que vão te fazer sentir o espírito parisiense.

Para além dos pontos que citamos acima que podem entrar nesse roteiro, como por exemplo o Cemitério Père-Lachaise, a Ponte Alexandre II e o Canal Saint-Martin nos aconselhamos uma outra vista dos postos turísticos de Paris:

Vista particular da Torre Eiffel

Se você quer um novo olhar desse incrível monumento indicamos que você procure a Rua de Camões, próximo ao número 4 do Boulevard Delessert. Para facilitar, o ponto ideal fica nas escadas de acesso à estátua de Camões. De lá vê-se uma “nova torre” e de quebra ainda esse ponto de poesia.

De volta aos anos 1699

Voltar no tempo fica fácil com um dos ícones românticos de Paris, a Praça Furstenberg, no bairro de Sant-Germain-des-Prés. Além de ser um charme, no número 6 encontra-se a casa de um dos grandes nomes do país, o pintor Eugène Delacroix (1798-1863), que hoje é o Musée Delacroix.

O relógio de Paris

L’Horloge du Palais de la Cité fica bem próximo à Catedral Notre-Dame de Paris, na Conciergerie. Vamos às traduções: é no antigo Palácio da Cidade, que já foi a sede real do país e hoje é o Palácio da Justiça encontram-se alguns monumentos bonitos de se ver. A começar pelas próprias torres do edifício – Torre do Relógio, Torre de Cesar, Torre do Dinheiro e Torre Bonbec. Mas a que mais nos interessa aqui é a do relógio, que já é de se imaginar, possui um belíssimo exemplar.

Resquícios Medievais

Sim, ainda existem alguns raros pontos turísticos de Paris (alternativos, é claro) que guardam parte dessa época, as ruas da Ile de la Cité e os trabalhos Haussmann. No encontro das Rue des Ursins e Rue des Chantres (bem próximo a Rue Cloitre Notre Dame e Rua Chanoinesse, próximo a Catedral). Lá é possível encontrar fontes de água (com a cara de leões) e edifícios característicos da época para contemplar.

Rota estreita

A cidade também possui ruelas encantadoras e, uma delas, dá em um dos pontos turísticos de Paris muito famoso, a Sacre Coeur. A Rue St Rustique, próximo ao Place du Tertre, permite ver a cúpula da Basílica logo no seu início. Outra ruela interessante é a Passage de l’Ancre, que começa na Rue St Martin, 221 e termina na Rue Turbigo, 30. A passagem é quase que toda coberta por plantas. Outro exemplo desse lado escondido de Paris é a Passage Molière, que possui 160 metros de comprimento e apenas 3 de largura, entre Rue Saint Martin, 139 e Rue Quincampoix, 82.

Veja também:

Facebook   Nosso grupo   Twitter   LinkedIn Youtube

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png” size=”30″]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/su_service]

Sobre o Autor

Redação

O Já Fez as Malas? é feito por e para brasileiros apaixonados por conhecer outras culturas, viagem, gastronomia e para quem sonha em morar fora.

Artigos Relacionados