Nos últimos anos, o número de brasileiros em busca de um novo país para chamar de seu me chamou a atenção. Seja para fugir da crise ou buscar novas experiências, fato é que tem muita gente se jogando no mundão.

Embora eu esteja vendo uma parcela abraçando a ideia do nomadismo digital, percebo também os muitos que estão em busca de recomeçar do zero e construir uma nova base. Com direito ao trabalho fixo, casinha confortável e móveis da IKEA.

Os modelos de currículo e as dicas de onde procurar emprego espalhadas pela internet ajudam bastante nessa busca. Mas quando chega na hora da entrevista, você sabe se vestir em uma cultura diferente?

A dica mais simples é se vestir de acordo com o que o pessoal da empresa e da área que você vai entrar se veste, mas com um toquinho de elaboração. Pra mostrar que você se encaixa ali, mas entende que a entrevista é uma ocasião especial, que pode ter um tanto mais de cuidado.

Aquela coisa de ter que ir de roupa social não funciona mais para a maioria das áreas e pode servir como indicador de que você não pertence àquele lugar, por isso muito cuidado!

Mas como descobrir?

Lá pra década de 50, a figurinista Edith Head escreveu um livro sobre como se vestir para o sucesso em que sugeria uma visita ao saguão da empresa, pra observar os funcionários e ter uma noção.

Em 2017, até por questões de segurança, várias empresas não dão acesso tão fácil assim. Fora que, dependendo do lugar em que você esteja e da sua rotina, não é exatamente fácil atravessar a cidade pra dar essa xeretada, né?

Mas a internet é uma ferramenta maravilhosa para adaptar a lógica e te ajuda a descobrir isso de várias formas.

A mais básica é procurando no Google por fotos da empresa e da equipe. O porém aqui é que você vai ter que dar uma garimpada maior pra achar fotos que não tenham sido produzidas especificamente para o site da empresa.

aperto de mão em entrevista de emprego no exterior

Outra forma é procurando no LinkedIn pelas pessoas da área e dando uma olhada nas fotos de perfil, pra captar alguma dica. Aqui também é legal passar um filtro porque algumas pessoas se produzem mais pra esse tipo de foto, outras não atualizam seus perfis com frequência e em geral as imagens mostram mais o rosto do que o vestuário em si.

Você também pode procurar pela galera da sua área e dar uma stalkeada nas redes sociais pra tentar encontrar fotos dela no trabalho, mas se os perfis forem fechados você não vai conseguir descobrir muita coisa. Mas aí a gente chega na minha dica favorita!

O meu jeito preferido

Embora muitas empresas tenham um código de conduta que proíbe a publicação de fotos tiradas dentro das suas dependências, muitos funcionários não sabem disso – ou não cumprem.

E com essa história de todo mundo querer mostrar a vida nas redes sociais, o Instagram acaba sendo a melhor ferramenta.

Para isso, você vai usar a opção de geolocalização. Você vai colocar o nome da empresa que te chamou pra entrevista e ser feliz com as fotos. Alguns funcionários, além de postar fotos da galera, postam fotos de looks do dia e outros ainda colocam hashtags com a área em que atuam.

Depois que você descobriu isso, não tem como errar. Se todo mundo se veste de jeans e camisa, você pode ir de jeans, camisa e um blazer (lembra do toque a mais?), por exemplo. Se todo mundo se veste de calça, camisa e paletó, você pode colocar uma gravata como extra.

Se você não entendeu a lógica do Instagram e precisa visualizar, dá o play no vídeo abaixo, em que eu ilustro melhor essa explicação:

É legal pensar também na sua personalidade e como fazer com que ela apareça, ainda que obedecendo o código de vestuário da empresa. Pode ser em um acessório, um detalhe, uma estampa ou nas cores das peças, por exemplo, mas ela precisa aparecer em algum lugar.

Se você foi chamado para a entrevista, significa que pelo menos os requisitos técnicos para a vaga você já tem. Então é hora da empresa sentir se o seu perfil bate com o deles e se você vai se encaixar na equipe.

Essa é a típica coisa que não dá pra disfarçar porque fica nítida no seu comportamento quando a sua aparência não está de acordo, então manda bala em algum detalhe que conte para os seus futuros empregadores o que faz de você uma pessoa tão especial!

Este conteúdo é de total responsabilidade do autor da coluna Érica MinchinSiga também o site da Érica.

Veja também:

Atenção Atenção
Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.

Sobre o Autor

Érica Minchin

Profissional de consultoria de imagem e apaixonada por viagens, acredita que as roupas podem facilitar nossa comunicação com o mundo e ilustrar as melhores lembranças. Busca ajudar na construção de um estilo pessoal que seja adaptável mesmo às viagens e mudanças.

Artigos Relacionados