Pequenos orçamentos, grandes viagens

Muitos dos meus amigos perguntam se surpreendem com o valor que gasto em minhas viagens. Não, não sou agente de viagens, sou advogada. O que acontece é que sou declaradamente uma fã de planejamento de viagem: conheço sites, pessoas, companhias aéreas, destinos, dicas, etc.

Longe de mim considerar que sou uma expert no assunto ou profissional, de maneira nenhuma. Contudo, o que busco aqui dizer é que é sim possível planejar uma viagem com um orçamento razoável. Antigamente era realmente caro viajar para fora do país, mas hoje em dia é perfeitamente normal encontrar destinos com preços semelhantes à destinos nacionais.

Quando você tem um orçamento pequeno, tudo deve ser considerado. “Ah, mas meu sonho é conhecer a Tailândia, e dizem que lá é barato”. Sim, pode ser barato, mas você tem que considerar todas as variantes como passagem, temporada, hotéis, passeios, etc.

Como sempre fui uma pessoa de pequenos orçamentos e muita vontade de conhecer o mundo, adiei alguns planos e coloquei destinos que eu nem sonhava em conhecer na frente. E fui muito feliz fazendo isso porque acho que conhecer nunca é demais.

Isso tudo porque não adianta você ter o sonho de ir para “x” lugar e não conseguir dormir bem, passear bem, comer bem (daí você define o seu conceito de “bem”). Se meu sonho é conhecer a Itália e eu junto o dinheiro da passagem e do hotel, ótimo! Mas ainda vai faltar dinheiro para comer e passear, entre outras coisas. Lembrando que a conta será em euros, o que dificulta um pouco mais.

Uma análise é sempre necessária. Às vezes encontramos um pacote mega bacana para um destino, mas não necessariamente vamos conseguir ter uma boa experiência dentro desse planejamento. Claro que é algo muito particular, até porque o que cada um faz em viagens é bem particular. Eu, por exemplo, prezo principalmente pelos passeios e me permito conhecer um pouco que seja da culinária local porque acho uma parte legal da experiência da viagem.

Para conseguir organizar melhor as coisas, eu sigo alguns passos e também aconselho aos meus amigos que façam o mesmo. São os seguintes:

  • Decidida o que você pretende (praia, campo, sossego, lugares históricos, etc) e estude pelo menos 3 opções de lugar dentro desse requisito. Eu quando estudo, investigo até o tecido da camiseta do vendedor de lembrancinhas da porta do aeroporto (brincadeira). Mas essa pesquisa é realmente importante e implica em vários pontos. Se você estudar bem, garanto que vão aparecer mais ideias assim como você vai desistir – por ora – de outras
  • Ver a moeda, a cotação e quanto custam as coisas lá (como um jantar, um passeio…). Não adianta chegar no destino e não conseguir fazer absolutamente nada.
  • O que se faz naquele lugar, ele se adequa às suas expectativas? Você tá afim de ver museu. Esse lugar tem museu? Você ta afim de bater perna. Esse lugar é legal de bater perna?
  • Quanto tempo você tem? Observar as escalas de voos, que podem ser algo desde maravilhoso até desastroso;
  • Um fator muito importante: temporada! Em qual temporada esse destino é mais barato? Olhar junto o clima, possibilidade de furacões, por exemplo.
  • Transporte, um assunto que ninguém dá bola. Uma vez, quase fechei uma viagem para um lugar maravilhoso, e aí descobri que para explorar a ilha, só alugando carro porque tudo era longe e os ônibus eram de difícil acesso. Imagina descobrir isso só chegando lá?

Acredito que seguindo todos esses passos você pode sim encontrar um destino legal, que tenha a ver com que você quer (ainda que não seja a viagem da sua vida), caiba no seu bolso e te surpreenda, como aconteceu comigo. O mundo é gigantesco e tem 193 países, muitos deles não aparecem nas tvs, jornais, instagram de famoso e nem por isso eles não são dignos da sua visita.

Já pensou nisso?

Acompanhe mais dicas também no Facebook e YouTube

Este conteúdo é de total responsabilidade do autor da coluna Renata Benedetti. Siga também o Instagram da Renata.

Veja também:

Atenção: Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas? e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com