Morar na Bélgica é caro? Veja o custo de vida e mais

A terra dos chocolates, cervejas e batatas fritas tem muito mais a oferecer do que ótimas comidas e bebidas. Morar na Bélgica também é o sonho de quem procura melhores condições financeiras e mais qualidade de vida. De acordo com o Better Life Index, índice criado pela OECD (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), o país está em quarto lugar no ranking de lugares com melhor equilíbrio entre vida e trabalho. Viver ali como estrangeiro, no entanto, é um processo bem burocrático.

Como morar na Bélgica

A Bélgica não exige visto de brasileiros que queiram visitar o país a turismo pelo período máximo de 90 dias. Já para morar, o país oferece quatro opções para quem quer ficar mais de três meses: o visto de trabalho, de estudo, de au pair, e o visto para o Working Holiday Program – válido para cidadãos canadenses.

Há também permissão para cônjuges e familiares acompanhando um estrangeiro que vá a trabalho ou a estudo. Outra opção interessante é o visto de coabitação, destinado a estrangeiros que tenham parceiros belgas, porém não são casados.

Desde 2013, o país não aceita mais pedidos de naturalização de estrangeiros. Dessa forma, a cidadania belga vale apenas para dois casos: para crianças com menos de 5 anos nascidas no país e para a Declaração de Conservação da Nacionalidade belga – antes de completar 28 anos.

Custo de vida na Bélgica

O custo de vida na Bélgica é 99,44% mais caro que no Brasil.

 O salário mínimo, contudo, também é maior no país: um trabalhador com mais de 18 anos consegue ter renda bruta mensal de cerca de 1.500€.

Segundo o site Numbeo, o aluguel de um apartamento com um quarto no centro da cidade custa entre 600€ e 1.200€. As despesas domésticas para quem quer morar na Bélgica devem ficar entre 100€ a 188€ e o transporte pode custar até 50€ por mês.

Trabalhar na Bélgica

Ao encontrar uma oportunidade de emprego na Bélgica o estrangeiro pode conseguir o Word Permit B, válido por até um ano e com possibilidade de renovação. Essa permissão somente para trabalhar em uma única empresa que tenha autorização especial do governo da Bélgica para contratar estrangeiros.

Após quatro anos ininterruptos trabalhando com esse visto, o imigrante pode solicitar o Work Permit A, o qual não tem limite de tempo e é válido para todas as profissões assalariadas do país.

Um outro tipo de permissão, o Work Permit C, é válido por tempo limitado – não prorrogável – e concedido para algumas categorias de imigrantes com autorização para residir na Bélgica temporariamente ou por motivos de insegurança (estudantes, refugiados, etc.).

Além do tradicional visto para quem vai trabalhar para uma empresa na Bélgica, existem os Professionals Cards, destinados a empreendedores que queiram tocar seus negócios no país. O visto tem validade de cinco anos e serve para algumas áreas de atuação. Um dos requisitos para conseguir essa autorização é ter capacidade de gerar empregos para belgas.

Estudar na Bélgica

Para conseguir o visto de estudante e morar na Bélgica legalmente o estrangeiro precisa antes ser aprovado em uma instituição de ensino na Bélgica. Depois, é preciso marcar uma entrevista para levar os seguintes documentos no Consulado Geral da Bélgica:

  • Passaporte original válido por, no mínimo, um ano
  • Duas fotos 3×4
  • Formulário “Pedido de Visto D” (duas vias) disponível neste site, preenchido em letra de fôrma ou datilografado, assinado e datado
  • Atestado Médico conforme as leis belgas (o modelo do exame médico está disponível em francês e neerlandês. Ele pode ser emitido unicamente pelos médicos credenciados ao Consulado Geral da Bélgica)
  • Atestado de antecedentes criminais emitidos pela Polícia Federal e pela Polícia Civil do Estado de residência do interessado
  • Formulário de opção de idioma: o requerente deve escolher em qual idioma deseja receber a notificação da decisão de seu pedido de visto: neerlandês/francês/alemão
  • Documento de admissão ou inscrição em estabelecimento de ensino belga, de nível universitário, reconhecido pelo Estado
  • Comprovante de pagamento das taxas consulares (o valor pode chegar a 215 euros)
  • Comprovante de capacidade financeira:

-> para bolsistas: prova de obtenção da bolsa, documento assinado pelo responsável pelo pagamento da bolsa. O valor da mensalidade enviada deve ser equivalente ao salário mínimo belga (617€ para o ano acadêmico 2015-2016), mais as despesas de viagem, material escolar, taxas de inscrição e seguro-saúde

–> particular: termo de responsabilidade financeira (em Neerlandês “Tenlasteneming voor student”, em francês “Engagement de Prise en Charge Etudiant”)

Vale a pena?

A Bélgica pode ser um ótimo lugar para quem quer aprender sobre novas culturas e gosta de ficar por dentro da política. Como a capital da União Europeia, a cidade de Bruxelas recebe diversos eventos internacionais e está sempre recebendo visitantes de todos os países e idiomas. Dessa forma, uma longa estadia no país bem planejada pode valer a pena para quem conseguiu um trabalho ou irá estudar por ali.

Curiosidades

A Bruxelas, capital da Bélgica, também é a capital da União Europeia, e é nessa cidade que os parlamentares europeus se reúnem.

Os belgas falam três idiomas, no norte a língua predominante é o neerlandês, no sul fala-se francês, e em uma pequena região do leste do país os habitantes também falam alemão.

A Bélgica é considerada por ter os melhores chocolates do mundo. Marcas como Leonidas e Godiva estão entre as mais apreciadas.

Tintim, o famoso repórter dono do cachorrinho Milu, é um personagem de histórias em quadrinhos belga criadas pelo desenhista Hergé.

 

Veja também:

Facebook   Nosso grupo   Twitter   LinkedIn Youtube

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png” size=”30″]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/su_service]


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Seguro Viagem