Como abrir conta bancária na Espanha

Se você está de mudança para a Espanha, pode ser que precise abrir uma conta bancária no país. O processo não é muito diferente do que é feito no Brasil, mas os requisitos exigidos pelo banco precisam ser bem avaliados para você não acabar pagando tarifas absurdas pelo fato de ser estrangeiro.

Para abrir conta na Espanha você vai precisar, basicamente, de um documento de identidade e de um comprovante de renda. Se você for estudante, o comprovante de renda nem sempre é solicitado. Isso vai depender da instituição onde decida abrir sua conta; no Santander, por exemplo, eles exigem comprovação de renda mesmo de estudantes.

Ao chegar ao banco, o passo inicial será seu cadastro, para o qual você deverá informar seu nome completo, endereço na Espanha (geralmente não exigem comprovante), e-mail e telefone, além de apresentar seu passaporte ou NIE.

Se você estiver trabalhando no país, deve apresentar, também, seu contrato ou comprovante de pagamento. As empresas costumam direcionar os trabalhadores a abrirem conta em um banco específico, com o qual já tenham convênio.

Já se você for estudante e tiver ganhado bolsa de uma universidade espanhola, pode ser que a universidade também te direcione ao banco no qual deverá abrir sua conta.

Caso não seja direcionado a um banco específico, você mesmo pode escolher o seu. Dentre os mais comuns no país, estão:

  • Bankia
  • BBVA
  • La Caixa
  • Sabadell
  • Santander

Requisitos para abrir conta na Espanha

Na Espanha, os bancos costumam impor uma série de requisitos aos estrangeiros para abrirem conta, especialmente quando você não tem domicílio fiscal no país (não contribui para a Seguridad Social).

Mesmo os que tenham nacionalidade espanhola/europeia devem atentar-se a isso, pois, se nasceram e viveram no Brasil, podem se enquadrar como estrangeiros se não mudarem o domicílio fiscal para a Espanha.

Se você é trabalhador com contrato na Espanha – tendo ou não nacionalidade – não há tanto problema, pois terá seu NIF (Número de Identificación Fiscal).

Se você não tem contrato de trabalho, nem NIF, o banco pode exigir um depósito mínimo para abrir a conta ou pode exigir que todo mês haja uma movimentação de determinado valor. Outra possibilidade é fazer você adquirir algum serviço (como um seguro) para poder abrir a conta. As contas abertas para estrangeiros podem ter, também, a desvantagem de cobrarem tarifas trimestrais de manutenção em valores bem altos.

Os estudantes estrangeiros, dependendo da idade (geralmente até os 27 anos) conseguem se beneficiar de contas com tarifas mais baixas ou até mesmo tarifas nulas.

Como funcionam as contas bancárias na Espanha

Quando se trata de conta bancária, na Espanha algumas situações são diferentes do Brasil. Aqui é muito comum o uso do serviço de domiciliación bancária como forma de pagamento. Esse serviço equivale ao que chamamos de débito automático e praticamente todos os gastos recorrentes, como água, luz, telefone, internet e TV a cabo são pagos dessa forma.

De fato, na hora de contratar esses serviços, você precisa informar seus dados bancários para, no contrato, já programarem a cobrança na sua conta.

O uso de cartão de crédito não é muito comum no país. O que muitas pessoas fazem é obter um cartão na loja/supermercado onde mais costumam comprar, sendo que, para usar esse cartão, também o associam a sua conta bancária. Assim, os gastos são descontados diretamente na sua conta no prazo combinado com a loja (depois de 1 mês, por exemplo). A vantagem de fazer esses cartões específicos das lojas é conseguir comprar em parcelas mesmo sem ter cartão de crédito.

Caso você obtenha, sim, um cartão de crédito, ele provavelmente será mais útil para compras pela internet.

Por fim, não estranhe se seu banco te der um caderninho de papel quando você abrir a conta. O uso desse caderno, chamado de libreta ainda é comum na Espanha e é nele que as pessoas consultam seu extrato mensalmente. Basta inseri-lo em uma espécie de caixa eletrônico e ele sai de lá com todas as movimentações que você fez no mês.

Aliás, a libreta é a melhor opção para acompanhar seus gastos, visto que nos caixas eletrônicos você consegue consultar, geralmente, apenas os 3 últimos dias de movimentação da conta.

Apesar disso, você pode encontrar bancos que não dão mais a libreta. Eles têm feito isso, especialmente, com os clientes jovens, que normalmente já sabem usar o internet banking para as consultas e transações.

Usar conta do Brasil na Espanha

Se você vai ficar na Espanha por uma temporada mais curta, ou se, mesmo ficando mais tempo, vai usar o dinheiro que tem guardado em um banco brasileiro, pode dispensar a abertura de conta na Espanha.

Geralmente, se enquadram nessa situação os estudantes que fazem intercâmbio pago por universidade brasileira ou que recebem dinheiro da família para se manter, por exemplo. Dá perfeitamente para usar na Espanha o dinheiro da conta brasileira.

Para sacar algum valor, você pode usar o caixa eletrônico de qualquer banco espanhol. Só lembre-se de que será cobrada uma tarifa a cada saque (no Santander, por exemplo, são cobrados 5 euros; já no BBVA, a taxa é de 3 euros). E também não se esqueça de que há um valor limite de saque que depende do banco brasileiro no qual você tem conta e do tipo de conta que você possui (costuma ser, em média, 300€/dia).

Se você habilitar seu cartão do banco brasileiro antes da viagem, poderá usá-lo na função crédito e poderá pagar sua fatura pela internet. Mas essa opção não é a mais econômica, já que gera a taxa de câmbio e o IOF. De qualquer forma, pode ser útil em certas situações.

A todos que venham para a Espanha, seja a turismo ou para temporadas mais longas e que pretendam usar a conta do Brasil, recomendo deixar o internet banking e o aplicativo do banco desbloqueados para serviços que serão usados durante o tempo em que você ficar no exterior. E lembre-se de fazer a liberação de uso do cartão assinalando todos os países que você pretenda visitar.

Este conteúdo é de total responsabilidade do autor da coluna Gabriela Morandini. Acompanhe também o trabalho da Gabriela

Acompanhe mais dicas no Facebook, Instagram e YouTube

Veja também:

Atenção: Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas? e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com