Morar na Áustria: como é o custo de vida, trabalho e estudo

Estar cercado de montanhas, programas culturais, muitas áreas verdes e da neve são alguns dos motivos que levam brasileiros a querer morar na Áustria.

O país é muito procurado por estudantes que desejam aprender alemão e também por quem busca um ensino universitário de qualidade. Além disso, ele também atrai profissionais estrangeiros que desejam imigrar com um contrato de trabalho.

Pensando em estudar, trabalhar ou passar uma longa estadia na Áustria? Veja o que é preciso a seguir.

Como morar na Áustria

Brasileiros não precisam de visto para ficar no país por um período de 90 até 180 dias. Passado esse tempo, caso o estrangeiro queira morar na Áustria, será preciso pedir uma autorização especial de residência para trabalho, estudo ou reagrupamento familiar.

Existem dez tipos de visto diferentes para residir ali. Independentemente do objetivo (trabalho, estudo, casamento, negócios ou moradia temporária), é preciso providenciar os seguintes documentos:

  • Passaporte válido com validade mínima de três meses e cópias de passaportes anteriores
  • Formulário de aplicação para a autorização devidamente preenchido e assinado (todos estão disponíveis neste site)
  • Foto 3×4 recente
  • Cópia da certidão de nascimento
  • Certificado de Antecedentes Criminais
  • Comprovante de renda para o período de estadia
  • Comprovante de residência na Áustria (carta do empregador, da escola ou contrato de locação de imóvel)
  • Declaração de Responsabilidade Financeira (caso a estadia na Áustria seja patrocinada por um residente no país)

Dependendo do motivo da moradia será preciso entregar outros comprovantes junto com o pedido de residência, como um contrato de trabalho, permissão para au pair, certidão de casamento (para cônjuges de austríacos), certificado de matrícula, etc. A taxa para obter o visto de residência custa a partir de 100 euros.

Os estrangeiros que desejam criar laços econômicos e sociais no país precisam passar por um acordo de integração (Integration Agreement), o qual consiste em dois módulos para que o imigrante aprenda a dominar o idioma alemão (apenas o primeiro deles é obrigatório).

Após 10 anos morando legalmente na Áustria o estrangeiro pode dar entrada na cidadania austríaca. Entre os requisitos está a prova de proficiência em alemão, histórico de antecedentes criminais totalmente limpo e comprovante de renda para sobreviver legalmente ali. Neste site é possível conferir todos os requisitos para obter essa nacionalidade.

Trabalhar na Áustria

Chamada de Einzelsicherungsbescheinigung, a autorização para trabalhar na Áustria deve ser solicitada pela companhia que irá contratar o estrangeiro antes de ele desembarcar no país.

Imigrantes altamente qualificados vindos de países em desenvolvimento podem optar pelo Rot-Weiß-Rot Karte (cartão vermelho/branco/vermelho, as cores da bandeira do país), um modelo mais flexível de imigração para profissionais muito qualificados, profissionais qualificados em posições com alta demanda no país, graduados em universidades austríacas e faculdades de ensino superior e trabalhadores autônomos em determinadas áreas.

Para solicitar a permissão de residência para trabalhar na Áustria é preciso entregar os documentos citados acima na embaixada juntamente com um contrato de trabalho fornecido pela empresa contratante e uma devida autorização emitida pelo serviço de empregos do governo austríaco.

Estudar na Áustria

O primeiro passo para quem deseja estudar na Áustria é dominar o alemão. Algumas universidades e instituições de ensino no país também lecionam em inglês.

A vantagem para quem vai como estudante para lá é que o país oferece uma permissão de mais seis meses para alunos recém-formados de universidades públicas austríacas poderem se estabelecer ali.

Após obter uma carta de aceitação de alguma instituição, o estudante precisará entregar os seguintes documentos a uma representação no Brasil:

  • Passaporte válido com validade mínima de seis meses
  • Formulário de aplicação para a autorização devidamente preenchido e assinado (todos estão disponíveis neste site)
  • Foto 3×4 recente
  • Cópia da certidão de nascimento
  • Certificado de Antecedentes Criminais
  • Comprovante de renda para o período de estadia
  • Comprovante de residência na Áustria (carta da escola ou contrato de locação de imóvel)
  • Carta de aceitação da instituição de ensino
  • Seguro Saúde

O formulário para pedido de permissão de estudos na Áustria está disponível neste link.

Custo de vida

O site Numbeo afirma que o custo de vida na Áustria é 77,64% mais caro que no Brasil. E o aluguel pode ser o fator mais que mais encarece a moradia ali: a despesa chega a custar 125,77% a mais que nas cidades brasileiras.

O salário mínimo varia conforme o setor de atuação. A indústria de construção tem o maior piso, de 1.742€. A média de remuneração avaliada pelo Numbeo é de 1.782,40€.

A média de aluguel para um apartamento de um dormitório no centro da cidade é de 650,45€. Mas, é preciso ficar atento: em cidades maiores, como Viena, esse valor sobe. As despesas domésticas chegam a 200€ e o transporte mensal sai, em média, por 45,70€.

Vale a pena?

Viver na Áustria é o sonho de quem procura um ambiente com muitas opções de lazer e qualidade de vida. Se vale a pena ou não ir para lá, depende muito da renda e do quanto se está disposto a conviver com um idioma e clima diferentes.

As oportunidades de trabalho podem variar, já que a taxa de desemprego ali é relativamente baixa em comparação com outros países da Europa (5,7%). Em compensação, o país tem uma das maiores taxas no Índice de Desenvolvimento Humano, ocupando a 23ª posição no ranking mundial.

Curiosidades

Em comparação com o Brasil, a Áustria é tão pequena que seu território é menor que o estado de Santa Catarina. Mas, a grandeza do país fica por conta do Índice de Desenvolvimento Humano, que é um dos maiores do mundo.

A Áustria é considerada como a capital da música erudita. Não à toa: o compositor Mozart nasceu ali, na cidade de Salzburgo.

Para a alegria dos brasileiros, em Viena, capital do país, também tem carnaval, e ele dura nada menos que três meses. Mas, o evento não é celebrado na mesma época e nem da mesma forma que aqui, começando por não haver feriado: todos trabalham normalmente. Com início em 11 de novembro, o período festivo consiste em bailes e festas ao estilo da corte. As festas só acabam por volta de fevereiro ou março, quando o carnaval é comemorado no resto do mundo.

Veja também:

Facebook   Nosso grupo   Twitter  Youtube

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png” size=”30"]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/[/su_service]h6>
Envie dinheiro para o exterior com a melhor taxa de câmbio!
Abra uma conta grátis na TransferWise

Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com

Voos Baratos