Estrutura da Viagem: como #3

No início seria a pé. Depois de moto.

Mas como eu disse no post ROTEIRO DA VIAGEM, quase 3 anos de projeto fazem você pensar em diversas possibilidades, para tornar sua viagem melhor de alguma maneira e, se possível, mais segura. É aí que entra o ADVENTUREIRO.

Equipado de maneira que eu possa, quando quiser ou quando for necessário, dormir e viver dentro desse carro extremamente maneiro, o ADVENTUREIRO tem tudo o que eu preciso para que a viagem seja tranquila, organizada, prática, funcional, segura e ainda assim emocionante e radical.

Grana

Os mesmos 3 anos de projeto foram os anos que economizei dinheiro para, não só fazer a viagem, mas ter uma segurança financeira, seja para um PLANO B ou para efetivamente construir algo próprio depois da jornada. Aqui entra novamente um reconhecimento e agradecimento à minha família, que sempre passou por situações difíceis, mas sempre teve força e coragem para se unir, se ajudar, se apoiar e se estabilizar. Reconheço que foi muito mais fácil economizar dinheiro com uma família que me apoia, do que se tivesse tentado fazer tudo sozinho desde o começo. E sair de casa tendo um porto seguro como esse, também alivia muito da responsabilidade de cair no mundo. (amo vocês).

Efeito Borboleta

Como a proposta do WWOOF normalmente é a troca, ou seja, algumas horas de “trabalho voluntário”, em que pretendo estudar e extrair o máximo de conhecimento sobre a rotina de uma fazenda, e como “gratificação” o host oferece a estadia e comida, pode haver uma grande economia de dinheiro, mas só saberei conforme o contato que fizer com cada host.

Portanto me planejei para ter alguns gastos mínimos e máximos com estadia (preferencialmente em campings), e comida (primordialmente orgânica).

No assunto comida, tenho a colaboração espetacular de uma irmã que escolhi (namorada de um dos meus melhores amigos) que, ocasionalmente, é nutricionista (top). A Michelle construiu toda a estrutura nutricional da viagem, baseada em dicas e técnicas com alimentos naturais, e suplementação quando necessário. (thanks Mi).
Terei meu equipamento de acampamento para cozinhar e lavar, minha boa e nova barraca, mochilão e todos os equipamentos e acessórios para uma longa travessia na selva.

Assistência médica (não economize aqui)

Durante os meses no Brasil, fechei um convênio simples com a Amil. Se for viajar, pra qualquer lugar, TENHA. Como minha mãe sempre disse, economizar aqui pode colocar tudo a perder, além da sua saúde e segurança, seus preciosos dinheirinhos (e da sua família também) desaparecerão em um segundo se algo grave acontecer.
Pelos outros países, fechei com a IMG. É o mesmo modelo do World Nomads, com alguns pontos diferentes. Ambos atuam pelo modo de reembolso, porém a WN tem uma espécie de franquia de 100 dólares por chamado, e a IMG com tarifas que podem variar conforme seu plano.

Obs.: Este post foi publicado originalmente no Medium e republicado no Já Fez as Malas com autorização do autor.  O conteúdo é de total responsabilidade do colunista.

Veja também: 

Facebook      Nosso grupo      Twitter    Youtube

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png” size=”30"]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/[/su_service]h6>

Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com