5 ótimos destinos para viajar com até R$ 2.500 ainda este ano

Há quem já esteja fazendo planos para as viagens de 2019, mas a verdade é que 2018 ainda não acabou. Os próximos meses podem reservar surpresas mesmo se o orçamento for limitado, pois é possível encontrar destinos para viajar com até R$ 2.500.

Para onde ir com R$ 2.500 no bolso

Os viajantes sabem que não é preciso ser rico para viajar, mas planejamento e organização são fundamentais. O dinheiro economizado à muito custo, mesmo que pouco, pode render belas memórias em outro país. Na hora de escolher o destino, é preciso ter estratégia. Vale tudo: optar pela baixa temporada, saber a melhor forma de encontrar as passagens mais baratas e até arriscar um local totalmente diferente daqueles pensados inicialmente.

Organizamos uma lista com 5 opções de lugares para ir até o fim do ano sem gastar uma fortuna. O limite de R$ 2.500 inclui passagem de ida e volta saindo de São Paulo (SP) e hospedagem e alimentação para 5 dias, sendo ambas para perfis mais econômicos. Os valores foram retirados dos sites Quanto Custa Viajar e ViajaNet.

Montevidéu (Uruguai)

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Montevideo – Uruguay – 🇺🇾 (@montevideocapital) a


Uruguai é uma aposta que não tem como frustrar, seja em que época do ano for. A capital, Montevidéu, é uma cidade tranquila e acolhedora, mas ao mesmo tempo vibrante. Os seus habitantes são conhecidos pela amabilidade, o que faz com que a visita valha ainda mais a pena. Uma boa dica é andar pela cidade à pé e descobrir os seus encantos, incluindo no roteiro locais como o Museu Romântico de Montevidéu, também conhecido como Casa de Antonio Montero.

É possível encontrar passagens aéreas a partir de R$ 931 em novembro. De acordo com o Quanto Custa Viajar, o custo médio diário na cidade é de R$ 194 por pessoa, incluindo estadia e refeições econômicas. Do total, ainda sobram R$ 599 para investir em passeios a vinícolas ou conhecer cidades próximas como Punta Del Este e Colônia de Sacramento.

Buenos Aires (Argentina)

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Buenos Aires Turismo (@travelbuenosaires) a


2018 não tem sido um bom ano para o peso argentino. A moeda tem andado instável e desvalorizada perante o real, o que é uma boa notícia para os viajantes brasileiros. Por esse motivo, a encantadora Buenos Aires é certamente um dos destinos para viajar com até R$ 2.500. É ideal tanto para quem aprecia tudo o que uma metrópole tem sem perder o charme de uma cidade pequena.

O preço da passagem fica entre os R$ 733 e os R$ 892 até o fim do ano, sendo que as tarifas mais baratas são encontradas a partir de outubro. O viajante de perfil econômico deve esperar gastar por dia, em média, R$ 92. Ainda há margem para se permitir alguns luxos como comer provar bife de chorizo em restaurantes mais caros.

Mendoza (Argentina)

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Suntrip Mendoza e Voce (@suntrip_mendoza) a


Ainda no território argentino, dá para conhecer mais uma cidade apaixonante. Mendoza é o local perfeito para os apreciadores de vinho, uma vez que é uma região completamente preenchida por vinícolas. Além disso, conta com uma paisagem natural belíssima, pois o pano de fundo é a cadeia de montanhas de Aconcágua.

Há voos diretos para a pequena cidade que custam a partir de R$ 775. Para os 5 dias, a média de custos, de acordo com os valores do Quanto Custa Viajar, com hospedagem, alimentação e atrações é de R$ 485 por pessoa. Vale ressaltar que esse é o preço para viagens mais no estilo mochileiro.

Santiago (Chile)

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Santiago de Chile (@santiagodechile.cl) a


Agora é a vez de aterrisar em um outro país queridinho dos brasileiros na América do Sul. Além do fácil acesso, o Chile tem muito a oferecer e é famoso tanto pelas praias no verão como pelas montanhas cobertas de neve no inverno. Santiago, a capital, geralmente é a porta de entrada com um leque vasto de atrações. Dá para ver muita coisa andando à pé e de transporte público.

A passagem aérea é, claro, sempre a maior despesa, mas, nesse caso, nem pesa assim tanto nas contas. Em novembro, dá para encontrar tarifas a partir de R$ 733. A despesa média diária na cidade é de cerca de R$ 160. Sobra ainda uma bela poupança para investir nos deliciosos vinhos locais.

Pucón (Chile)

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Pucón (@pucon_chile) a


Quem gosta de aventura e prefere locais onde o contato com a natureza é praticamente irrestrito, pode visitar Pucón, também no Chile. A cidade fica ao sul de Santiago, na região dos Lagos, cercada por um vulcão ainda em atividade, o Villarica. Apesar da aparente “ameaça constante”, a atividade turística é intensa por lá e existem vários passeios no próprio vulcão.

O aeroporto de Pucón é muito pequeno e abre praticamente apenas no verão. Por esse motivo, a melhor opção para chegar até lá de avião é escolher um dos dois aeroportos mais próximos, Temuco ou Valdívia, sendo que o primeiro é o que tem mais estrutura e recebe mais voos. A distância das cidades até Pucón é de pouco mais de 100 km. Em novembro, é possível encontrar bilhetes por a partir de R$ 662. O gasto médio diário na cidade é o mais elevado da lista, R$ 219 por pessoa. Ainda assim, não ultrapassa o orçamento total.

Acompanhe mais dicas no Facebook, Instagram e YouTube

Veja também:


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com

Voos Baratos