Como alugar casa nos Estados Unidos

Entre as maiores dúvidas de quem vê no país uma oportunidade de recomeçar, alugar casa nos Estados Unidos está certamente no top três. De legislação rígida e o cerco fechado para ilegais e inadimplentes, ter um lugar para morar vai depender exclusivamente das condições do imigrante no país.

Seja através de imobiliárias ou tratando diretamente com o proprietário, veja como alugar uma casa nos EUA sem sustos ou dores de cabeça.

O que é preciso para alugar casa nos Estados Unidos

Para alugar casa nos Estados Unidos, o primeiro passo é estar legalmente no país para não enfrentar dificuldades do processo. Antes de sair em busca do seu novo lar, entretanto, alguns requisitos são fundamentais para não perder uma boa oportunidade.

Documentos

Primeiramente, para alugar uma casa ou apartamento será preciso ter em mãos documentos como o cartão de Segurança Social (SSN) ou o Tax ID. Em alguns casos, são aceitos também o passaporte, um extrato bancário (como comprovante de renda) e os depósitos prévios. Reserve alguns dias de hotel enquanto procura por corretores ou proprietários que aceitem suas condições de aluguel.

Meses adiantados

No caso dos vistos de estudante, é possível aplicar a um contrato de aluguel portando esse documento – inclusive adicionar cônjuges ou familiares no formulário junto consigo. Entretanto, independente do seu estado legal no país, serão exigidos no mínimo 4 “aluguéis” adiantados: um referente ao primeiro mês, outro ao último do contrato, um a título de caução e em alguns casos, um mês vai como taxa para a imobiliária. Ou seja, considerando um aluguel de US$ 1.200 o morador terá de desembolsar, na pior das hipóteses, US$ 4.800.

Essa burocracia acontece principalmente entre os imigrantes recém-chegados, que não possuem quaisquer histórico de crédito no país. Porém, se vier transferido por uma empresa – ou seja, já está legalizado e trabalhando – pode ser mais fácil alugar casa nos Estados Unidos apresentando uma carta da empresa, dispensando ao menos dois dos aluguéis adiantados.

Contrato

O que no Brasil chamamos de fiador, nos Estados Unidos não necessariamente é solicitado. Se tiver uma carta de recomendação da empresa, universidade, ou fornecer o contato de duas ou três pessoas que possam confirmar a sua índole, já será o suficiente.

As taxas de condomínio também já estarão inclusas no valor do aluguel, e o novo morador encontrará um apartamento ou casa equipada com eletrodomésticos e talvez alguns móveis. O prazo para finalizar todo esse processo costuma estar em uma semana.

Os contratos mínimos de permanência costumam ficar em 12 meses, mas há exceções para 6 meses. Se precisar deixar o imóvel antes do término, haverá pagamento de multa estipulada individualmente na hora do contrato. Para transferir o aluguel, somente com autorização do proprietário do imóvel.

Preço dos aluguéis

Mas qual é a média de preços de aluguel no país? Sabendo que moradia é com certeza a fatia mais pesada no custo de vida nos Estados Unidos, é importante estar preparado para gastar bastante com esta despesa. Uma dica importante para conseguir os melhores valores é ficar atento às escolas que atendem ao seu código postal, o que pode ser conferido no portal Great! Schools. Geralmente, localidades onde estão situadas as melhores instituições, são sensivelmente mais caras.

Casas que estão há mais tempo anunciadas para aluguel costumam ser mais fáceis para negociar o valor das mesmas. Para descobrir a média de valores em outras regiões, acesse os sites das principais imobiliárias do país: a Zillow, Realtor e a Trulia e consulte também os preços divulgados pelo Numbeo.

Por cidade

Nova York: na cidade, de acordo com o catálogo do Zillow, um dos menores custos de aluguel está no bairro de Harlem, em um antigo apartamento estilo estúdio. O imóvel vem equipado com geladeira e fogão e custa US$ 1.250/mês. Como parâmetro, a média para os apartamentos fora do Centro está US$ 1.820,46/mês.

Los Angeles: de acordo com o Realtor, encontra-se uma boa opção no bairro de Park Mesa Heights, custando US$ 1.357/mês em um apartamento de um quarto e bem localizado. Em um comparativo, o Numbeo afirma ser a média da cidade o aluguel de US$ 1.379,53 em apartamentos de um dormitório fora das áreas centrais.

Filadélfia: para o Numbeo, a média na cidade em aluguéis fora do centro tem custo de US$ 999,42. Para o Zillow, há oportunidades em estúdios no bairro de West Kensington com geladeira e fogão incluso por US$ 450/mês.

Chicago: de acordo com os dados do Numbeo, a média para a cidade em apartamentos de um dormitório longe do Centro está em US$ 1.075.73. No Trulia, o bairro de Greater Grand Crossing oferece apartamentos equipados com geladeira, fogão e outros equipamentos por US$ 550. Entretanto a área é considerada com alta taxa de criminalidade.

Houston: fora do Centro, alugar um apartamento de um dormitório em Houston terá custo médio de US$ 910,56 segundo o Numbeo. No Trulia, encontram-se apartamentos em Willow Meadows em um residencial por US$ 635/mês.

Phoenix: na cidade, estima-se que o custo médio para alugar uma casa fora do Centro da cidade seja de US$ 722,99. Diante desse valor, encontra-se no Zillow apartamentos de um dormitório em residenciais, oferecendo eletrodomésticos e lavanderias no próprio conjunto de residências por US$ 475 no bairro de Alhambra.

Veja também:


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com