Muito se fala sobre como é legal mudar de país, sobre a nova cultura, nova língua, novas descobertas, o que pouco se fala é sobre como fica nossa cabeça, nossos sentimentos e nosso coração em meio a tudo isso.

Como eu já disse em outro texto, nossa decisão foi tomada muito rapidamente e de maneira acertada. Eu nunca fui do tipo de pessoa que tem medo do novo. Claro, eu me preocupo, me informo, me preparo, mas acredito que nunca devemos dizer não para uma nova possibilidade de ser feliz e assim foi.

Dúvidas e mais dúvidas

Mas isso não quer dizer que eu não sofra. Sou extremamente ansiosa e por muitas noites o sono deu lugar aos questionamentos: será que vamos nos adaptar? E se as pessoas não gostarem da gente? E se não conseguirmos um apartamento legal? E se o Fred não se adaptar? E a saudade?

Pois é, sinto lhe informar que por mais certeza que você tenha do que está fazendo esse tipo de sentimento sempre aparece e não o negue, ele é extremamente importante! É ele quem vai te fazer ler, conversar com pessoas que já tenham passado por isso, se informar, se preparar para praticamente todas as possibilidades. Veja bem, praticamente, porque é a velha história de que na prática cada caso é um caso, e só você vivendo que vai saber o melhor a se fazer. A preparação é muito importante mas não espere que tudo vai ser exatamente como te disseram.

Isis Zimmerman

Há duas maneiras de se preparar para isso: você pode ser uma pessoa otimista, mas ai cuidado para não se decepcionar com qualquer problema pequeno que você encontre. Ou, como minha mãe ensinou: sê pessimista, não pelo lado negativo de achar que tudo vai dar errado, mas de se preparar para as piores situações focando no pensamento positivo porque eu tenho certeza que você, assim como eu fará de tudo para que as coisas corram da melhor maneira possível.

Enfim, o que eu quero te passar hoje é: acredite em você e na decisão que você tomou. Não tenha medo dos seus medos, eles são naturais e saudáveis, mas não podem te dominar.

Sobre persistir

A saudade existe, nem sempre é fácil ver aquele amigo casando, ou toda família reunida no aniversário do seu primo, mas você está idealizando sua vontade, está sendo corajoso (a) e eu tenho certeza que está aprendendo as melhores lições da sua vida.

Não desista, persista. Os portugueses costumam ser muito solícitos, pelo menos aqui no norte e acolhedores e a comunidade de brasileiros aqui é enorme, fora os turistas que são super legais.

Espero que você tenha muito sucesso e seja muito feliz nas suas escolhas e que não desista na primeira dificuldade que aparecer, lembre-se: tudo passa. Os dias ruins assim como os melhores da sua vida também vão passar.

Seja feliz e até semana que vem ☺

Este conteúdo é de total responsabilidade do autor da coluna Isis Zimmerman.

Veja também:

[su_service title=”Atenção” icon=”https://www.jafezasmalas.com/wp-content/uploads/2015/06/jfam-simbolo.png”]Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.[/su_service]

Sobre o Autor

Isis Zimmerman

Isis Zimmerman, fotógrafa, brasileira, casada, mãe do peludinho mais lindo do mundo chamado Fred e começando a fase mais intensa que já viveu! Ela compartilha sua vida no canal Isis Zimmerman, no Youtube, e também aqui no Já Fez as Malas.

Artigos Relacionados