Na real, quanto custa viver na Espanha?

Faz pouco mais de 1 ano e meio que vivo na Espanha e essa é uma das perguntas que amigos e familiares mais me fazem, principalmente porque minha renda vem quase toda de trabalhos que presto para empresas brasileiras. Ou seja: ganho em real, mas tenho que pagar minhas contas em euro.

Se você também tem curiosidade sobre quanto custa viver na Espanha, pois está pensando em passar um temporada no país e quer ter dados reais para organizar seu orçamento, sugiro que preste bastante atenção nas informações a seguir. Tentarei detalhar alguns gastos tendo como base minhas principais dispesas mensais por aqui. Confira!

Custo de vida nas regiões autônomas

Vale começar dizendo que vivo em Jaén, uma capital de pequeno porte localizada na região autônoma da Andaluzia, sul da Espanha. Essa informação é relevante pois, assim como no Brasil, o custo de vida vai variar dependendo do tamanho da cidade e da economia local.

A Andaluzia, por exemplo, é a região mais pobre quando se considera a renda anual das pessoas. Apesar disso, ela não é a região mais barata para se viver. Em um ranking simplificado, feito a partir de informações divulgadas pelo El País, as províncias/regiões espanholas ficam classificadas da seguinte forma quanto ao custo de vida geral:

  • Mais caras: Madrid, Navarra, País Vasco e Catalunha;
  • Medianas: Galícia, Aragón, La Rioja, Cantabria, Valência, Ilhas Baleares, Múrcia, Andaluzia, Ceuta e Melilla;
  • Mais baratas: Ilhas Canárias, Extremadura, Castilla-La Mancha, Castilla y León e Astúrias.

Meu custo de vida em Jaén

Para mostrar um panorama realista do custo de vida na Espanha, comento abaixo os gastos médios que tenho a cada mês. Os valores são baseados em uma família de 2 membros (meu marido e eu).

1. Aluguel

O aluguel é a despesa mais cara do nosso orçamento. Vivemos em um apartamento de 1 quarto, localizado no centro da cidade, e pagamos 300€/mês . O preço é abaixo da média para esse bairro, onde costumam pedir uns 350€ para uma moradia desse tamanho. Um apartamento maior (3 quartos) pode custar de 400€ a 600€ no região central da cidade.

Para pesquisar preços de casa para alugar em qualquer cidade da Espanha, você pode usar o site FotoCasa. Já adianto que, de acordo com um levantamento feito em 2017, Barcelona é a cidade mais cara, seguida de San Sebastián e Madrid, enquanto que as mais baratas são Lleida, Castellón e Ávila.

2. Contas “mensais”

Esse é o segundo elemento que mais compromete nosso orçamento. Coloquei a segunda palavra entre aspas pois estamos acostumados a pagar contas todos os meses no Brasil, mas na Espanha não é assim. Aqui, os boletos podem demorar de 2 a 3 meses para chegar, acumulando o valor desse intervalo de tempo.

A última conta de água, por exemplo, chegou no mês de fevereiro (relativa aos meses de novembro, dezembro e janeiro) e custou pouco menos que 60€.

A conta de luz também veio no começo de fevereiro e custou por volta de 200€, acumulando o consumo dos três meses anteriores. Vale ressaltar que a luz sobe bastante durante o inverno se for usada a calefação (aquecimento). Já na época de verão, o valor da nossa conta de luz costuma ser menos de 100€.

Outro gasto “frequente” é com o gás, mas como somos em dois, geralmente demoramos uns 4 a 5 meses para comprar um novo butijão (aqui se chama bombona). O preço da bombona comum (de butano, com 12,5 kg) é de 12,28€.

3. Supermercado

O terceiro elemento que nos empobrece (rs) é o supermercado. A Espanha tem preços bem competitivos se comparada a outros países europeus, e muitos produtos que são caros no Brasil (aka Nutella e Kinder Ovo, rs) são baratos aqui.

Geralmente, gastamos de 40€ a 60€ por semana, e os produtos que mais encarecem as compras são as carnes vermelhas. Uma dica para economizar no supermercado é consumir marcas brancas (as que levam o nome do próprio mercado) e aproveitar cupons de desconto (o Dia e o Carrefour oferecem boas ofertas).

Como exemplo, deixo a faixa de preço de alguns produtos (dependendo da marca, podem custar mais ou menos):

  • água (5 litros): 0,59€ a 0,99€
  • lata de Heineken: 0,63€
  • 1 litro de leite: 0,69€ a 1,19€
  • 1 frango inteiro: 5,00€
  • 1 kg de carne moída (de vaca): 6,30€
  • 1 kg de arroz (comum): 1,25€
  • 1 pacote de espaghetti (500 gr): de 0,50€ a 1,80€

Para ver mais preços de produtos e simular uma compra do mês, sugiro que você entre nos sites dos supermercados. Algumas das redes mais conhecidas em todo o país são: Dia, Carrefour e Hipercor.

Transporte

Em uma cidade pequena como Jaén, dá para ir a todos os lados a pé. Assim mesmo, há quem prefira usar o transporte público ou veículo próprio. Quanto aos preços, temos o seguinte:

  • passagem de ônibus urbano: 0,98€ (quem faz o cartão eletrônico paga 0,66€, mas se for estudante, a tarifa reduz para menos de 0,50€);
  • combustível do carro: a gasolina custa entre 1,25€/litro e 1,40€/litro e o diesel (chamado também de gasóleo) entre 1,15€ e 1,24€.

Relacionado ao transporte, pode haver também gastos com garagem e seguro. No momento, meu marido tem uma moto e não temos garagem no apê; assim, pagamos um estacionamento mensal que custa 22€. Muitas pessoas deixam veículos estacionados na rua, mas roubos podem acontecer.

Mesmo quem tem vaga de garagem pode ter problemas para estacionar o carro se usá-lo durante o dia. Na maioria das cidades espanholas, as zonas para estacionar gratuitamente são restritas, e a opção acaba sendo os parkings públicos. Em Jaén, por exemplo, a hora para estacionar vale aproximdamente 1,50€.

Outro gasto relacionado ao veículo será o seguro (é obrigatório ter um seguro de responsabilidade civil). Não posso citar um valor concreto pois depende de muitos fatores, como o modelo do carro/moto, o ano, quantos tempo de habilitação tem o motorista etc. Mas, dá para simular o preço em sites como este.

Outros gastos

Por fim, há gastos extras dependendo do estilo de vida de cada um: itens pessoais (roupas, sapatos etc); remédios; convênio médico; saídas a bares/restaurantes, festas ou cinema. Portanto, deixo alguns valores relacionados às atividades de ócio, baseando-me nos preços praticados em Jaén:

  • 1 entrada de cinema: 7€
  • 1 caña (copo pequeno de cerveja) em um bar: entre 1,80€ e 2,20€
  • 1 menu completo (1 entrada + 1 prato principal + 1 bebida + café ou sobremesa): em média, 10€
  • 1 entrada a uma discoteca: em média, 8€
  • 1 café da manhã simples (meio pão com manteiga + 1 xícara de café): de 1,20€ a 1,80€
  • 1 pizza de 6 pedaços: em média, 9€

Espero que os valores te ajudem a entender, mais ou menos, quanto custa viver na Espanha. Lembrando sempre que você precisa considerar as peculiaridades de cada cidade para conseguir fazer uma estimativa mais precisa. Para ajudar com seu planejamento, uma dica é usar o Expatistan, que conta com informações atualizadas fornecidas por moradores de cidades ao redor do mundo.

Este conteúdo é de total responsabilidade do autor da coluna Gabriela Morandini. Acompanhe também o trabalho da Gabriela

Acompanhe mais dicas também no Facebook e YouTube

Veja também:

Atenção: Este conteúdo é de exclusividade do Já Fez as Malas? e não pode ser reproduzido parcial ou integralmente sem autorização prévia. Caso queira referenciar o conteúdo abordado neste artigo, pode-se utilizar um link para a matéria.


Chip com internet nos EUA

Envie e receba dinheiro no exterior

Melhores Hotéis e Hostels

Booking.com