Na verdade este título é apenas para rimar, pois o que vou falar aqui refere-se ao Porto, lugar que roubou nossos corações.

A época de Natal é a minha preferida do ano todo e é claro que estou extremamente empolgada para enfeitar a casa toda de pisca-pisca, bolinhas natalinas e comer panetone todos os dias! Ah, e não é só: este é nosso primeiro Natal por aqui, então imagina a animação!

E pelo visto, esse amor pelo Natal não está só em mim: o Porto inteiro está diferente. As ruas estão cada vez mais brilhantes e as lojas cheias de novidades. Então, se você planeja vir para cá nessa época segue uma sugestão de circuito a pé pela cidade para respirar o espírito natalino! Bora?

Comecemos pela Rua Santa Catarina: uma rua cheia de comércio e movimentação turística, com muitas opções para comer e beber também. Aproveite e experimente um pastelzinho de nata (ou, como mais conhecido no Brasil, pastelzinho de Belém): uma divina combinação de massa folhada e creminho de ovos. O nosso lugar preferido para comer um (dois, vai…) é na Fábrica da Nata, mas em todo restaurante/barzinho vende o famoso pastel.

Outra boa pedida é no Nata de Lisboa, também nesta rua e ainda há quem diga que o melhor pastel de nata é feito na Manteigaria, mas para chegar lá é preciso virar na Rua Formosa e descer até a primeira esquina. Mas, voltemos à rua: ela já está toda decorada de motivos natalinos e as lojas compõem a festa, oferecendo promoções especiais e produtos exclusivos da época. Vale a pena andar por lá e depois, partir para o próximo ponto do circuito que é a Avenida dos Aliados.

Para chegar até lá basta virar à direita na Rua Formosa e continuar à Rua Guilherme Costa Carvalho e depois à esquerda já na Avenida dos Aliados. Chegando lá, caminhe com calma, observando a linda paisagem e atente-se ao monumento de D. Pedro IV que tem dez metros de altura e pesa cinco toneladas de bronze! (no Brasil o chamamos de D. Pedro I, pois foi o nosso primeiro imperador). Veja a grande Árvore de Natal da cidade que foi inaugurada no dia 1º de Dezembro, com direito a show pirotécnico e música ao vivo!

Aliás, Porto inteiro estará iluminado e neste site tem todas as informações e horários. Permita-se passar um tempinho por lá e conheça o Mc Donalds eleito mais bonito do mundo! Ah, e antes de continuar para o próximo ponto, visite a Flying Tiger, que fica subindo a rua dos Clérigos, pertinho de onde você está: é uma loja de coisinhas de design para casa, cama, mesa, banho, pets, brinquedos… Adoro! O Gui nem tanto, porque eu fico pelo menos uma hora lá dentro. A coleção de Natal está linda, cheia de enfeites, bolinhas, pisca-pisca, chocolates… Um amor!

Depois de curtir a Avenida dos Aliados, continue descendo até a estação de São Bento que é muito bonita (vale a pena um pulo rápido lá dentro para fotografar os belos azulejos pintados que decoram as paredes) e siga para a Rua das Flores, uma rua tão, mas tão gostosa que dá vontade de ficar por lá o tempo todo: os barzinhos são muitos e sempre tem alguém cantando/tocando uma boa música… Beba um vinho, curta a paisagem e os enfeites de Natal e, quando satisfeito, siga para o próximo ponto.

Você deve percorrer toda a Rua das Flores e descer por 13 minutos (o trajeto completo está aqui) e chegar no cartão postal da cidade: a Ribeira do Rio Douro! O Rio Douro nasce na Espanha (em Sória) e atravessa o norte de Portugal. Aqui no Porto o rio separa a cidade de Vila Nova de Gaia. Vale a pena passear por lá tanto de dia quanto de noite, a atmosfera deste lugar é mágica! Aproveite, beba um fino (chopp) ou uma taça de vinho do porto, garanto que é a pedida certa.

Ufa, depois dessa (deliciosa) caminhada, encerro o circuito a pé de Natal e volto só ano que vem: um lindo Natal e um 2018 incrível!

Este conteúdo é de total responsabilidade do autor da coluna Melissa Costa. Acompanhe também o blog Fifty-Fifty.

Veja também:

Atenção Atenção
Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.

Sobre o Autor

Melissa Costa

Melissa se mudou para a Itália e agora tem que "parlare italiano". Acredita que nesse processo 50% é planejamento e 50% diversão. Compartilha suas experiências no blog "Fifty-Fifty" e aqui no Já Fez as Malas.

Artigos Relacionados