Como viajar barato na Europa compartilhando carona

Desde que eu cheguei na Europa, a viagem começou a fazer parte da minha rotina por três motivos. O primeiro é que o meu parceiro também é viciado em viagens. O segundo é que a gente comprou um carro tipo motorhome. E o terceiro é que, aqui, facilmente chegamos em muitos lugares com o carro (em 8 horas cruzamos toda a Espanha, por exemplo).

Como nós AINDA não somos ricos, desenvolvemos técnicas para gastar menos e, consequentemente, viajar mais. Hoje eu quero compartilhar uma das nossas ferramentas para isso.

O segredo para viajar mais por menos

Você já ouviu falar do Bla Bla Car? Bom, foi a primeira plataforma que ficou realmente conhecida por promover o compartilhamento de caronas. Já existem algumas outras que fazem o mesmo serviço, mas eu nunca usei. Por isso, o meu relato vai ser baseado na experiência que tive até agora.

Antes de tudo, queria dizer que essas plataformas não são como o Uber. Você pode pedir uma carona e também pode oferecer. Quando for você o motorista, vai ver que o valor que te dão nem chega a pagar o combustível todo. Por isso, é uma plataforma de ajuda mesmo, colaboração, não serve como sustento ou fonte de renda.

Agora vamos às dicas práticas. Lembrando que, independente de como você vai usar a plataforma, é importante ler bem e saber como funciona a mesma funciona. No Bla Bla Car, por exemplo, tem um seguro incluído. Também há uma assistência em caso de problema no carro e transporte para cada um dos passageiros caso não seja possível arrumar o veículo na hora.

Ao pegar carona

Leia bem os comentários

Como todas as plataformas, você pode ler os comentários no perfil de quem oferece a carona. Eu sou muito crítica para isso. Acredito que é muito importante escolher um bom condutor(a) e que seja uma pessoa legal. Se você não se sentir seguro(a) com algum comentário ou se nem existirem comentários, avalie e pense se vale a pena correr o risco.

Não use quando você tem horário para chegar, principalmente voos.

Isso não é uma regra, é só um conselho, tá? Se você tiver que chegar em uma cidade para pegar um voo, por exemplo, eu acho arriscado usar um site de caronas. A não ser que você dê uma margem muito grande para a hora de chegada e do voo, pode virar um problema. A pessoa que está dirigindo, pode atrasar, querer parar para tomar um café no caminho, pegar outros passageiros… muita coisa pode acontecer. Não é o mesmo que pegar um ônibus, que, obviamente, pode atrasar, mas a probabilidade é bem menor.

Faça viagens de dia

Esse é outro conselho. Como eu não conheço a pessoa que está dirigindo, não sei se ela dormiu bem, descansou, prefiro sempre as viagens de dia. Até porque é muito mais seguro e agradável.

Veja a “vibe” de quem estiver no carro com você

Eu conheço gente que não pega carona porque não gosta de conversar com estranhos. Prefere viajar em um ônibus tranquilamente, lendo ou ouvindo música. Se você optar pela carona, vai ter que ver a “vibe” da pessoa que está dando a carona.

Você pode pegar motoristas que não curtem falar e outros que tudo que eles querem é alguém para conversar. É preciso que estar aberto(a) para qualquer uma dessas opções para não ficar um clima chato na viagem. Eu já peguei carona com um motorista que nem se importava com o dinheiro, ele queria só companhia para a viagem que estava fazendo sozinho.

Escolha um bom lugar

Estações, shoppings, praças. Lugares públicos, abertos, fáceis de se encontrar sempre são a melhor pedida para que te busquem.

Tem medo?

É normal, a gente aprendeu a nunca entrar em um carro de um estranho e eu estou aqui dizendo para você fazer isso. Se você quer encarar mesmo com medo, meu conselho é que comece com viagens bem curtas, diurnas, escolha motoristas que tenham muitos comentários bons e aproveite.

Se achar que não é para você, não tem problema também.

Dar carona

No começo

No começo é meio chato. Até que as pessoas comecem a comentar e você tenha um perfil “confiável”, vai demorar um pouco. O que a maioria faz é começar cobrando menos. Assim, a possibilidade de que escolham você é maior.

Tenha em conta que os comentários importam, mas não foque nisso. Lembre-se que é uma plataforma de compartilhamento e tudo vai fluir bem. Mesmo não sendo a sua fonte de renda, por respeito, é legal ter o carro limpo e organizado para deixar a viagem mais agradável.

Lugares na parte de trás

Nós já sabemos que mesmo os carros que permitem 3 pessoas atrás acabam não sendo muito confortáveis nessa condição. Por isso, as pessoas valorizam muito quando você oferece só 2 lugares atrás. Assim, vai todo mundo sem aperto.

Veja os trajetos que você oferece

Nos sites, você não precisa especificamente pegar alguém na cidade de onde sai e deixar exatamente no destino a que chega. Dá para fazer combinações e pegar e deixar pessoas no caminho. Uma dica de ouro é não colocar todas as cidades do caminho no site, você vai ficar louco(a).

Planeje bem o seu trajeto para que não tenha que parar mil vezes, deixar e buscar muitas pessoas. Se a sua viagem for curta, pode nem valer a pena oferecer carona.

Evite entrar no centro de cidades grandes

Também não vale a pena entrar no centro de grandes cidades. Você perde muito tempo e o dinheiro ganho não vai compensar. Se tiver que passar, opte por estações ou lugares que estejam nas extremidades da cidade. Eu tento sempre evitar metrópoles como Madrid, por exemplo.

Você pode rejeitar caronas

Para que você siga meus dois conselhos anteriores, saiba que você pode rejeitar caronas sem problemas. Tem vezes que a pessoa pede uma viagem curta demais, parada em lugares ruins ou que simplesmente não se encaixa com as outras que você tem. Responda a pessoa e explique o motivo.

Veja as paradas no Google Maps

Eu sempre que vou oferecer carona, já coloco um lugar que é bom para mim e não me desvia do meu caminho. Também olho o lugar através das fotos do Google Maps e vejo se é bom para parar. Assim, já estou sempre preparada e sei que pegar a pessoa não vai me prejudicar mais que me ajudar.

Seja sincero e aberto(a)

Sempre diga a verdade: como você vai viajar, se gosta de parar, se nunca para, se tem cachorro, se acha que pode atrasar. Assim, a pessoa já sabe o que vai encontrar. Além disso, esteja aberto(a) para ouvir e ver se podem chegar em algum acordo de lugar para deixar.

Curta a viagem!

Até hoje, a gente não teve nenhuma experiência ruim compartilhando carona. Já demos carona muitas vezes e sempre foi muito legal. A viagem parecia mais curta, conhecemos pessoas e trocamos experiências. Até uma senhora de uns 70 anos a gente já levou. Ela estava toda orgulhosa que usava essa plataforma e as amigas achavam ela “louca”.

Vale a pena e ainda ajuda para que todo mundo viaje mais!

Acompanhe mais dicas também no Facebook e YouTube

Este conteúdo é de total responsabilidade do autor da coluna Julia Queiroz. Siga também o blog da Julia.

Veja também:

Atenção: Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas? e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com

Voos Baratos