Morar na Noruega é pra você? Veja como estudar e trabalhar no país

Nas primeiras posições entre os melhores países para se viver, tanto pela qualidade de vida, quanto pelos altos salários, morar na Noruega tem sido o sonho de muitos brasileiros. Mesmo assim, não são todos que topam sair de terras tropicais para enfrentar o frio dos países escandinavos. Atualmente, de acordo com o Itamaraty, cerca de 7.690 brasileiros vivem na capital, Oslo.

Apesar de pertencer a Europa Setentrional, a Noruega não faz parte da União Europeia, porém, participa do Acordo Schengen. Para os brasileiros que desejam conhecer o país não é necessário visto para um período inferior a 90 dias. A parir daí é preciso solicitar o visto e suas respectivas autorizações de residência (trabalho ou estudo)

Morar na Noruega

Apesar do senso comum dizer que morar na Noruega é sinal de muito frio, as temperaturas chegam a abrandar no verão e na primavera, variando entre 1º e 22º. Já no outono e inverno a situação é um pouco diferente, e as temperaturas variam de 7º a -15º, na capital do país.

Aqueles que desejam trabalhar e estudar no país devem fazer a solicitação do visto através da Embaixada da Noruega no Brasil, localizada em Brasília, na SES, Avenida das Nações, Quadra 807, Lote 28. Os contatos são (61) 3521-9800 ou [email protected] / [email protected]. Já o endereço do Consulado Geral é no Rio de Janeiro, na rua Lauro Müller, nº 116 – Sala 2206, Torre Rio Sul, no Botafogo. Os contatos são (21) 2586-7500 ou [email protected] /[email protected]. Os horários de funcionamento é de segunda a quinta, das 8h30 às 12h e de 13h às 15h; sexta das 8h30 às 12h e de 12h30 às 14h. O atendimento telefônico pode ser realizado de segunda à quinta, das 13h às 15h.

Um dos sites referência do país é o UDI que, em tradução livre, significa Direção Geral de Imigração. Este é o órgão responsável pelos pedidos de visto de autorização de residência. Apesar do processo ser iniciado no Brasil, o mesmo é que avaliará quais será as exigências (documentação) necessário para que o processo seja concluído.

Trabalhar na Noruega

Oslo também é referência para quem vive na Noruega e, o comércio, é a mais tradicional fonte econômica do país, sendo representada por 24% do PIB. Outro destaque vai para a indústria naval. Muitas empresas situam-se na região, sendo algumas das mais fortes de petróleo e gás natural.

Quem deseja trabalhar e morar na Noruega precisa criar uma conta e fazer o cadastro online no próprio site do UDI. Após este procedimento é preciso recolher os documentos necessários e, após o pagamento, fazer o agendamento da entrevista. Esta poderá ser em inglês:

  • Passaporte válido e cópia de todas as páginas utilizadas;
  • Formulário preenchido e assinado;
  • Carta de oferta de trabalho preenchido e assinado;
  • 2 fotos tipo passaporte;
  • Comprovativo de residência;
  • Diploma de Graduação (superior, mestrado ou douotorado);
  • Qualificações de trabalho e Currículo detalhados;
  • Lista de verificações preenchida e assinada;
  • Seguro de saúde válido.

Todos os documentos devem estar em inglês ou norueguês e, caso seja necessário, o consulado ou a embaixada poderá solicitar documentos extras para concessão do visto. Outra exigência para o trabalho no país é que a graduação tenha sido concluída há pelo menos três anos (há exceções). O valor a ser pago são NOK 3.700.

E para estudar na Noruega?

O ensino no país é reconhecido mundialmente e existem dois tipos de programas para se candidatar, sendo um deles de intercâmbio e o outro de bolsas de estudos. Para estudar e morar na Noruega é preciso estar em um dos programas de intercâmbio aceitos pelo governo:

  • AFS (American Field Service)
  • Rotary
  • YFU (Youth for Understanding)
  • STS High School Foundation
  • Røde Kors Nordisk United World College
  • Fulbright
  • American Scandinavian Student Exchange

Mais informações podem ser consultadas no site oficial para estudantes estrangeiros na Noruega, o ISU. Outra possibilidade é o programa de estudos do país, o Study in Norway, designado para as seguintes áreas de bacharelado, mestrado e doutorado. Os tipos de bolsas de estudos podem ser consultados neste link. Os documentos necessários para solicitação do visto são:

  • Passaporte válido e cópia de todas as páginas utilizadas;
  • 2 fotos tipo passaporte;
  • Carta de Admissão na instituição de ensino carimbada e assinada;
  • Comprovativo de subsistência de NOK 100.920 anuais*;
  • Comprovativo de residência;
  • Seguro de saúde válido;
  • Cadastro online

Como o visto de estudante permite o trabalho temporário de 20 horas semanais e integral no período de férias, o mesmo pode ser utilizado como comprovativo de subsistência, assim como bolsas de estudos.

A autorização de residência para estudos só é concedida se for em uma das instituições qualificadas pela Agência Norueguesa de Educação, NOKUT. A carta de admissão deve conter o nome da instituição, qual o curso, duração e plano de estudos. O valor do visto para estudantes é de NOK 200.

Custo de vida

A capital do país é uma das cidades mais caras para morar na Noruega, assim como em todo o resto do mundo. Também possui uma das mais altas taxas de impostos, porém, em contrapartida, um dos maiores Índices de Desenvolvimento Humano. É um país de extremos no que diz respeito ao que se paga para viver, porém, tudo isto é revertido em qualidade de vida. Atualmente, R$1 equivale a NOK 2,17 (coroas norueguesas).

A média salarial no país fica entre NOK 138 e NOK 181 por hora, ou seja, entre NOK 22.000 e NOK 28.900 mensais. Para os trabalhadores qualificados (especialistas) costuma-se pagar cerca de NOK 42.000. Quando comparado ao custo de vida de São Paulo, no qual são necessários cerca de R$ 9.100 para manter um padrão de vida moderado, na capital Oslo são necessários R$ 20.914.

Vale a pena?

Apesar de ser um dos países mais caros da Europa, morar na Noruega vale a pena pela qualidade de vida, o nível dos estudos e os salários pagos aos trabalhadores, principalmente aqueles com qualificações superiores.

Outra vantagem para aqueles que desejam estudar é o fato da permissão do trabalho que, mesmo em regime part time pode servir como complemento de renda. Ou seja, é um país caro, mas que oferece oportunidades para quem nele mora.

Curiosidades

Se você decidir por ir morar na Noruega e sua casa for em alguma cidade mais a norte, com certeza terá a oportunidade de presenciar um dos mais belos fenômenos da natureza: a Aurora Boreal. Outro fenômeno um pouco difícil de imaginar acontece durante o verão norueguês em que o sol nunca se põe, conhecido como o Sol da meia-noite”. Em contrapartida, no inverno, a exposição de luz é pouca e em determinadas cidades, a escuridão é total.

De acordo com a ONG Save the Children e o seu relatório anual State of the World’s Mother, divulgado em meados de 2015, a Noruega é o melhor país para criar os filhos, dentre outros 179. Um fato curioso que contribuiu para este índice é que a licença maternidade pode durar um ano para as mães (que continuam a receber 80% do salário) e três meses para os pais.

Veja também:

Facebook      Nosso grupo      Twitter    Youtube

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png” size=”30″]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/su_service]


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Seguro Viagem