Quanto custa visitar o Uruguai em 2019

Conhecer a América do Sul é o plano de muita gente para este ano e para a vida. Por isso, as pesquisas passam sempre por quanto custa visitar o Uruguai, uma vez que o país é um dos preferidos dos brasileiros nos últimos tempos. Pequeno apenas no tamanho, encanta e surpreende com a sua beleza, história, cultura e gastronomia.

Além disso, o Uruguai é uma das economias mais ativas e desenvolvidas do continente. Com cerca de 3,5 milhões de habitantes, costuma ser mais procurado no verão por causa das praias. A baixa estação, entre abril e novembro, conta com frio e muita chuva, mas é bastante mais barata. Uma dica importante para quem está pensando em economizar.

Quanto custa conhecer o Uruguai?

Saber quanto custa visitar o Uruguai é fundamental para o planejamento da viagem. Afinal, o dinheiro é uma parte importante do processo. Claro que o custo total vai sempre variar de acordo com alguns aspectos como o perfil do viajante, do tempo que ficará no país e dos lugares que deseja conhecer. Cada uma sempre gastará aquilo que pode tendo em conta as suas possibilidades.

No entanto, é possível ter uma ideia geral dos possíveis gastos e se preparar para a estadia de forma que ela caiba no orçamento. Confira abaixos os principais custos envolvidos na ida para o Uruguai.

Cotação e compra da moeda

Para saber exatamente quanto custa visitar o Uruguai é importante conhecer e entender antes a cotação da moeda utilizada por lá. O país tem, na verdade, duas moedas oficiais: o peso uruguaio e o dólar americano. A última é mais comum de ser utilizada em serviços turísticos como hotéis, serviço de aluguel de carros e até mesmo alguns restaurantes localizados em zonas mais visitadas. Por sua vez, o peso é mais usado na compra de produtos (como no supermercado, por exemplo) e serviços mais gerais. Nas cidades que fazem fronteira com o Brasil, cmo Rivera, é possível ainda utilizar o real.

Neste momento, a cotação* do peso uruguaio está a seguinte: R$ 1 = UYU 8,62. Apesar de parecer favorável para o real, o Uruguai tem um padrão de preços similar aos do Brasil nas cidades maiores. Tanto é que Montevidéu tem um custo de vida bastante semelhante ao de São Paulo.

Uma das alternativas mais vantajosas na hora de levar o dinheiro para a viagem é chegar ao Uruguai com a quantia em espécie e fazer o câmbio por lá. Enquanto que no Brasil, há taxas de serviço e ainda IOF, no país vizinho apenas o valor da contação incide no cálculo. Vale apenas fazer uma pesquisa em diferentes casas de câmbio por causa da flutuação dos preços.

Avião, ônibus ou carro?

A despesa mais pesada na conta de quanto custa visitar o Uruguai certamente é o valor gasto nas passagens aéreas. O país tem dois aeroportos que recebem voos do Brasil com frequência: o Aeroporto Internacional Carrasco, em Montevidéu e o Aeroporto Internacional de Punta del Este.

De acordo com a ferramenta Kayak, o preço de uma passagem ida e volta de São Paulo a Montevidéu vai de R$ 827 a R$ 1.764 neste momento. Para Punta del Este, também saindo de São Paulo, o menor preço encontrado foi de R$ 1.361 para uma viagem de cinco dias.

Para quem está mais próximo da fronteira com o país vizinho, ir de carro ou ônibus também são alternativas viáveis. De carro, a viagem dura cerca de 4h30 partindo de Chuí, no Rio Grande do Sul. Os principais gastos serão com gasolina e com os pedágios, tanto antes de sair do Brasil, como nas estradas uruguaia. A dica é encher o tanque ainda em solo brasileiro. Apesar da gasolina ser cara por aqui, lá é ainda mais: o litro está a 54,95 pesos uruguaios, cerca de R$ 6,32. Além disso, cada pedágio fica por 90 pesos uruguaios, aproximadamente R$ 10,35.

Várias empresas de ônibus também fazem linha para as principais cidades uruguaias. De acordo com o Rome2Rio, saindo de Chuí, a viagem também dura cerca de 4h30 e o preço das passagens vai de R$ 45 a R$ 101.

Hospedagem

Por ser um país bastante turístico, o Uruguai também conta com uma extensa rede hoteleira e opções de hospedagem para todos os gostos e bolsos. Em Montevidéu, por exemplo, é possível ficar em um hostel na Ciudad Vieja por a partir de R$ 41 a diária. Enquanto isso, uma noite em um cinco estrelas em Punta Carretas dificilmente sai por menos de R$ 675. No Airbnb, o preço médio da acomodação para a mesma cidade é de R$ 134 por noite.

Punta del Este já conta com preços um pouco mais elevados por causa da fama de luxuosa cidade de praia. Ainda assim, dá para encontrar alternativas mais em conta em hostels. Uma cama em um dormitório compartilhado custa a partir de R$ 45. Já passar a noite em um cinco estrelas em La Barra pode custar até R$ 1.880. Acomodações alternativas no Airbnb ficam por, em média, R$ 487 a diária.

Colônia del Sacramento, outra cidade bastante visitada por brasileiros no Uruguai, conta com opções de hospedagem que vão de R$ 45 a R$ 528 por noite.

Alimentação

O Uruguai é um país conhecido pela sua vasta e atrativa gastronomia. Para quem gosta de uma boa carne, esse é, sem dúvida, um excelente destino, uma vez que esse é o prato principal na maioria dos restaurantes. Uma porção individual de picanha (bem servida, que pode servir até duas pessoas) custa, em média, entre 500 e 635 pesos uruguaios (aproximadamente entre R$ 57 e R$ 73), dependendo da localização e da fama do estabelecimento escolhido.

Nos mercados, pode ser sair mais barato encontrar refeições típicas e pratos completos por preços mais atrativos. Normalmente, dá para comer bem gastando entre 450 e 600 pesos (R$ 51,80 e R$ 69). Vale lembrar que muitos restaurantes, especialmente em zonas com maior fluxo turístico, colocam os preços em dólar para parecer mais barato. No entanto, essa não passa de uma estratégia para angariar clientes.

Atrações turísticas e passeios

Claro que não dá para pensar em conhecer o Uruguai sem colocar na lista algumas atrações turísticas e passeios. Se a intenção for economizar, felizmente o país conta com uma série de locais onde o acesso é gratuito ou muito barato. Na capital, caminhar pela Praça da Independência e pela Ciudad Vieja não custa nada. Conhecer a Catedral Metropolitana de Montevidéu também é de graça. Se a intenção for visitar o Palácio Salvo, será preciso desembolsar cerca de R$ 23. Quem preferir fazer uma excursão com guia pela cidade, passando pelos principais pontos turísticos, encontra preços a partir de R$ 80.

Em Punta del Este, passar o dia desfrutando da praia é gratuito, assim como tirar fotos com a famosa La Mano (ou Los Dedos). Visitar o museu da Casapueblo, por sua vez, sai a 290 pesos uruguaios (cerca de R$ 33). De lá, também é possível fazer um passeio para a Ilha dos Lobos, o que não sai por menos de 3.491 pesos uruguais (aproximadamente R$ 405).

Se a ideia for passar um dia em Colônia del Sacramento, saindo de Buenos Aires em uma excursão organizada, os passeios partem dos R$ 205 com o suporte de um guia e transporte. Visitar o centro histórico da cidade e seus principais pontos por conta própria não tem qualquer custo.

*Cotação feita no dia 25 de janeiro de 2019

Acompanhe mais dicas no FacebookInstagram e YouTube

Veja também:


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com

Voos Baratos