Fazer intercâmbio nos Estados Unidos ou Canadá? Compare os prós e contras de cada destino

Seja para uma viagem ou para morar um tempo fora do país, a escolha do destino é um dos pontos mais importantes. Uma dúvida comum de quem vai estudar, por exemplo, é se vale mais a pena fazer intercâmbio nos Estados Unidos ou Canadá.

Prós e contras do intercâmbio nos Estados Unidos ou Canadá

Decidir entre um intercâmbio nos Estados Unidos ou Canadá pode não ser tarefa fácil. Os dois países são potências mundiais e têm muito mais a oferecer além do aprendizado e treino do idioma. No entanto, cada um conta com as suas especificidades e aspectos mais ou menos positivos, como qualquer outro lugar do mundo.

Antes de tomar a decisão final, é fundamental que o candidato a intercambista pesquise bem sobre ambos e considere aquilo que procura. Há quem se dê bem com um, há quem se dê melhor com o outro. Para ajudar nessa verdadeira “escolha de Sofia”, reunimos alguns dos principais prós e contras de se fazer intercâmbio nos Estados Unidos ou Canadá.

Custo de vida

O custo de vida é algo a ter em conta na hora de escolher fazer intercâmbio nos Estados Unidos ou Canadá. A experiência, de uma forma global, é um investimento que para muitos significa meses e até anos de trabalho. Para que seja ainda mais viável, o melhor é que aconteça em um lugar com preços acessíveis, até porque pode não ser possível trabalhar durante esse período.

Nesse ponto, o Canadá leva vantagem. De acordo com o site Expatistan, o custo de vida em terras canadenses é 13% mais baixo que em solo estadunidense. É lá, inclusive, onde estão algumas das cidades mais caras do mundo, como Nova York, por exemplo.

Além disso, o dólar canadense costuma ter uma cotação muito mais favorável em relação ao real do que o dólar americano. Neste momento (cotação realizada em 26 de abril de 2019), enquanto o dólar americano está a quase R$ 4, o dólar canadense custa R$ 2,97.

Preço dos cursos

Tanto o Canadá como os Estados Unidos contam com escolas de idiomas e instituições de ensino renomadas. Nesse ponto, qualidade não há de faltar independentemente da escolha do destino. No entanto, a verdade é que, quando se olha para o lado financeiro, a terra do tio Sam continua a perder alguns pontos. Lá, estudar normalmente não é uma coisa barata.

Os programas de intercâmbio e os cursos negociados diretamente nas escolas de idiomas costumam ser mais baratos para o Canadá do que para os Estados Unidos. Juntando isso, com o custo de vida mais alto falado no item anterior, é possível dizer já de cara que a experiência pesa um pouco mais no bolso no país governado atualmente por Donald Trump.

A favor do Canadá também está a possibilidade de se poder estudar tanto o inglês como o francês, a segunda língua oficial do país, dependendo da cidade onde se vá ficar instalado.

Burocracias

Não adianta: todo processo que envolva a solicitação de visto é sempre burocrático. Envolve muita papelada, comprovativos e tempo. No entanto, o sistema de imigração do Canadá é mais tranquilo que o dos Estados Unidos. O primeiro país, onde praticamente metade da população é composta por imigrantes, tem uma política mais flexível e os tipos de vistos são mais simples.

No caso dos Estados Unidos, as exigências são mais apertadas e as limitações também. Em nenhum dos dois países é possível trabalhar se o intercambista estiver apenas fazendo um curso de idiomas, mas, de acordo com a lei estadunidense, se estiver frequentando um curso superior, o exercício profissional só pode ocorrer dentro do campus da universidade. Já no Canadá, existe a possibilidade de frequentar um curso vocacional e/ou técnico e trabalhar em par-time fora do campus.

Clima

Talvez na questão do clima os Estados Unidos leve uma vantagem maior. Isso porque o país é tão extenso territorialmente que possui cidades com características climáticas completamente opostas. Algumas possuem as quatro estações do ano muito bem definidas, contando inclusive com invernos muito rigorosos e bastante neve, enquanto outras mal baixam dos 15ºC, mas são assoladas por vagas de calor intensas. Por isso, existe um leque de opções tanto para quem quer fugir do frio e ter muitos dias de praia no ano, como para quem sonha com muitos casacos e cachecóis.

E se o inverno já pode ser rigoroso nos Estados Unidos, no Canadá a coisa é ainda mais complicada. O cenário é tão gelado que algumas cidades como Montreal, por exemplo, contam com Cidade Subterrânea que funciona durante esta época do ano, tal é a dificuldade de se estar na rua.

Acompanhe mais dicas no Facebook, Instagram e YouTube

Veja também:

Envie e receba dinheiro no Canadá sem conta bancária!
Abra uma conta na TransferWise agora mesmo

Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com

Voos Baratos