Como os holandeses celebram o Ano Novo

Tudo se inicia no dia anterior do ano novo quando a cidade parece aguardar ansiosamente a virada do ano. Logo cedo já se começa a ouvir muitas explosões em toda a parte. Mas não se assuste: são normalmente crianças e adolescentes soltando morteiros por aí.

O fato é que é proibido a venda de fogos de artifício o ano todo, exceto do dia 29 ao dia 31 de dezembro, quando os holandeses parecem fazer a festa. O sentimento é de que tudo que não puderam soltar de fogos no ano é feito em 3 dias.

Por aqui não parece que o governo organiza muitas queimas de fogos. As próprias pessoas que compram e se organizam para soltar livremente pelas ruas. A movimentação é tão grande que desde a manhã do dia 31 já se pode ouvir os primeiros disparos que se intensificam durante o resto do dia. A impressão que dá é que não se pode ficar mais de 30 segundos sem ouvir algo explodindo no céu.

Como eu estou começando a aprender holandês, já sabia que teríamos fogos nessa época, mas não imaginava que era tanto. Algo engraçado que aconteceu comigo por isso é que no Instagram eu vi uma propaganda da prefeitura falando sobre fogos e como conheço umas palavras de holandês, minha tradução na hora foi que a prefeitura estava distribuindo fogos para as pessoas que se cadastrassem. Fiz o cadastro, mas, para minha surpresa, acabei recebendo letreiros com a mensagem: Zonder Vuurwerk que traduzindo significa “free fireworks”. A ideia, afinal, era outra: teríamos que coloca-los no bairro criando zonas livres de fogos. Ou seja, saímos de apoiadores de fogos para responsáveis por criar zonas sem fogos. Meu aprendizado com essa história foi: sempre traduza todas as palavras porque às vezes o contexto pode ser bem diferente.

Finalmente é hora da festa do ano novo. Os fogos continuam, mas agora é hora de procurar onde passar a virada. Em Amsterdam existem muitas festas espalhadas pela cidade, algumas pagas e outras não. Mas uma coisa que percebi logo que cheguei ao bar perto de casa, onde escolhemos passar o ano novo, é que ninguém liga muito para a cor da roupa que vai usar na virada. Cada um se veste como quer, como se fosse uma noite normal.

Em se tratando de comida, o tradicional de ano novo é o famoso Oliebollen (se parecem muito com os bolinhos de chuva brasileiro). Durante o fim de ano, pode se encontrar barracas vendendo Oliebollen por todas as cidades. A nossa ceia de ano novo do Brasil para eles não tem muita importância, ao que parece é só mais um jantar comum.

Próximo da meia noite, todo mundo começa a sair para a rua. Não sabíamos bem o que esperar, pois os fogos já estavam no céu desde o começo do dia, mas o que já parecia bastante se intensificou a meia noite. Todo mundo começa a soltar seus melhores fogos no céu, o que garantiu um belíssimo show que durou quase 1 hora. Claro que existe o lado perigoso de tudo isso e alguns acidentes aconteceram, mas para quem tomou um pouco de cuidado foi uma festa muito bonita que dá vontade de repetir mais vezes.

 

Este conteúdo é de total responsabilidade do autor da coluna Me Mudei Para A Holanda.

Acompanhe mais dicas no Facebook, Instagram e YouTube

Veja também:


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com

Voos Baratos