5 erros que tornam as suas viagens de avião muito mais caras

Há quem diga que já usou todas as estratégias possíveis e nunca encontra o voo mais barato ou então afirma categoricamente que é impossível voar barato. Será mesmo? Muitas vezes gastamos mais sem perceber por pressa, desatenção ou até esquecimento. Aquela taxa a mais que você pagou e que parece aceitável, pode fazer uma grande diferença no custo final da viagem.

Quem viaja com família consegue perceber com mais facilidade a diferença que certos gastos fazem, uma vez que eles acabam multiplicando-se pela quantidade de pessoas. No fim das contas, a grande arma para quem quer economizar nas viagens é ter atenção às escolhas que faz e saber quais as possibilidades.

Erros para evitar e economizar

Mesmo que inconscientemente, acabamos sempre que cometer alguns erros que comprometem a tão desejada economia nas viagens. Muitas vezes não existe grande margem de manobra, mas é preciso estar ciente de para onde estão indo os seus ricos reais (ou euros, dólares, etc.). Confira 5 dessas falhas que podem pesar consideravelmente no bolso.

1- Falta de flexibilidade nas datas

Ok, nós sabemos, você não tem muita disponibilidade para alterar a data da viagem. No entanto, é importante saber que 1 ou 2 dias podem fazer uma bela diferença no preço final do bilhete: até 40%. Terça, quarta e sábado são os dias com maior probabilidade de encontrar uma boa tarifa.

2- Considerar apenas os voos diretos

Conexões e escalas são normalmente encaradas como uma chatice: entra no avião, sai do avião, espera mil horas, entra no avião de novo. Fora que ainda há o receio (até bastante fundamentado) de perder a mala. Porém, as paradas podem fazer uma boa diferença no preço final da passagem. Certifique-se dos trechos e se a companhia é realmente de confiança. E, se você fizer uma conexão em um desses aeroportos, ainda pode ganhar um tour de graça pela cidade. Olha que maravilha!

3- Não recorrer a aeroportos alternativos

Muitas grandes cidades contam com 2 ou até 3 aeroportos e existe sempre uma diferença de preço entre as passagens. Esse valor pode compensar bastante, mas é preciso checar a distância do aeroporto para o seu local de destino. Não adianta economizar no bilhete e depois gastar tudo em deslocamento, não é?

4- Não prestar atenção nas regras de bagagem

Em tempos de muitas mudanças nas regras de franquia de bagagem, é preciso ter bastante atenção. Cada companhia aérea tem a liberdade para adotar o modelo que bem entender. Isso faz com que umas mantenham as suas políticas e outras decidam alterar. Para não ser apanhado de surpresa com uma taxa indesejada, o melhor é estar por dentro do assunto e ser minimalista na hora de arrumar as malas.

5- Esquecer que as crianças também podem participar dos programas de milhas das companhias aéreas

Viaja frequentemente com os seus pequenos? Pois saiba que eles também podem acumular milhas e participar nos programas de fidelidade das companhias aéreas. De ponto em ponto, podem surgir descontos e até passagens gratuitas. Uma excelente notícia sim ou claro?

Acompanhe mais dicas no Facebook, Instagram e YouTube

Veja também:

Atenção: Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas? e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com

Voos Baratos