Dublin é simplesmente uma das cidades que mais têm atraído brasileiros nos últimos anos. Uma das razões é a possibilidade de trabalhar com o visto de estudante e mais fácil ainda, para quem vai apenas a turismo não haver se quer a necessidade de visto. Neste post descrevemos um pouco do espírito da capital da Irlanda e mostramos alguns motivos do porquê os brasileiros não param de ir pra lá, seja por muito ou pouco tempo.

[su_highlight background=”#ecb12a”]Turismo em Dublin: Pontos Turísticos[/su_highlight]

Dublin é uma cidade que proporciona um dia cheio na agenda do turista que vai visitá-la. Quem vai a turismo não precisa de visto até 90 dias, basta o passaporte válido por no mínimo seis meses, seguro viagem, comprovativo financeiro de que tem como se manter durante a viagem, além de reserva em hotel/residência ou carta convite do local onde ficará durante a visita.

Veja o lugar mais barato para comprar euro hoje

Pra ajudar a montar o roteiro de viagem, abaixo vai um check list para quem quer fazer turismo em Dublin. É possível conferir esses pontos turísticos de Dublin em poucos dias na cidade. Quem tiver a oportunidade de ficar mais tempo consegue explorar muito mais.

  • Guinness Storehouse: o ingresso para visitar a fábrica da cerveja Guinness custa em torno dos 18 euros. Boa pedida para quem gosta de saber como as bebidas são feitas
  • Christ Churcha catedral é das igrejas mais antigas e medievais de Dublin, construída no século XI.
  • St Patrick’s Cathedral: é a maior igreja da Irlanda.
  • Dublin Castleo castelo fica localizado na Dame Street, antiga sede do governo irlandês.
  • Trinity College: é a faculdade mais antiga da Irlanda, onde estudaram Samuel Beckett e Oscar Wilde. Aproveitando que está lá, não deixe de visitar a Biblioteca Antiga e também de ver com os próprios olhos o famoso Book of Kells. O ingresso custa cerca de 10 euros.
  • Estátua Molly Malone: a atração fica na Grafton Street e recebeu esse nome em homenagem a uma antiga música de pescador irlandesa.
  • Temple Baré a região dos pubs em Dublin, mas também nome do principal pub da cidade. Passagem obrigatória especialmente após as 17h, quando começam os happy hours.
  • Phoenix Park: é o maior parque da Europa, ondem pode-se encontrar cerca de 300 cervos que vivem por lá.
  • St Stephens Green: pra quem gosta de parque, mais uma boa pedida de Dublin.

Veja um vídeo do A gente precisa falar sobre Viagens, em Dublin.

Gastronomia

Parecida com Londres, é muito comum ver batatas em muitos dos pratos tradicionais em Dublin, como no fish and chips. Outros dois pratos que podemos sugerir pra você experimentar logo de cara é o Chicken Roll, um sanduíche feito com frango empanado e salada e o Irish Stew, o guisado irlandês feito com carne e legumes.

Pra beber, não é preciso dizer que é Guinness, não é? 🙂

Clima em Dublin

O clima em Dublin pode não agradar quem não gosta de tempo frio e especialmente chuvoso. A temperatura média nos últimos anos tem sido a seguinte:

Janeiro 5,4 ºC Julho 15 ºC
Fevereiro 5,6 ºC Agosto 14,9 ºC
Março 6,8 ºC Setembro 13,2 ºC
Abril 8,3 ºC Outubro 10,6 ºC
Maio 10,8 ºC Novembro 7,6 ºC
Junho 13,3 ºC Dezembro 6,2 ºC

Dirigir em Dublin

Para dirigir pelas ruas de Dublin a Carteira Nacional de Habilitação brasileira (CNH) é válida por até um ano. No caso, a maior dificuldade em dirigir em Dublin é a mão inglesa, o que significa que o volante do carro fica do lado direito do veículo. Para alugar um carro costuma ser necessário ter a idade mínima de 25 anos.

Transportes e Aeroporto de Dublin

Algumas informações úteis sobre Dublin tanto para quem vai morar ou para quem vai apenas visitar.

Ônibus em Dublin   http://www.dublinbus.ie
Tram em Dublin   http://www.luas.ie
Aeroporto de Dublin   http://www.dublinairport.com

Contatos e números de telefone importantes de Dublin

Site da Embaixada do Brasil em Dublin

Código da Irlanda:

Polícia (Garda Confidential) 1 800 666 111

Emergência: 999 ou 112

 


 

[su_highlight background=”#ecb12a”] Como é morar em Dublin?[/su_highlight]

A primeira coisa que quem pensa em morar em Dublin deve saber é que na Irlanda se fala inglês e não só, também o irlandês. Para estudar na Irlanda não é necessário visto até 1 mês.

Salário Mínimo na Irlanda e Taxa de Desemprego

Morar em Dublin significa ganhar em euros, a moeda oficial da Irlanda, ou ao menos conseguir se manter muito bem na conversão Real-Euro ou outro câmbio. O salário mínimo da Irlanda atualmente é de 1.461,85 EUR por mês, segundo a Eurostat.

A taxa de desemprego na Irlanda atualmente é de 9,7%.

Custo de Vida em Dublin

areas-dublinDublin é dividida por áreas, centro a mais central a Dublin 2. O custo de vida em Dublin varia de acordo com o lugar onde se mora (por exemplo, morar no Dublin 2, na região do centro, sai mais caro do que morar em outra área da cidade), o que se come e outroshábitos que se tem. No entanto, Dublin é das cidades mais caras do mundo para se viver como estrangeiro (na 49ª posição de 50). Em comparação com São Paulo, morar em Dublin pode sair mais de 60% mais caro mantendo-se o mesmo padrão de vida nas duas cidades, segundo estimativas do Numbeo.

Quem vai estudar em Dublin normalmente procura por vagas em quartos em casas divididas com outros estudantes. Uma característica do aluguel é que é comum se responsabilizar em passar a vaga depois para outra pessoa antes de deixar o país. Para isso os grupos nas redes sociais como o Facebook e WhatsApp são muito utilizadas. Em média, um quarto pode custar em torno de 526 € por mês e as contas variam. É comum encontrar estudantes que dividem até o quarto, às vezes a cama, para fazer esse valor baixar.

Abaixo fizemos uma compilação sobre os valores médios de alguns produtos e serviços na cidade de Dublin. Os valores foram consultados no site Numbeo.

PRODUTO/SERVIÇO PREÇO MÉDIO EM EUROS
Almoço num restaurante regular 15€
Bilhete para transporte público (1 viagem) 2,65€
Corrida de Táxi por km 4,40€ de início + 1.10 € por km
1 litro de gasolina 1.44 €
Mensalidade academia 41.84 €
Bilhete cinema 11.00 €
Aluguel de apartamento (3 quartos, no centro) 2,059.76 €
Aluguel de apartamento (3 quartos, fora do centro) 1,580.00 €
Eletricidade, água, luz… por apartamento de 85m2 156.91 €
Salário médio (sem impostos) 2,424.27 €

Brasileiros em Dublin

dublin

É importante ressaltar também que a Irlanda é pequenina em comparação ao Brasil. São 70.273 km², com cerca de 4.6 milhões de habitantes. Em 2013 havia cerca de 18.000 brasileiros morando por lá, segundo estimativa do Ministério de Relações Exteriores do Brasil. É provável que hoje haja muito mais devido a grande popularidade do país, especialmente de Dublin junto aos brasileiros que querem estudar inglês.

Em maio de 2015 o Já Fez as Malas realizou uma pesquisa junto aos brasileiros que estavam morando no exterior por motivos de estudo, trabalho ou outros e foi possível perceber um pouco da situação dos brasileiros morando em Dublin.

  • Dos 6 entrevistados, todos informaram morar de aluguel. Os que alugavam um quarto informaram pagar entre 240 € (sem contas inclusas) a 1.500 € por mês (sem contas inclusas). Os que informaram alugar uma casa inteira afirmaram pagar entre 240 € (sem contas inclusas) a 1.100 € (com contas inclusas).
  • Os transportes utilizados variaram entre ônibus, tram, bicicleta pública e carro.
  • Em média, os brasileiros participantes da pesquisa gastavam cerca de 165 € com alimentação por mês.
  • Os que tiveram que utilizar algum serviço de saúde desembolsaram em torno de 65 € por consulta.
  • Os respondentes tinham em média 28 anos e viviam em Dublin há cerca de 2 anos.
  • Todos disseram se sentir seguros na cidade.

Intercâmbio em Dublin

dublin

 VISTO PARA ESTUDAR EM DUBLIN 

Quem quer estudar em Dublin precisa seguir o seguinte passo a passo:

1- Ter um passaporte para viajar e de 3 mil euros na hora da chegada na Irlanda.

2- Para continuar estudando após o primeiro mês é preciso dar entrada no visto de estudante junto ao Irish Naturalisation and Immigration Service (INIS). O visto pode ser concedido ou não e a resposta é enviada em até 8 semanas.

[su_box title=”Precisa de uma indicação de escola para estudar em Dublin? “]Envie suas dúvidas para [email protected][/su_box]

VISTO PARA TRABALHAR EM DUBLIN

Quem quer trabalhar em Dublin vai precisar de um visto de trabalho, o conhecido Stamp 1. Para isso é preciso antes já ter uma proposta de trabalho que possa ser comprovada. Quem quer trabalhar em Dublin como estagiário vai precisar do visto conhecido como Stamp 1A, que dá direito a trabalhar na Irlanda no regime de 40h semanais.

No entanto, o visto mais conhecido e desejado para trabalhar na Irlanda é o Stamp 2, que é o visto do estudante com permissão de trabalho. Ele é concedido sob a condição do estudante matriculado em curso com no mínimo 25 semanas continuar frequentando as aulas regularmente, podendo assim trabalhar por até 20h durante todo o período de aulas ou 40h entre os meses de maio e agosto ou entre 15 dezembro e 15 de janeiro, períodos caracterizados pelas férias escolares. O visto serve para quem vai estudar em Dublin de 6 a 8 meses e pode ser renovado até 2 vezes.

Veja abaixo o que é preciso para solicitar o visto para estudar e trabalhar em Dublin:

  • Comprovante de matrícula na escola (em curso de carga mínima semanal de 15h/aula por semana)
  • Seguro governamental ou médico privado de uma empresa estabelecida na Irlanda
  • 3.000 euros comprovados em extrato de uma conta em banco irlandês
  • Comprovação de endereço
  • PPS – Personal Public Service Number, um documento que se assemelha ao nosso CPF e que permite acesso a serviços públicos, a solicitação de carteira de motorista e até mesmo o registro de trabalho posteriormente.
  • O valor de 300 euros pelo registro GNIB, uma espécie de RG irlandês. O valor pode ser pago com cartão de crédito, débito ou por boleto bancário)

Encontrou algum erro? Nos ajude a melhorar 🙂 Envie um e-mail para [email protected]

Veja também:

Facebook   Nosso grupo   Twitter   LinkedIn Youtube

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png”]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/su_service]

Sobre o Autor

Nataly Lima

Natural de São Paulo, hoje tem a Europa como a sua base. É editora-chefe do "Já Fez as Malas?" e apaixonada por conhecer novas culturas, comer, viajar e contar histórias sobre esses e outros assuntos.

Artigos Relacionados