Depois de um tempo na estrada a galera pensa que eu virei bicho grilo, hippie, comunista e alguns já falam vagabundo.

Viajar com esta idade? Abandonar a família, o trabalho? E quando voltar como vai recuperar o tempo perdido?
Eu nunca levantei a bandeira aqui de que vocês devem abandonar seus empregos, sua vida, sua família, na verdade o problema é o quanto você depende do seu emprego, da sua função, e do credito bancário, a dependência causa depressão amigo, isso é muito sério. A idade foi até meio tarde, conheci muita gente fazendo o mesmo com 20 anos, 23 anos.

O que eu fiz foi tirar um tempo da minha vida para conhecer o mundo, outras culturas, ver com os meus olhos tudo o que eu via na televisão, sentir vontade, sentir saudade, sentir com o meu corpo a altura, o frio, o calor, o seco, o molhado e o medo.

Isso deveria soar lógico, você ter um tempo para conhecer o seu planeta.

O sistema capitalista, o trabalho em escritório, as contas, tudo vai continuar o mesmo quando eu voltar, e se eu tivesse ficado esse ano em casa, também continuaria o mesmo, sou pobre e não tenho dúvidas que vou trabalhar toda a minha vida.

A grande diferença é que agora eu falo mais dois idiomas, tenho amigos em mais de 11 países, tenho experiência de trabalho em vários ramos, tenho uma visão política grande do mundo, sei da opinião das pessoas de diversos países. Ou seja, que tempo que eu perdi mesmo?

Pense nisso, não mude sua vida da água pro vinho, mas faca pequenas viagens, conheça pessoas no posto de gasolina, vai para aquela cidade pequena e desconhecida e coloca seu nome numa estrada. Isso vale a pena, ao menos por um tempo.

Porque felicidade boa se transforma em boa saudade depois.

E se você conseguir fazer tudo isso em cima de uma moto seria melhor ainda 😉

Bons ventos
Glauber Leite

 

Este conteúdo é de responsabilidade do autor da coluna Diário de Motocicleta e está sujeito a alterações sem aviso prévio. 

Diário de Motocicleta
Glauber Leite está viajando numa moto Yamaha Tenere 250cc. O objetivo inicial era fazer toda a Rodovia Panamericana, que vai do Ushuaia, na Argentina, até Fairbanks, no Alaska. Ele saiu do Brasil em janeiro de 2015. Você acompanha o diário da jornada aqui no Já Fez as Malas.

Acompanhe a aventura também no Facebook do Jornada 9 de Julho.

Saiba mais sobre como começou a viagem de moto de Glauber aqui.

 

Veja também:

Facebook   Nosso grupo   Twitter   LinkedIn Youtube

Atenção Atenção
Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.

 

Comentários do Facebook

Sobre o Autor

Redação

O Já Fez as Malas? é feito para brasileiros que querem cruzar fronteiras e superar os próprios limites. Para quem é apaixonado por conhecer outras culturas, viajar e sonha em morar fora para estudar, trabalhar, ou simplesmente pela experiência de vida.

Artigos Relacionados