Ok, ok, nós sabemos. Qualquer altura do ano é incrível para visitar Portugal. O país só é pequeno em extensão territorial, mas conta com um sem fim de locais de interesse, museus e paisagens, sem falar na oferta gastronômica completamente atemporal. Então, quando surgir a oportunidade, não pense duas vezes: vá. Hoje ou no auge do inverno, vá.

No entanto, se anda por aí com uma dúvida cruel sobre quando seria melhor conhecer a terra de Camões, vamos tentar ajudar na decisão. E não faltam motivos para se afirmar que junho é definitivamente a altura ideal para cruzar o Atlântico rumo a muitas aventuras regadas a vinho, bacalhau, pastéis de nata e outras iguarias. Continue lendo esse artigo e vai chegar ao fim com uma vontade incontrolável de fazer as malas. Ora pois vai!

4 razões para conhecer Portugal em junho

Não dá tempo ir mais esse ano? Não tem problema! Comece logo o planejamento para o ano que vem, mas não perca tudo o que Portugal tem para oferecer durante esses 30 dias animados, cheios de festa, onde é possível aproveitar cada momento ao máximo. Se está curioso para saber o que tem de tão especial esse mês, confira abaixo 4 motivos indiscutíveis que tornam Portugal imperdível em junho. Poderíamos dar muitos mais, mas vamos lançar a isca para você tomar coragem e ir conhecer de perto os atributos portugueses.

1- Os Santos Populares

No Brasil, Festas Juninas. Em Portugal, Santos Populares. Dois lados de uma tradição em que Santo Antônio, São João e São Pedro são os protagonistas. Apesar dos contornos diferentes, não faltam bandeirinhas coloridas e muita música. O mês é preenchido por bailaricos e queima de fogos de artifício. Em Lisboa, a madrugada do dia 12 para o dia 13 é o ápice da festa. No Porto, tudo culmina na noite de 23 para 24, a “mais longa do ano”. Mas, não importa onde você esteja, haverá com certeza muita sardinha assada, barraquinhas de churros e farturas e bifanas. De norte a sul, o país vive intensamente os Santos Populares. Se você gosta de agitação, vai se identificar com essa atmosfera única da temporada.

São João no Porto  foto: José Silva

2- Preços amigáveis

O Verão começa praticamente na última semana do mês e, em termos práticos, já se pode dizer que é início da alta temporada. No entanto, os preços ainda são muito mais em conta do que em julho e agosto. É possível encontrar hospedagens e mesmo passagens aéreas com tarifas bem interessantes.

3- Dias longos, noites agradáveis

E para quem não quer saber de frio, uma ótima notícia: junho tem todo aquele ar de verão com o frescor da primavera. Exceto em alguns dias mais instáveis, as temperaturas ficam entre os 18ºC e os 30ºC, ou seja, ainda não está aquele calorão, mas já dá para ir à praia e aproveitar ao máximo a luz do sol. Nesta época, ainda há luz natural até bem perto das 22h.

4- Feiras e festivais

De uma coisa você pode ter certeza: não faltará programação durante a estadia. É evento de domingo a domingo! Além dos Santos, é uma época rica em feiras gastronômicas e populares. E se gosta de História, fique sabendo que esse é um mês com uma variedade de feiras medievais em vários cantos do país. Por falar em feira, há mais uma que vale a visita, a Feira do Livro de Lisboa, que acontece sempre em junho. Festivais como O NOS Primavera Sound, que reúne atrações nacionais e internacionais, também fazem parte da agenda local. Ou seja, essa será sem dúvida uma viagem para desfrutar de Portugal na sua mais pura essência.

Gostou deste artigo? Acompanhe mais dicas também no Facebook e YouTube

Veja nosso Guia Completo Sobre Morar em Portugal

Atenção Atenção
Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.

Sobre o Autor

Romana Naruna

Jornalista, piauiense de raiz, carioca de passagem, portuense de coração. Mudou-se para Portugal por amor e descobriu aquilo que chamam de segunda casa.

Artigos Relacionados