Bolsas de estudos para portadores de deficiência

Inclusão e acessibilidade são duas palavras complementares, e portanto nunca devem ser oferecidas separadamente. Seja no trabalho, no lazer ou nos meios em que a educação é disponibilizada, as oportunidades precisam existir para todos – o que pode ser posto em prática através de bolsas de estudos para portadores de deficiência, por exemplo.

Bolsas de estudos para portadores de deficiência

Abrangentes a uma infinidade de áreas de conhecimento, as bolsas de estudos para portadores de deficiência existem com a finalidade de tornar possível financeira e socialmente oportunidades antes exclusivas à pessoas sem limitações físicas, mentais ou emocionais.

A seguir, listamos alguns programas de bolsas de estudos para portadores de deficiência, os quais incluem oportunidades para indivíduos que apresentam limitações motoras, auditivas, visuais, cognitivas e outras capazes de dificultar o acesso destes por questões estruturais de determinada instituição, financeiras por parte dos estudantes e principalmente devido a uma escassez de iniciativas do gênero.

As bolsas listadas são voltadas a candidatos internacionais, portanto abertas também para quem vive no Brasil e reúne os requisitos especificados.

UCL | Inglaterra

Não exatamente uma bolsa, mas sim um auxílio financeiro, a University College London oferece suporte aos estudantes portadores de deficiências residentes fora do Reino Unido. De acordo com determinação da instituição, ficou estabelecido determinado montante e todo aluno com deficiência aplicante para que este possa arcar com as despesas adicionais que sua deficiência demanda.

Para ser elegível ao suporte, o estudante deverá primeiramente ser aceito na universidade. Em seguida, precisa comprovar sua deficiência, condições de saúde a longo prazo, dificuldades no quesito saúde mental ou específicas de aprendizado (como dislexia, por exemplo), e que possam afetar seus estudos, bem como implicar em gastos adicionais.

O auxílio cobrirá quaisquer despesas inerentes à deficiência durante o período de estudos, como equipamentos específicos, intérpretes, médicos e outros. Qualquer gasto fora do ambiente universitário não será coberto. Para solicita-lo, não é necessário realizar um processo de application. Uma vez aprovado pela universidade, apenas efetue seu registro junto ao Student Disability Services.

Alexander Graham Bell Association | Estados Unidos

Concedida à base de méritos, a bolsa é direcionada a estudantes surdos ou de severa deficiência auditiva dentro e fora dos Estados Unidos, com a finalidade de ingressar em um curso de graduação no país.

O programa da Associação Alexander Graham Bell é altamente competitivo, e apenas 15% dos inscritos costumam ser aprovados. O valor da bolsa é variável de acordo com cada ano em que as inscrições são abertas, podendo oscilar entre US$ 2.500 e US$ 10.000. Entretanto, para ser elegível, o candidato deverá cumprir os seguintes requisitos:

  • Perdas auditivas devem ter sido diagnosticadas antes dos quatro anos de idade;
  • Perdas auditivas devem ter bilaterais e de profundidade moderada a severa. Perdas unilaterais não o qualificam;
  • Se o candidato usar aparelhos auditivos, deverá ter sua média do teste audiométrico tonal sem auxílio no valor de 60dB ou mais no ouvido com melhor audição nas frequências de fala de 500, 1000 e 2000 Hz.

No quesito acadêmico, também são exigidas pontuações mínimas em seu Grade Point Average (GPA), que deve ser transcrito de seu histórico escolar. Como já se pôde observar, o processo de admissão é bastante rígido, bem como a configuração das documentações que devem ser enviadas. Para conferir a lista completa, bem como endereços para onde enviar sua inscrição, clique aqui.

Microsoft disAbility Scholarship | Estados Unidos

A Microsoft é mais uma das companhias empenhadas em promover a inclusão e acessibilidade em conjunto. Através dela são oferecidas bolsas de estudos a portadores de deficiência para programas de graduação nas áreas de tecnologia com duração entre 2 e 4 anos.

A bolsa Microsoft disAbility Scholarship será concedida a alunos promissores do último ano do ensino médio necessitantes que auxílio financeiro. O valor anual da bolsa é de US$ 5.000, podendo chegar a US$ 20.000, pagos pela Seattle Foundation.

Para se candidatar, o aluno deve estar cursando o último ano do ensino médio e apresentar deficiências que podem ser de origem visual, auditiva, cognitiva, da fala, mobilidade ou outra; deve ainda estar em vias de se candidatar a uma instituição norte-americana (College, Universidade ou Escola Técnica) para cursar graduação em áreas de engenharia, ciência da computação, sistema de informação, direito, negócios ou segmentos relacionados.

Além destes fatores, deve ainda comprovar sua paixão por tecnologia, bem como espírito de liderança dentro da escola ou comunidade. São requeridos também um GPA cumulativo de 3.0 ou mais, comprovativos de necessidades financeiras, bem como comprometimento para ingressar em cursos de meio período ou período integral.

Google Lime Scholarship Program  | EUA e Canadá

Com a Google a força-tarefa inclusiva não é diferente, e através do programa anual Google Lime é possível ter acesso ao conhecimento sem qualquer discriminação. Na iniciativa, que acontece desde 2008, a empresa busca promover bolsas de estudos e o networking entre estudantes de ciência da computação com deficiências.

Os candidatos selecionados para o programa são convidados para comparecer ao Google Scholar’s Retreat na Califórnia, além de considerados para um estágio em engenharia da computação dentro da própria empresa. O valor da bolsa é concedido com base no poder do background acadêmico apresentado pelo candidato, bem como a demonstração de suas paixões pela ciência da computação. Em média, esse auxílio é de US$ 10.000 para aqueles que estudarão nos Estados Unidos e US$ 5.000 para os que forem ao Canadá.

Apesar de considerar as bolsas também a estudantes prestes a ingressar na universidade, não são permitidas inscrições a candidatos que ainda estejam cursando o ensino médio. São elegíveis estudantes de graduação, pós-graduação ou PhD aprovados em uma universidade dos EUA ou Canadá que estejam em busca de um diploma nas áreas de Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou relacionados.

Também deverão demonstrar um excelente passado e presente acadêmico, exemplificar sua liderança e demonstrar comprometimento e paixão pela área. Sobre as deficiências, são abertas oportunidades a indivíduos com limitações visíveis ou não; a empresa define como elegível aquele que se coloca como portador de um problema de longo prazo ou recorrente que afeta uma ou mais atividades importantes, que outros podem considerar como uma função diária.

Wadham College | Inglaterra

Direcionada a estudantes de mestrado aprovados em cursos full-time ou part-time da University of Oxford, a bolsa visa cobrir 100% das despesas inerentes às mensalidades, bem como gastos com custo de vida do estudante durante todo o curso. Em valores, serão disponibilizados ao menos £ 14.057.

São elegíveis candidatos que demonstrarem excelente habilidades acadêmicas, sendo estes capazes de contribuir para o fundo de pesquisa da universidade. Para concorrer à bolsa não é necessário preencher um application separadamente; assim que o estudante realizar sua candidatura à universidade estará concorrendo automaticamente à ela.

Mais informações podem ser obtidas através do Wadham College ou solicitadas pelos e-mails [email protected] e [email protected]

Snowdon Trust | Inglaterra

A Snowdon Trust consiste em uma entidade que tem como finalidade prover o suporte a estudantes com deficiências físicas. Através dela é possível obter auxílios relativos à tais limitações, como questões estruturais, equipamentos de mobilidade, intérpretes e outros. Geralmente seus fundos não cobrem gastos comuns à todos, como mensalidades e custo de vida – a não ser que o estudante comprove que sua necessidade está diretamente relacionada à deficiência.

Para se candidatar à bolsa, o candidato deverá completar seu application, fornecendo ainda referências adicionais como:

  • Laudo médico confirmando sua deficiência ou atestado de um psicólogo educacional de que o candidato está procurando ajuda para problemas como a dislexia;
  • Referências acadêmicas de seu local atual ou anterior de estudo;
  • Referência pessoal de alguém que lhe conhece há mais de três anos e não seja da família;
  • Confirmação de admissão por parte da universidade que irá estudar;
  • Evidências dos custos para o suporte que está buscando.

Mais informações sobre o processo podem ser conferidos aqui ou através do formulário de contato.

Gostou deste artigo? Acompanhe mais dicas também no Facebook e YouTube

Veja também:

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png” size=”30"]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/[/su_service]h6>

Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com