Roteiro: Por onde… #2

Quase 3 anos de projeto. Agora parece simples, mas a construção de uma ideia, e todas as variáveis que ela apresenta, não são nada simples.

É muito importante ter consciência de que todo o trajeto pode mudar no decorrer da viagem! Tenho meu roteiro, mas a vida também me mostrará o roteiro dela, e quando ela o fizer, quero deixá-la assumir o comando.

Sp a EquadorEscolhi primeiro a América do Sul, para “tirar o band-aid” aos poucos, e não arrancá-lo de uma vez. Sou uma pessoa que não fica muito feliz com re-trabalhos ou gasto de energia em vão, por isso achei melhor realizar alguns testes mais “perto de casa”. Sinto que isso também tranquilizou um pouco meus pais, que sempre me incentivaram a ser corajoso, seguir meu coração e meus sonhos, sempre com cautela e precaução, mas que curiosamente ficaram muito mais aflitos do que imaginei que ficariam ao saber de meus planos.

Pretendo ficar uns 3 meses ainda no Brasil. Vou passar por maravilhas da natureza e diferentes comunidades, sentir como está o ritmo da viagem e do dia-a-dia tão diferente da loucura de São Paulo e do consumo do trabalho. Ainda no Brasil, tentarei já conhecer algumas fazendas do WWOOF (Sim! Também tem WWOOF Brasil!) =]
Acredito que cruzar a fronteira com o Uruguai será um divisor de águas, afinal minhas únicas aventuras internacionais foram pro Paraguai quando fui para Foz do Iguaçu. Atravessarei o Uruguai em um dia, rumo a fronteira com Argentina. Dali, serão alguns meses sentido Buenos Aires e Ushuaia, sempre em busca de fazendas e sítios WWOOF, campings e pontos turísticos de preferência ecológicos como parques estaduais e reservas, sejam eles comuns ou “fora do radar”.

Depois de quase meio ano nesse trajeto, sairei de Ushuaia, subindo a Ruta 40 em direção a Santiago, em Chile. Novamente através de fazendas e sítios WWOOF, conhecendo as maravilhas pela Ruta Panamericana que corta o Chile de sul a norte.

Alguns meses entre Peru (claro, Machu Pichu, entre outros pontos) e Equador. A essa altura, se o roteiro não tiver sido alterado, deverei estar próximo de completar 2 anos de estrada. Nesse ponto, decidirei como irei até a Finca Bellavista na Costa Rica, onde pretendo passar um tempo nessa comunidade de casas em árvores que parece fantástica.

E quem sabe depois, dou uma passadinha em casa pra matar a saudade…

Obs.: Este post foi publicado originalmente no Medium e republicado no Já Fez as Malas com autorização do autor.  O conteúdo é de total responsabilidade do colunista.

Veja também: 


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Seguro Viagem