Tour com a Porto Walkers: três horas e meia de descobertas a pé

Será possível redescobrir uma cidade onde já se vive há anos por meio de uma atividade típicamente turística? É o que veio a minha mente com o desafio aqui no Já Fez as Malas? de explorarmos o Porto com a ajuda de tours para os mais diversos gostos e bolsos.

Um dos nomes recomendados por moradores da cidade foi o free walking tour da Porto Walkers, avaliado como o número 1º no Trip Advisor. Eles promovem dois tours a pé diários, um pela manhã, que cobre a região próxima à Ponte Dom Luís, e um no meio da tarde, saindo da Praça da Liberdade em direção às galerias de Paris.

Escolhi o passeio vespertino e enquanto me dirigia ao local de encontro, que é em frente à estátua de Dom Pedro I, no meio da Avenida dos Aliados, lembro da primeira vez que estive neste mesmo local, ainda nos meus primeiros dias de recém-chegada à cidade.

Lembro um pouco da magia e encanto que é estar pela primeira vez em algum lugar. Mas, será que mesmo após tantos anos aqui, ainda poderia ver a cidade com outros olhos?

Por sorte, a tarde é ensolarada, em meio a tantos dias de chuva neste início de primavera. O grupo é grande, muitos americanos e eu a única brasileira. Após uma pequena apresentação de todos os participantes, o grupo é dividido em dois – quatorze para cada lado -, e cada um segue para uma direção, acompanhado de um dos dois guias.

O nosso é Viriato, mas para simplificar, pede-nos para chamá-lo apenas de “V”. Nascido na cidade do Porto, ele compartilha já ter vivido em tantas outras cidades e países que confesso que perdi as conta do total. É a partir de suas histórias pessoais que V começa a falar sobre a cidade.

Do outro lado da rua aponta para o impetuoso e sem dúvida um dos restaurantes Mc Donald’s mais bonitos que há. V conta que antigamente ali era o café Imperial – hoje, Mc Donald’s Imperial – e como o local costumava ser mau frequentado nos anos 80 e das experiências que viveu por lá.

Eu já sabia que na época, a baixa, região antiga da cidade, não era um local recomendado para morar e nem mesmo passear, muito menos na região de bares da Galeria de Paris. Só foi mesmo no início dos anos 2000 que surgiu a primeira e valente discoteca, o Plano B, exatamente com o propósito de ser uma alternativa para quem quisesse sair a noite, a despeito da fama que caía sobre a região.

O tour continua, passando pela reitoria da Universidade do Porto, a igreja das Carmelitas, a praça conhecida como Leões, a torre dos Clérigos. Passamos também em frente à Livraria Lello para ouvir sobre J.K. Rolling e o que a cidade e os estudantes portugueses que vestem capas pretas têm a ver com Harry Potter e mais. Em todo o trajeto fazemos pausas para que V possa contar mais um pouquinho dos acontecimentos marcantes da cidade, do país e até mesmo misturar com detalhes de sua própria história.

Passamos por algumas das melhores vistas escondidas e totalmente gratuitas da cidade e por ruazinhas que só quem explora o Porto a pé mesmo consegue desbravar.

Foram cerca de três horas e meia de puro entretenimento pelas ruas da Invicta. Ouvimos sobre as guerras, lendas, os judeus, o ouro, as melhores francesinhas, a influência portuguesa pelo mundo, vimos portas quase que secretas e mais.

Não conto mais detalhes para não tirar a graça de quem vai fazer o mesmo tour, mas posso garantir que não voltei a passar nos lugares visitados com o mesmo olhar apressado e distraído. De alguma forma, agora estes cantos do Porto têm um pouco mais de significado para mim.

O que achamos?

Este passeio é sem dúvida a opção mais indicada para quem procura uma forma acessível de conhecer o Porto mais a fundo durante sua visita, uma vez que é gratuito. Espera-se, claro, que sejam dadas gorjetas segundo à vontade e possibilidade de cada um ao término do passeio.

Pelo que pareceu no tour realizado, cada guia tem uma formação diferente – o deste tour mesmo é ator – e junta suas próprias experiências e perspectiva da cidade nas explicações. Sendo assim, vale não levar tão a sério a veracidade das informações fornecidas. É mais como passear com um local a contar aquilo que ele sabe e acha da cidade e não com um historiador que fala com propriedade de datas e acontecimentos.

Porto Walkers

Dias: todos os dias
Horários: 10h35 e 15h30
Duração: 3h30
Preço: gratuito, à base de gorjetas
Indicação: público jovem, pessoas com disposição para andar
Ponto de encontro: Praça da Liberdade, Estátua de Dom Pedro IV, Porto 4000-322, Portugal
Reservas: https://www.portowalkers.pt/

Acompanhe mais dicas também no Facebook e YouTube

Veja também: 

Atenção: Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas? e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com

Voos Baratos