Fazer a famosa volta ao mundo é o sonho de praticamente todos os viajantes. Um passaporte inteiramente carimbado, histórias para contar e o orgulho em dizer que conhece todos os recantos do planeta. Cada notícia que surge sobre alguém que conseguiu o feito é sempre uma inspiração e um estímulo para dizer: um dia também serei essa pessoa. Certo?

O irlandês Johnny Ward não teve uma infância e adolescência fáceis, mas não se deixou abater e conseguiu viajar pelos 197 países do mundo. O percurso, que acabou este mês, durou uma década e o inveterado viajante garante que viveu cada lugar e não apenas passou por eles. Em todo esse tempo, a aventura teve muitas reviravoltas e nem sempre foi um mar de rosas.

Volta ao mundo em mais de 80 dias

Johnny foi criado pela mãe junto com a irmã e a situação não era nada fácil. Ele conta que nunca teve sequer aquecimento em casa, algo bastante impensável para suportar o rigoroso inverno da Irlanda. Durante anos, a família sobreviveu com subsídios do governo e viajar era um sonho muito distante naquela época. Curiosamente, o viajante depara-se sempre com comentários depreciativos e julgamentos de que ele é só mais um branco aproveitando a vida às custas do dinheiro dos pais. Não poderiam estar mais enganados.

Depois de acabar da faculdade na Inglaterra, Johnny decidiu iniciar a sua expedição sem roteiro definido e nem passagem de volta. Embarcou para Nova York com 23 anos. Teve de voltar ao país de origem porque ficou sem dinheiro. Participou de testes de medicamentos e foi assim que conseguiu comprar a sua passagem para o próximo destino: a Tailândia.

Para continuar a jornada, ensinou inglês, juntou dinheiro e montou um blog. No One Step 4Ward, ele relatou toda a aventura. O endereço tornou-se também uma fonte de renda e Jhonny afirma ter ganho com ele mais de 1,5 milhão de dólares. Atualmente, vive de propriedades que comprou e aguarda o reconhecimento do Guiness como o único irlandês a visitar todos os países do mundo. A viagem acabou oficial no dia 13 de março deste ano, na Noruega.

Gostou deste artigo? Acompanhe mais dicas também no Facebook e YouTube

Veja também:

Atenção Atenção
Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.
Os comentários não representam a opinião do site e nem nos comprometemos em respondê-los; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Sobre o Autor

Redação

O Já Fez as Malas? é feito por e para brasileiros apaixonados por conhecer outras culturas, viagem, gastronomia e para quem sonha em morar fora.

Artigos Relacionados