São Francisco recebe cerca de 25 milhões de visitantes por ano, todos atraídos e encantados pela vibe que só a Califórnia tem nos Estados Unidos. A famosa Golden Gate, as colinas de tirar o fôlego – literalmente para quem as sobre a pé – e a vida que se encontra nos clubes e bares afora são algumas das principais atrações.

A segunda cidade mais populosa dos Estados Unidos é famosa pela névoa que a encobre com frequência. Se tornou símbolo dos hippies nos anos 60 e da luta LGBT. Hoje é reflexo de sua história, sendo uma das cidades mais multiculturais e interessantes do país.

Quem visita São Francisco não encontra lugar parecido. É a queridinha dos filmes e dos turistas, dos food lovers e perfeita para quem procura diversão a qualquer hora do dia.

Visitar São Francisco em quantos dias?

Para cada dia disponível em São Francisco, uma certeza: há inúmeras coisas para se fazer e infinitos lugares para conhecer! Apesar de não ser uma cidade tão grande, algumas atrações são espalhadas pelo local, o que requer bastante caminhada. Para ver o principal que o destino tem a oferecer, o ideal é reservar entre quatro e cinco dias para visitar tudo com mais tranquilidade.

Quem tiver mais tempo livre pode aproveitar para explorar os arredores: os bairros temáticos (Chinatown, Japantown, Castro, Missions, etc), fora da cidade há zona de vinho de Sonoma e o Napa Valley, seguindo rumo ao sul dos Estados Unidos há a estrada mais cinematográfica da Califórnia, a Pacific Coast Highway,  o parque Yosemite e outras atrações.

Apesar de ser um destino imperdível no país, vale lembrar também que São Francisco é uma das cidades mais caras dos Estados Unidos! Sendo assim, cada dia a mais no local pode aumentar – e muito – o orçamento da viagem.

Quando ir?

São Francisco é convidativa em todas as épocas do ano. Estar na Califórnia da primavera ao início do outono tem todo o seu charme, no entanto é a época mais cheia e, consequentemente, mais cara.

Quem quiser economizar pelo menos um pouco deve procurar visitar a cidade em temporadas mais tranquilas (fim do outono e inverno).

Principais atrações de São Francisco

Um quilo subindo a colina pode parecer bem mais pesado do que na verdade é…

Não importa se são dois ou sete dias em São Francisco. Por via de regra, use sempre sapatos confortáveis e carregue o mínimo de peso possível.

Golden Gate

Empire State está para Nova York, assim como Golden Gate está para São Francisco!

Construída em 1937, a ponte possui 2,7 km de extensão e sustenta cerca de 120 mil veículos que passam por ela todos os dias, sem contar quem atravessa de bicicleta ou mesmo à pé em uma área exclusiva da ponte – o que, aliás, pode ser uma ótima ideia de passeio!

Quem visita pessoalmente esta que é considerada uma das sete maravilhas do mundo moderno nota que a cor da ponte mais famosa dos Estados Unidos é na verdade algo entre o vermelho e laranja. No entanto, o nome não deixa de ter sentido, uma vez que quando o sol reflete em suas ferragens esta aparenta ser dourada como se fosse feita de ouro.

Atravessando a Golden Gate em São FranciscoA travessia da Golden Gate pode ser feita de carro, bicicleta ou mesmo à pé!

Bonde

Eles estão lá desde o século XIX, mas até hoje fazem sucesso entre os turistas e são usados como um meio de transporte comum por quem vive na cidade. Quem não se importar em desembolsar cerca de US$7 por uma voltinha no famoso bondinho pode aproveitar uma das linhas Powell-Hyde, Powell-Mason ou California Street e viajar em um dos principais símbolos de São Francisco (passeio recomendado na hora de subir as ladeiras).

Alcatraz

Uma das prisões mais famosas do mundo, a hoje desativada Alcatraz está localizada na baía de São Francisco. É possível visitar a prisão que abrigou Al Capone e já foi cenário de filmes como “The Rock” se programando com antecedência, pois os ingressos esgotam rapidamente. Os tours oficiais são organizados pela Alcatraz Cruises (adulto a partir de US$37,25) e as saídas do Pier 33 começam às 9:30 da manhã.

Uma dica que poucas pessoas sabem: sempre são liberados cerca de cem ingressos extras às 6:00 da manhã para o mesmo dia. Ou seja, se não der sorte de conseguir reservar com antecedência, vale madrugar e passar no Pier 33 para tentar a sorte.

Alcatraz, em São FranciscoAo longe, a prisão Alcatraz

Union Square

A praça é um dos polos de compras de São Francisco. Ali é possível encontrar lojas como Macy’s, Prada, Louis Vitton, Levi’s e mais.

Pier 39

Sem dúvida, dos Piers de São Francisco o mais famoso e visitado pelos turistas. O Pier 39 tem uma vasta oferta de restaurantes e lanchonetes, atrações para crianças, além de uma série de lojas de souvenirs.

Pier 39 em São FranciscoO famoso Pier 39

Fisherman’s Wharf

Próximo à zona de restaurantes do Pier 39, o principal mercado de peixes de São Francisco é o local ideal para comer iguarias frescas e observar os leões marinhos que “moram” perto dali. Ali também fica o Hard Rok Café e outras franquias de restaurantes.

Painted Ladies, na Alamo Square

Competindo com a Golden Gate, esta é sem dúvida uma das áreas mais procuradas para fotografias em São Francisco. Se trata da rua com as famosas casinhas geminadas de arquitetura vitoriana (para quem já viu séries como “Fuller House” fica fácil reconhecer). Logo atrás das casas tradicionais é possível ver o contraste com os arranha-céus da cidade.

Alamo Square, Painted Ladies em São FranciscoAs Painted Ladies

Golden Gate Park

Assim como o nova-iorquino Central Park, o Golden Gate Park é o espaço ideal para um passeio à pé ou de bicicleta, piqueniques e mais.

Dentro do parque é possível ainda visitar o Young Museum, com exposições sobre arte americana e outras; o California Academy of Sciences, com aquário, museu e planetário; a casa de chá japonesa e outras atrações ao ar livre (incluindo ver os bisões que moram dentro do parque).

Lombard Street

Sem dúvida a rua mais sinuosa de São Francisco! Vale a pena passar de carro pela Lombard Street ou mesmo descer a pé. A visita é rápida, mas vale conhecer e registrar mais este ícone da cidade.

Lombard Street em São FranciscoA cheia de curvas, Lombard Street

Presídio

No passado era um posto militar, mas hoje em dia o Presídio é um parque nacional com belas trilhas, tesouros históricos e arquitetônicos.

Coit Tower

Subir até o topo da Coit Tower (adulto US$8) é uma das formas de garantir uma vista do alto de São Francisco.

Coit Tower em São FranciscoEstátua de Cristóvão Colombo e a Coit Tower

Marina e Fine Arts Palace

Próximo ao Presídio, na Baker Street fica o Palácio de Belas Artes. O local é um dos mais perfeitos para assistir ao pôr do sol ou pelo menos fazer uma pausa antes de continuar o passeio pelas colinas de São Francisco.

Marina em São FranciscoFine Arts Palace

Chinatown e outros bairros

Como a maioria das grandes cidades dos Estados Unidos, São Francisco também tem uma Chinatown – uma das mais expressivas comunidades chinesas do país. Basta caminhar pelas ruas para ter a sensação de que não se está mais na América ao passar pelas lojas, templos e restaurantes típicos do bairro.

Ali o inglês dá lugar ao mandarim nas conversas dos residentes e também nos menus dos restaurantes. Da mesma forma, as comidas americanas são deixadas um pouco de lado e ganham destaque os pratos asiáticos.

Chinatown em São FranciscoRua principal da Chinatown

Para registrar a experiência, vale tirar uma foto no Dragon Gate, entre Grant Avenue e Bush Street.

Além da famosa Chinatown, para quem tiver tempo e interesse de explorar outros bairros como este, vale anotar: Japantown, Castro, Missões, etc.

Bate e volta saindo de São Francisco

Uma forma de enriquecer ainda mais a experiência na cidade de São Francisco é ficar na região por mais alguns dias e aproveitar para visitar os arredores.

A 72km da cidade fica o condado de vinho Sonoma County, com mais de 400 vinícolas, praias e as famosas sequoias.

Sequoia na CalifórniaSequoia gigante no Parque Nacional Sequoia & Kings Canyon

Napa Valley é um reduto de amantes de vinho e gastronomia. Além de ser possível visitar vinícolas renomadas, como a da Chandon, é possível completar a experiência com um passeio de trem ou balão e terminar a noite com um delicioso jantar no centro da cidade.

Veja também: A bordo do Wine Train, no Napa Valley

Napa Valley, em São FranciscoVinícola Hall no Napa Valley

Em direção ao sul do país, o roteiro perfeito para uma viagem de carro inesquecível pode ser realizado seguindo pela Pacific Coast Highway, parando em lugares incríveis como Santa Cruz, Monterey e o trecho Big Sur.

São Francisco a noite

São Francisco é muito convidativa durante a noite e qualquer bairro pode ser uma boa proposta. Um dos locais que se destaca é o Castro, por ser considerado um dos maiores bairros gays do mundo!

Entre os bares e cafés que se encontra na área, o Twin Peaks é bem frequentado por um público na casa dos quarenta (principalmente homens). Harvey’sThe Cafe acabam por ser mais frequentados por mulheres. No entanto, todos são livres para visitar o que bem quiserem e independente da orientação sexual.

Onde ficar

São Francisco não é barata, mas é possível encontrar preços mais baixos quando visitando a cidade em grupo ou dormindo em quartos coletivos.

Luxuoso

O Loews Regency San Francisco é uma boa opção para quem procura o máximo de conforto durante a estadia na cidade. A poucos minutos a pé da Chinatown, uma noite no hotel gira em torno dos US$699.

Econômico

O The Donatello Hotel é uma boa sugestão de hotel mais econômico, mas com quatro estrelas, localizado em plena Union Square. A noite no hotel sai por volta dos US$249.

Já o três estrelas Fitzgerald Hotel Union Square, também no centro, possui tarifas ainda mais baixas, por volta dos US$104 com café da manhã incluso.

Aventureiro

Para quem prefere ficar em hostel, é possível economizar bastante se hospedando em lugares como o Orange Village Hostel, a poucos minutos da Union Square e com tarifas a partir dos US$38 a diária com café da manhã incluso.

HI San Francisco City Center Hostel, que também está presente na maioria das grandes cidades dos Estados Unidos, também oferece acomodação em dormitório por cerca de US$36 a diária.

Leia também: Onde ficar em São Francisco: melhores hotéis

O que comer em SF?

Não há uma resposta única para esta pergunta. Isso porque São Francisco é uma combinação de nações e culturas e isso se reflete também nos sabores da gastronomia local. Culinária chinesa, italiana, japonesa, indiana, mexicana, russa, grega ou um pouco de tudo. Basta decidir qual o desejo do dia, quanto quer gastar e se locomover até a região da cidade onde há mais opções.

Para quem quer comer algo mais típico do local, o Fisherman’s Wharf é a melhor escolha durante o dia. O que mais se encontra por ali são frutos do mar e a famosa sopa de molúscos no pão (“Clam Chowder“). Há também uma série de restaurantes na área.

Comida em São FranciscoSanduíches de frutos do mar no Fisherman’s Wharf

Para quem é fã de “Forrest Gump”, por que não passar no Bubba Gump Shrimp Co., restaurante inspirado no filme e que hoje é uma franquia encontrada também no Pier 39? Aproveite para garantir uma fotografia em uma réplica do cenário do filme.

bubba gump pier 39 em Sao FranciscoBanco em frente ao Bubba Gump Shrimp Co.

É impossível passar em frente a Boudin Bakery & Cafe e não parar para ver os padeiros a confecionar os pães e sentir o cheirinho que sai direto dos fornos. Apesar de sempre lotado, pode ser uma pausa interessante para um café.

Boudin Bakery & CafePadeiro na Boudin Bakery & Cafe

Uma boa pedida para quem quiser experimentar a comida mexicana servida nos Estados Unidos é o Mezcalito, na 2323 Polk St. À noite, o restaurante/bar reduz as luzes e exibe os principais jogos esportivos nos televisores. As porções de US$40 rendem dez tacos diferentes, acompanhados de diversos molhos. Ideal para compartilhar entre dois ou três.

mexicano em São FranciscoTacos no Mezcalito

Transporte

São Francisco possui metrô (conhecido como BART), ônibus (US$2 a US$5) e bondes. Mas um dos transportes mais utilizados na cidade é sem dúvida a bicicleta! É possível alugar com a Ford Go Bike dentro de uma estação de metrô por a partir de 9,95US$ por dia (tendo que trocar de bicicleta a cada 30 minutos) ou então alugar em empresas especializadas em passeios turísticos como a Blazing Saddles, por cerca de US$32 por 24 horas.

Para andar de bonde é preciso desembolsar pelo menos US$7 pelo bilhete.

Do aeroporto até o centro é possível ir de trem por US$8,95 o trecho. Há trens a cada 15 minutos e a viagem dura 30 minutos.

Quem preferir reservar um transfer, há empresas como a Airport Express, Quake City Shuttle e Supershuttle que cobram cerca de US$17 o trecho. Há também muitas opções para quem precisar ir e vir do aeroporto em Oakland.

Dica dos editores

Alugar bicicleta pode ser sensacional, mas apenas no dia que decidir visitar a parte plana da cidade (marina, piers, centro financeiro e Golden Gate). Ir de bicicleta colina acima pode ser uma excelente história para rir depois com os amigos, mas uma péssima ideia para se fazer!

Outra dica útil durante a visita a São Francisco é acessar o wi-fi gratuito da cidade. Basta procurar por #SFO_FREE_WIFI

Continue planejando a sua viagem

Site oficial da cidade de São Francisco (em português): sftravel.com



Booking.com

Veja também:

Acompanhe mais dicas também no Facebook e YouTube

Atenção Atenção
Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.

Sobre o Autor

Redação

O Já Fez as Malas? é feito por e para brasileiros apaixonados por conhecer outras culturas, viagem, gastronomia e para quem sonha em morar fora.

Artigos Relacionados